ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Alan Kardec marca e Palmeiras bate o Ituano no Pacaembu

Em 5 minutos o atacante palmeirense fez o gol da vitória e foi expulso após confusão.

Por Vladimir da Costa

A noite marcou ainda a estreia do meia Bruno César teve outro personagem principal. Alan Kardec mostrou que vive ótima fase a ajudou o Palmeiras a vencer mais uma e continuar como único invicto da competição. Aos 42 minutos do segundo tempo, ele definiu a vitória do Verdão sobre o Ituano, por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, no Pacaembu, pela nona rodada do Paulistão. Logo depois de marcar, o jogador acabou expulso, em confusão com Jackson Caucaia, que também recebeu vermelho. Apesar do vermelho, Kardec teve participação efetiva durante toda a partida e mostrou mais uma vez que quer atuar com a amarelinha.

Alan Kardec comemora o gol salvador no final da partida contra o Ituano (Foto: Ricardo Matsukawa / Terra)

Alan Kardec comemora o gol salvador no final da partida contra o Ituano (Foto: Ricardo Matsukawa / Terra)

A partida

Gilson Kleina atuou com um time diferente nesta quarta-feira. Com quatro alterações na equipe titular do Verdão; Saíram Valdivia, Leandro (suspenso), Wesley e Wellington, e entraram Mendieta, Diogo, Josimar (estreante) e França, ficou claro para o treinador que a equipe depende muito dos jogadores que estiveram ausentes. Sorte do Palmeiras, que encontrou uma equipe fraca tecnicamente que não foi nenhuma grande ameaça na partida.

Tanto o Ituano, quando o Palmeiras tiveram atuações muito apáticas no primeiro tempo. Rafael Silva, tentou algo diferente driblando Juninho, Josimar e Lúcio, mas se jogou em dividida com Wendel. Lúcio também tentou, mas estava em posição irregular, foram as poucas jogadas que valessem o ingresso pago pelo torcedor.

Sem inspiração dos dois lados, a única boa oportunidade de gol surgiu em uma falha do zagueiro palmeirense.  Após chutão da zaga do time do interior, Lucio não alcançou a bola e viu Cristian sair na cara de Fernando Prass, que salvou o Verdão.

Sem muita opção, o verdão voltou com alterações para o segundo tempo. Kleina percebeu isso e substituiu Mazinho, criticado pela torcida, por Marquinhos Gabriel. O time cresceu e fez do goleiro Vagner, do Ituano, o personagem da partida.

Bruno Cesar fez sua estreia com a camisa do Palmeiras.(Foto: Ricardo Matsukawa / Terra)

Bruno Cesar fez sua estreia com a camisa do Palmeiras. (Foto: Ricardo Matsukawa / Terra)

Ele fez quatro boas defesas em chances criadas por Juninho e Lúcio, duas vezes cada. Eficiente na marcação, o Ituano abusava das faltas para segurar o Palmeiras. Até que foi penalizado com a expulsão de Dener. O lateral parou boa jogada do estreante Bruno César, que havia acabado de entrar. Bruno, aliás, se mostrou solto. Apesar de ainda não estar na forma física ideal, procurou armar jogadas e se aproximar dos atacantes. Teve uma chance de marcar: em cobrança de falta que passou perto do travessão.

No fim, Prass voltou a aparecer salvando o Verdão, em lances de Jean Carlos, com cavadinha frustrada, e Rafael Silva. E quando o jogo parecia definido, o gol saiu. Após cobrança de falta, Alan Kardec ficou sozinho na área, dominou a bola e chutou forte para decidir o jogo aos 42 minutos.

Depois, o atacante acabou expulso pelo árbitro Wilson Luiz Seneme, após confusão com Jackson Caucaia, do Ituano, que também recebeu vermelho, mas era tarde demais e o cartão vermelho não tirou o brilho do atacante que deu a vitória para o Palmeiras.

Agora, o alviverde tem 23 pontos e está na liderança do Grupo D – é o único time que ainda não perdeu no Paulistão. Já o Ituano estaciona nos 15 pontos, na vice-liderança do Grupo B.

Na próxima rodada, o Palmeiras vai a Ribeirão Preto enfrentar o Botafogo, domingo, às 18h30m, no estádio Santa Cruz. Um dia antes, O Ituano, encara  o Mogi Mirim, às 18h30m, no estádio Romildo Ferreira, em Mogi.