ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Al Ahly bate o Sanfrecce e será o adversário do Corinthians

Al Ahly mostra precisão nas finalizações, vence, e será o adversário do Timão na semifinal

Por Vladimir da Costa

Bem armada no meio campo, O Al Ahly bateu o Sanfrecce Hiroshima por 2 a 1 e irá enfrentar o Alvinegro. A equipe egípcia controlou boa parte do jogo e teve calma e sorte para vencer a partida, no estádio Toyota, debaixo de neve, já que a temperatura no momento era de apenas dois graus, com sensação térmica de menos dois. Mesmo criando muito menos que o adversário, os egipcios foram mais competentes e colocaram pra dentro as chances que tiveram.

O Al Ahly foi pra cima dos japoneses, até para aquecer do frio que fazia e quase abriu o placar logo no inicio do jogo. Gedo recebeu lançamento pela esquerda, dominou dentro da área, mas errou na hora da finalizar e a bola foi pra fora.

Hamdy marcou o primeiro gol do Al-Ahly em no estádio Toyota (Foto: Reuters)

A força ofensiva seguia firme e de tanto pressionar, dos egípcios chegaram ao primeiro gol aos 14 minutos. Numa boa triangulação, Handi recebeu cruzamento pela direita, se livrou da marcação e sozinho, só empurrou a bola para o fundo das redes. O Al Ahly tinha o controle do jogo e era mais organizado taticamente, quando estava com a bola, pois a defesa não passava a mesma confiança quando ia desarmar o adversário. Confusa, principalmente nas bolas aéreas, a equipe egípcia teve dificuldades em quase todos os lances de bolas paradas e em um deles, os japoneses chegaram ao empate.

Com a vantagem no placar o Al Ahly recuou bastante e depois de um escanteio pela direita e uma lambança geral da zaga acabou levando o empate. Mikic recuperou a bola mal afastada e tocou de cabeça para Sato, que, de primeira, chutou forte para igualar o placar. O empate inflou os japoneses que quase chegaram ao segundo gol aos 37 minutos. Takahagi recebeu cruzamento rasteiro de Mikic, mas perdeu na cara do gol.

O segundo tempo começou com o Sanfrecce Hiroshima com mais posse de bola, jogando sempre em velocidade, a equipe estava mais próxima de chegar ao segundo gol, mas faltava o último passe.

Uma desatenção defensiva acabou jogando ainda mais gelo nas pretensões japonesas. Num contra-ataque, o Al Ahly chegou ao segundo gol aos nove minutos. Aboutrika, de 34 anos, recebeu na grande área, ganhou na força física a disputa de bola e tocou na saída do goleiro para marcar o segundo gol. O experiente jogador por sinal era o trunfo nos egípcios para parar o ímpeto japonês. Com bom toque de bola, Aboutrika dominava o meio campo, com ótima noção dos espaços vazios em campo que fazia parecer que ele menos cansado, por conhecer os “atalhos” do campo de jogo.

Jogadores disputam a bola debaixo de neve, que caiu durante todo o jogo (Foto: Flávio Florido/UOL)

Com o gol, assim como no primeiro tempo, os egípcios abdicaram de jogar no ataque e apareceu a falta de pontaria dos japoneses.
Aos 23 minutos, Takahagi dominou lançamento longo na esquerda e cruzou na área, mas Sato chegou atrasado e perdeu uma boa chance de empatar. Minutos depois o mesmo Sato recebeu lançamento longo, sozinho, entrou dentro da área, escolheu o canto e sem marcação nenhuma, perdeu a melhor chance da partida ao tirar a bola muito do goleiro e do gol.

O Sanfrecce Hiroshima continuava em cima, mas o capitão do time não estava numa noite inspirada e perdeu mais uma boa oportunidade de levar a partida para a prorrogação. Aos 41 minutos, Sato recebeu no bico da pequena área e chutou forte, mas o goleiro do Al Ahly faz ótima defesa e segurou o resultado. Festa dos jogadores de um país que passa por um momento complicado na parte politica com protestos e manifestações quase que diárias, ao menos no esporte, neste domingo, seus cidadãos terão o que comemorar junto com sua equipe que agora terá que enfrentar na semifinal o campeão da América, o Corinthians.