ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corinthians perde mais uma e é eliminado na Libertadores

Corinthians tem dois expulsos, perde a partida  e dá adeus a libertadores.

Por Vladimir da Costa

E o que podia ser uma festa, foi um desastre. O todo poderoso timão foi eliminado da taça libertadores pelo modesto Guarani e agora sobrou a Brasileiro para salvar o ano.

Jogador do Guarani comemora o gol da vitória do Guarani na libertadores. (EFE/Ricardo Nogueira)

Jogador do Guarani comemora o gol da vitória do Guarani na libertadores. (EFE/Ricardo Nogueira)

Com duas derrotas, na partida de ida e com dois a menos na partida de volta, o alvinegro alem da eliminação perdeu, alem da vaga, a invencibilidade da arena, depois de 32 jogos.

A partida

Depois da derrota do São Paulo, restava ao Corinthians salvar o futebol paulista na libertadores, só que não.

A equipe alvinegra fez um bom primeiro tempo, começou pressionando, chutando de fora da área, mas o nervosismo não colaborou por melhor sorte da equipe paulista.

O Corinthians já sabia das dificuldades para o encontro desta quarta-feira. Mas, não sabia que seriam tantas. O Guaraní superou as expectativas graças a uma estratégia de jogo competente com cinco defensores e mais quatro homens de marcação no meio campo, surpreendeu o alvinegro.

No primeiro tempo, por exemplo, não houve a pressão habitual dos minutos iniciais. Só mesmo a partir dos 35 minutos foi quando o Corinthians passou a pressionar de maneira mais incisiva.

O Corinthians conseguiu chegar com chute de Jadson e cabeçada de Felipe, sem tanto perigo. Tite inverteu os lados de Malcom e Jadson, deixou Guerrero sair da área e isso surtiu algum efeito. O lance mais efetivo foi do peruano, que se infiltrou e recebeu livre na área, mas bateu em cima de Aguilar.

Expulsões marcam a eliminação do Corinthians na libertadores. (Foto: Junior Lago/UOL)

Expulsões marcam a eliminação do Corinthians na libertadores. (Foto: Junior Lago/UOL)

Os quase 40 mil torcedores à Arena Corinthians faziam sua parte e, claro, pensavam na possibilidade de eliminação. Não poderiam, porém, imaginar um segundo tempo tão catastrófico. Tite fez duas mudanças, a equipe voltou do intervalo com mais ímpeto, mas perdeu forças após dois cartões vermelhos.

Fábio Santos, aos sete minutos, foi afastar a bola e deixou o pé sobre Santander. Jadson, aos 23 minutos, perdeu a linha diante de Benítez e também acabou sendo expulso pelo chileno Enrique Osses. O Corinthians, pouco a pouco, percebeu que não teria forças para fazer mais nada. Encantador no início da Libertadores, sucumbiu contra o modesto Guaraní sem sequer anotar um gol.

Já nos acréscimos, com dois jogadores a menos, ficou impossível para o Corinthians conseguir o resultado que precisava. O Guaraní tocou a bola com qualidade, passou a criar chances de gol e até demorou para marcar. A bola só entrou aos 46 minutos do segundo tempo, Fernando Fernández aproveitou desvio na área e concluiu para o gol.