Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: Access denied for user 'root'@'localhost' (using password: NO) in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 517

Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: A link to the server could not be established in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 517

Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: Access denied for user 'root'@'localhost' (using password: NO) in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 557

Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: A link to the server could not be established in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 557
Alan Kardec perde pênalti e Palmeiras só empata contra o Audax | QUATRO MAIORES


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Alan Kardec perde pênalti e Palmeiras só empata contra o Audax

Em partida movimentada, alviverde perde os 100% de aproveitamento no Paulistão.

Por Vladimir da Costa

Sob o forte calor da capital paulista, Palmeiras e Audax fizeram ótimo jogo no Pacaembu e o empate em 1 a 1 não refletiu o que foi a partida.  Apesar do pênalti desperdiçado por Alan Kardec no segundo tempo, o resultado foi o mais justo.

Valente, a equipe sensação do campeonato paulista mostrou que tem personalidade. Não deixou de tocar a bola na defesa mesmo quando estava sendo apertado pelo Palmeiras. Depois de ver Denilson abrir o placar para o time de Osasco, o Verdão empatou com Mendieta, que mudou o jogo, mas não teve forças para virar. Com o empate, a equipe da capital perdeu o 100% de aproveitamento na competição.

A partida

Goleiro do Audax comemora o pênalti defendido na partida contra o Palmeiras. (Foto: Junior Lago/UOL)

Goleiro do Audax comemora o pênalti defendido na partida contra o Palmeiras. (Foto: Junior Lago/UOL)

O Palmeiras entrou em campo conhecedor do estilo de jogo do adversário, que é de muito toque de bola. Marcando sob pressão na saída de bola o alviverde levou vantagem sobre o Audax. O caçula do Paulistão, que se orgulhava de um futebol de toques, sem chutões, ficou sufocado. E passou a errar, entregando a bola ao Verdão, que, no entanto, pecava nas finalizações.

Sem criatividade, o time de Osasco teve de recorrer aos chutes de longa distância – algo que ainda não havia acontecido neste Paulistão. Denilson, Nenê Bonilha arriscavam de longe, mas quando a bola acertava o alvo, paravam em Fernando Prass.

Pelo outro lado o Palmeiras era imponente na partida. Comandado por Valdivia, o time abusou dos gols perdidos. Leandro, o mais acionado no ataque, não conseguiu vencer o goleiro Felipe Alves.

Como o Palmeiras correu mais na primeira etapa, era natural que a equipe caísse de rendimento na segunda etapa. Foi exatamente o que aconteceu.

O técnico Fernando Diniz trocou Caio por Thiago Silvy, e Nenê Bonilha por Carlos Magno. O time de Osasco passou a jogar mais no campo de ataque do verdão e na primeira chance, abriu o placar. Aos sete minutos, em falha da defesa alviverde, a jogada iniciada em uma cobrança de lateral sobrou limpa para Denilson, abrir o placar.

A partir dali o jogo ficou aberto. No entanto, sem a mesma força física apresentada no primeiro tempo, o Palmeiras tinha dificuldades para superar o bloqueio do time visitante, que seguia solto. Com a vantagem no placar, passou a jogar mais recuado, apostando nos contra-ataques. Em uma jogada rápida, Rafinha quase marcou o segundo, mas esbarrou em Prass.

Palmeirenses esbanjaram disposição para evitar o estilo de jogo da equipe de Osasco. (Foto: Junior  Lago / UOL)

Palmeirenses esbanjaram disposição para evitar o estilo de jogo da equipe de Osasco. (Foto: Junior Lago / UOL)

Kleina tentava mudar o panorama e trocou Wesley por Mendieta. Mudança certeira. O paraguaio fez a diferença. Em seu primeiro lance, acertou o travessão em uma cobrança de falta. Em seguida, aos 33 minutos, empatou o jogo. A zaga do Audax não conseguiu afastar a bola da área e ela acabou sobrando para o camisa 8 chutar de pé direito deixando tudo igual.

 O gol motivou a equipe palmeirense e a torcida passou a acreditar que era possível virar. Aos 37, Marquinhos Gabriel invadiu a área, tentou o drible e acabou derrubado por Francis: pênalti. Alan Kardec foi para a cobrança, bateu forte no canto esquerdo, rasteiro, mas o goleiro Felipe Alves espalmou. No rebote, o próprio Kardec chutou, e o goleiro salvou novamente.

Já no final da partida, o verdão poderia ter virado. Aos 42 minutos, Valdivia recebeu livre na área e chutou. Felipe Alves, mais uma vez, salvou o Audax.

Agora, o Palmeiras se prepara para encarar o Corinthians, no clássico do próximo domingo, no Pacaembu. A equipe chegou aos 19 pontos, na liderança do Grupo D. O Audax, com nove, ocupa a terceira posição no Grupo B, e, no próximo sábado, enfrenta o Rio Claro.

xhamster