ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Pela quarta vez seguida, Alemanha vai a semifinal da Copa

Alemanha mostra sua força coletiva, domina a França os 90 minutos e avança para a semifinal.

Por Vladimir da Costa

O futebol que todos esperavam da Alemanha aconteceu. Quando mais se precisou, a potência esportiva da Europa mostrou sua força e de forma inédita chegou pela quarta vez seguida a uma semifinal de copa do mundo. A primeira seleção a conseguir tal façanha. Diga-se de passagem, de forma merecida. Com um gol no começo e com boas e claras chances de gols criadas durante o jogo, os alemães dominaram a França que chegava esporadicamente e pouco oferecia perigo. Quando chegava, Neuer com boas defesas, segurava o ataque francês. Agora, com a bela apresentação das quartas. a seleção alemã chega com força para a semifinal e agora assiste de camarote o duelo entre Brasil e Colômbia, para saber quem será seu adversário na próxima terça-feira, às 17h no estádio do Mineirão.

Muller abraça Hummels autor do gol da classificação da Alemanha para a semifinal da Copa do Mundo. (Foto: Getty Images)

Muller abraça Hummels autor do gol da classificação da Alemanha para a semifinal da Copa do Mundo. (Foto: Getty Images)

A Alemanha desde os primeiros minutos da partida mostrou o futebol que todos esperavam. Agressivo e pra frente. A França não esperava por uma marcação sob pressão e acabou correndo mais atrás da bola do que o previsto. Segura na defesa e com bom poderio ofensivo a Alemanha atacou com força e não demorou pra chegar ao seu gol. Aos 13 minutos, Kroos cruzou e achou Hummels que cabeceou alto para vencer Lloris. Mesmo atrás do placar a França não conseguia chegar ao ataque. Benzema pouco tocava na bola e não chegava em condições de finalizar para o gol de Neuer que, assim como  nas oitavas, abusava das saídas excessivas de fora da área.

O segundo tempo foi mais disputado com a França criando boas chances na frente, mas sem o poder ofensivo necessário para agredir o adversário que com Hummels bem no jogo dificultava ainda mais as chances francesas. Aos poucos a França ia perdendo o folego e a Alemanha “cozinhando” o jogo e minando as chances francesas, que teve sua melhor chance apenas aos 48 minutos do segundo tempo, com Karin Benzema que foi bem defendido pelo ótimo goleiro Neuer.

A partida

A partida começou com uma mensagem dos capitães de França e Alemanha contra toda e qualquer forma de discriminação no mundo do futebol em todas as esferas.

Debuchy puxa a camisa de Klose dentro da área, mas nada foi marcado. (Foto: Muller abraça Hummels autor do gol da classificação da Alemanha para a semifinal da Copa do Mundo. (Foto: Getty Images))

Debuchy puxa a camisa de Klose dentro da área, mas nada foi marcado. (Foto: Getty Images)

E após o protocolo dos hinos já conhecidos por todos a bola rolou no Maracanã com a Alemanha adiantando a marcação. Com dois minutos de jogo, Muller ficou com a bola, avançou até a entrada da área e tentou cruzar para Klose. Varane afastou parcialmente e na sequência a bola sobrou para Kroos que arriscou o chute, mas a bola explodiu na zaga  A Alemanha seguia em  cima da França que chegou pela primeira vez aos sete minutos. Evra chegou até a linha de fundo e cruzou para trás, a bola chegou em Benzema que pegou de primeira, mas a bola saiu a direita de Neuer.

Aos 10 minutos, quase o primeiro gol francês. Griezmann recebeu em velocidade na área e tentou o passe na pequena área, mas a bola foi curta e não achou Benzema, que estava livre em condições de fazer o primeiro.

O jogo seguia quente, assim como o calor carioca e ficou ainda mais quando os time germânico abriu o placar. Aos 12 minutos, Kroos cobrou falta para o meio da área da intermediária, e achou Hummels que nem precisou subir para cabecear e vencer o goleiro Lloris.

