ÚLTIMAS NOTÍCIAS
A Magia está no ar! Valdivia brilha e verdão derrota o Bragantino

Com mais uma atuação decisiva do chileno e do atacante Alan Kardec, alviverde vence outra vez e caminha a passos largos rumo à elite.

Por Anderson Marinho
Valdivia foi o grande destaque do Palmeiras. Foto: Bruno Santos / Terra

Valdivia foi o grande destaque do Palmeiras. Foto: Bruno Santos / Terra

Palmeiras e Bragantino se enfrentaram no estádio do Pacaembu, em partida válida pela décima segunda rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2013, e o verdão fez a lição de casa, vencendo por 2 a 1, com grande atuação da dupla  Valdivia, autor de um gol e uma assistência, e Alan Kardec, matador, que comandaram o nono triunfo do verdão na competição.

Com o resultado o Palestra se mantém na liderança do torneio com 28 pontos ganhos, cinco a mais que a vice-líder Chapecoense. Já o Bragantino permanece em nono lugar com 15, três pontos acima da zona de rebaixamento.

O jogo

O duelo começou equilibrado, com o Bragantino buscando o ataque, para evitar um blitz do Palmeiras, surpreendendo quem esperava ver o time do interior na retranca.

Com a marcação do alvinegro adiantada, congestionando o meio de campo, o Palmeiras encontrou dificuldades para sair do campo de defesa nos 15 minutos inicias, e ficou trocando passes em busca de uma oportunidade para chegar ao ataque.

Aos 14 minutos, depois de uma bobeada da marcação alvinegra, Leandro arriscou de fora da área, levando perigo à meta defendida pelo goleiro Leandro Santos. O lance animou a torcida e o verdão que intensificou a pressão.

Aos 17 minutos o lateral direito Luís Felipe aproveitou o espaço e soltou uma bomba, rasteira, obrigando Leandro Santos a espalmar para escanteio.  Dois minutos depois, Charles foi à linha de fundo e cruzou, Leandro, na marca do pênalti, chegou batendo firme para mais uma grande defesa do arqueiro do Braga.

O Bragantino chegou com perigo aos 24 minutos com Deigo Macedo, em chute da entrada da área que passou rente ao travessão. No minuto seguinte, Léo Jaime avançou com liberdade pela ponta esquerda e cruzou na medida para Cesinha, livre de marcação, mas o meia não conseguiu fazer o desvio de cabeça.

A partida seguiu bastante movimentada, com as duas equipes impondo um bom ritmo, e aos poucos o Palmeiras tomou conta das ações, mantendo-se no campo de ataque, enquanto o alvinegro se defendia.

Aos 37 minutos Luís Felipe arriscou mais um chute da entrada da área para boa defesa de Leandro Santos. O verdão dominava o jogo e o gol era questão de tempo.

O momento mágico do futebol chegou ao Pacaembu aos 42 minutos, com um toque de magia de Valdivia e linda finalização de Alan Kardec. O chileno avançou em velocidade e enfiou com classe para o centroavante, que levantou a cabeça e colocou com categoria no ângulo esquerdo, um golaço.

Jogadores comemoram o gol de Alan Kardec. Foto: Reinaldo Canato / UOL

Jogadores comemoram o gol de Alan Kardec. Foto: Reinaldo Canato / UOL

Depois do gol alviverde, o técnico Vagner Benazzi promoveu a entrada do meia Geovanni, ex-Cruzeiro e Barcelona, na vaga de Gustavo, mas a equipe não teve tempo para reagir.

Etapa complementar

O Bragantino retornou para o segundo tempo com Dudu no lugar de Cesinha.

Assim como na etapa inicial os visitantes adiantaram a marcação, na tentativa de encontrar o gol de empate, mas não durou mais que 10 minutos. Aos poucos o Palmeiras, comandado por Valdivia, equilibrou o jogo e passou a levar perigo à meta do Braga.

Aos 12 minutos, após bela jogada individual, Valdivia lançou Wesley, que chegou batendo cruzado para boa defesa de Leandro Santos.

Seis minutos depois, Charles recuperou uma bola perdida no meio de campo, arrancou pela meia direita e encontrou Valdivia, livre na entrada da área, o “Mago” só olhou e bateu colocado, no canto direito de Leandro Santos, para ampliar.

Valdivia foi o destaque do Palmeiras no jogo. Foto: Reinaldo Canato / UOL

“El Mago” comemora o seu gol com o volante Charles. Foto: Reinaldo Canato / UOL

O gol coroava a grande atuação do camisa 10, que seguiu dando trabalho para os jogadores adversários, colocando os companheiros na cara do gol, aplicando chapéu e desconcentrando os marcadores.

Aos 24 minutos, Elias se envolveu em lance polêmico com o chileno e foi expulso após agredi-lo, deixando o Bragantino com um homem a menos.

Entretanto, superioridade numérica caiu cinco minutos depois, quando Charles perdeu a cabeça, tentou agredir Léo Jaime, e levou o vermelho direto.

O jogo ficou tenso, aos 31 Minutos Geandro deu uma entrada criminosa em Valdivia, por trás, e recebeu o cartão amarelo. Dois minutos depois o técnico Gilson Kleina optou pela entrada de Mendieta na vaga do chileno, preservando o seu camisa 10.

O Bragantino teve a oportunidade de diminuir, aos 35 minutos, após boa enfiada de bola, Paulinho saiu cara a cara com Fernando Prass, o goleiro abafou a finalização, e na sobra Dudu tocou por cima do travessão.

O treinador alviverde ainda promoveu as entradas de Vinícius, na vaga de Alan Kardec, e do estreante Eguren no lugar de Luís Felipe.

Quando parecia que o jogo estava esfriando o Bragantino diminuiu, aos 43 minutos, com Dudu, aproveitando uma sobra, após cobrança de falta de Giovanni.

Dudu marcou o gol de honra do Bragantino no Pacaembu. Foto: Bruno Santos / Terra

Dudu marcou o gol de honra do Bragantino no Pacaembu. Foto: Bruno Santos / Terra

O primeiro gol incendiou o Braga que partiu para cima em busca do empate, sufocando o verdão nos minutos finais.

Aos 45, Juninho, pressionado, tentou o recuo para Fernando Prass, Paulinho quase aproveitou a bobeira, mas o goleiro chegou antes do atacante e isolou garantindo a vitória.

O Palmeiras entra em campo novamente na próxima terça-feira, às 19h30, contra o São Caetano, no estádio Anacleto Campenella, em São Caetano do Sul, pela décima terceira rodada. No mesmo dia, às 21h50, o Bragantino recebe o Avaí no Nabizão em Bragança Paulista.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 2×1 BRAGANTINO

Local: Pacaembu, em São Paulo
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Cartões amarelos: Luis Felipe, Fernando Prass (PAL); Diego Macedo, Geandro, Elias e Léo Jaime (BRG)
Cartões vermelhos: Elias, aos 23’/2ºT (BRG) e Charles, aos 28’/2ºT (PAL)
GOLS: Alan Kardec, aos 41’/2ºT (1-0), Valdivia, aos 17/2ºT (2-0) e Dudu, aos 43’/2ºT (2-1)
Público e renda: 20.604 /R$ 660.305,00

PALMEIRAS: Fernando Prass; Luis Felipe (Eguren, 41’/2ºT), Vilson, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Charles, Wesley e Valdivia (Mendieta, 32’/2ºT); Leandro e Alan Kardec (Vinicius, 36/2ºT). Técnico: Gilson Kleina.

BRAGANTINO: Leandro Santos; Glauber (Geandro, aos 19’/2ºT), Alvaro e Kadu; Diego Macedo, Elias, Thiaguinho, Gustavo (Geovanni, aos 43’/2ºT) e Léo Jaime; Césinha (Dudu/intervalo) e Paulinho. Técnico: Vágner Benazzi