A força do meio campo alemão era imensamente superior ao adversário que não conseguia ficar com a bola por mais de um minuto. O bom passe de bola do jogadores de meio campo e ataque alemão faziam com que a França abusasse das faltas.

Neuer pega a melhor chegada da França no primeiro tempo. O goleiro fez ao menos 3 boas defesas na partida. (Foto: Getty Images)

Neuer pega a melhor chegada da França no primeiro tempo. O goleiro fez ao menos 3 boas defesas na partida. (Foto: Getty Images)

A Alemanha seguia mostrando sua superioridade nem campo. Klose em lance duvidoso caiu em campo e ficou pedindo pênalti. Lahm, com liberdade pela direita subia sempre que sua equipe tinha a posse de bola, o que era frequente.

A França só conseguia chegar perto do gol esporadicamente, mas sempre com perigo. Aos 32 minutos, em jogada rápida. Valbuena recebeu dentro da área e bateu meio sem jeito, Neuer bem colocado pegou, a bola sobrou para Benzema que bem marcado não conseguiu finalizar com perigo. Aos 41 minutos, cruzamento da esquerda e cabeçada de Benzema em cima de Hummels.

A segunda etapa começou dos avessos. A pressão trocou de lado e a França era quem adiantava seus jogadores em busca da igualdade do marcador. Jogando mais pelas laterais, principalmente com Evra, a equipe francesa dificultava a saída e o bom toque de bola dos alemães que passaram a jogar mais em velocidade, já que ficavam menos com a bola e não tinham espaços para o toque de bola fácil, que marcou o time nesta edição da copa do mundo.

A França seguia em cima, mas não conseguia criar oportunidades de gol. Sem posse de bola, a Alemanha pouco atacava e ficava praticamente atrás da linha da bola, mas sempre com três homens no ataque, quando recuperava a bola, eles impunham velocidade e chegavam com perigo.  Apenas aos 14 minutos do segundo tempo os franceses assustaram o gol de Neuer. Valbuena cobrou escanteio pela esquerda e Varane subiu mais alto do que todos para cabecear, mas o goleiro alemão estava inteiro e fez a defesa.

Benzema, cercado por quatro, pouco conseguiu produzir no segundo tempo da partida. (Foto: Getty Images)

Benzema, cercado por quatro, pouco conseguiu produzir no segundo tempo da partida contra a Alemanha. (Foto: Getty Images)

O domínio de bola francês não era convertido em chances de gol. A Alemanha “cozinhava” a partida e pouco sofria com a pressão francesa. Quando tinha a bola os alemães levavam tanto perigo quanto o adversário.

Com duas substituições nos últimos 15 minutos na França, partiu para o tudo ou nada, mas quem quase marcou foi a Alemanha.

Em bola lançada para o ataque, Lahm recebeu pela esquerda e aparece livre até a entrada da área. Ele cruzou rasteiro para Muller que furou, mas Schurrle apareceu na segunda trave para chutar cruzado. Lloris foi muito bem no lance e com a perna direita defendeu e salvou a França.

A França parecia ter desistido de conseguir o empate e com isso a partida que começou quente sob forte calor, perdeu a intensidade, tanto em função do calor e do cansaço das duas equipes.

Apesar disso, quase a França quase empatou no último lance da partida. Aos 48 do segundo tempo, Benzema recebeu e bateu firme, de dentro da área, mas Neuer em cima da risca, defendeu com uma mão só defendeu o forte chute do francês. E não dava tempo para mais nada. Alemanha classificada pela 14° vez para uma semifinal de copa do mundo.

Festa alemã nas arquibancadas do estádio do Maracanã com a classificação assegurada. (Foto: Getty Images)

Festa alemã nas arquibancadas do estádio do Maracanã com a classificação assegurada. (Foto: Getty Images)