ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Alviverde mostra sua força e passa sem sustos pelo Bragantino

Artilheiro do campeonato, Alan Kardec marca, e Palmeiras avança às semifinais do Paulistão.

Por Vladimir da Costa

E depois de eliminações de dois grandes (Corinthians na primeira fase e São Paulo ontem), o Palmeiras se juntou ao Santos com louvor e se classificou para a semifinal do Campeonato Paulista. Com gols de Alan Kardec e Wesley, os comandados de Gilson Kleina venceram o Bragantino por 2 a 0 no Estádio do Pacaembu, na noite desta quinta-feira.

jogadores do Palmeiras comemoram gol junto com o artilheiro Alan Kardec. (Foto: Junior Lago/UOL)

jogadores do Palmeiras comemoram gol junto com o artilheiro Alan Kardec. (Foto: Junior Lago/UOL)

Diferente do Santos que tem um ataque forte, o Palmeiras mostrou tranquilidade defensiva e equilíbrio tático para vencer fácil o time do interior.  Prass mais assistiu do que participou da partida.

A partida

No Pacaembu, o Bragantino mostrou desde o início da partida que o empate era um ótimo resultado. Os primeiros 20 minutos, o time do interior apelou para a força. Como não conseguia ficar com a bola, a saída vista pelos atletas era fazer faltas e cera, sempre que podiam.  Primeiro, foi a vez de Robertinho dar uma cotovelada no rosto de Valdivia. Depois, a punição veio aos 17 minutos do 1º tempo com um cartão amarelo para Francesco, que derrubou Wendel.

Com Valdivia e Bruno César comandando as ações do jogo e tentando colocar velocidade na armação, mas tinham dificuldade devido a forte marcação adversária. A saída era arriscar chutes de longa distancia e de bolas paradas. Foi assim que Alan Kardec abriu o placar aos 21 minutos. Wesley cobrou escanteio, Alexandre tentou afastar de barriga e a bola sobrou para o camisa 14 soltar a bomba para abrir o placar. O gol colocou o atacante palmeirense na liderança da artilharia do campeonato, com nove redes balançadas em 16 partidas

A vantagem fez o time da casa diminuir o ritmo e até cadenciar o jogo. Com o jogo lento, as faltas e os cartões começaram a comer solto. O Bragantino tentou não mudar tanto a postura e seguiu firme na marcação, mesmo perdendo a partida.

Os destaques do Palmeiras 2014  Valdivia, Wesley e Alan Kardec comemoram a classificação do alviverde (Foto: Junior Lago/UOL)

Os destaques do Palmeiras 2014 Valdivia, Wesley e Alan Kardec comemoram a classificação do alviverde. (Foto: Junior Lago/UOL)

No segundo tempo, o técnico Marcelo Veiga foi forçado a fazer uma substituição por causa de uma lesão. Magno Cruz, com dores no joelho, deu lugar a Diguinho. Pouco adiantou. O Palmeiras continuava administrando a bola e, aos 10 minutos, quase ampliou um placar em um bombardeio com dois chutes de Valdivia e um de Alan Kardec no mesmo lance.

Minutos depois, a mesma dupla participou da construção do segundo gol. O chileno roubou a bola no meio de campo, passou para Bruno César, que cruzou para Leandro. O atacante bateu em cima do goleiro. No rebote, Kardec dominou e, com muita calma, deu assistência para Wesley, que ampliou o placar.

Depois do gol, o que fez o torcedor sair da cadeira foi apenas uma briga generalizada que terminou apenas com o cartão amarelo para Geandro. Kleina até demonstrou que não queria mais correr riscos aos tirar Bruno César para a entrada do uruguaio Eguren aos 27 minutos.

Com o controle da partida nas mãos, o Palmeiras evitou o desgaste e passou a girar a bola de um lado para o outro. O Bragantino já parecia entregue a tempos, aceitou e a partida seguiu em marcha lenta, bem diferente do ritmo das arquibancadas, com os mais de 25 mil torcedores eufóricos e felizes com a classificação do alviverde.

Agora, a equipe do Palestra Itália enfrenta o Ituano, no próximo domingo, às 18h30, por uma vaga na final do Estadual. A outra semifinal será disputada no mesmo dia, mas às 16h, na Vila Belmiro, entre Santos e Penapolense.

 

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 2 X 0 BRAGANTINO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 27 de março de 2014, quinta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra
Assistentes: Vicente Romano Neto e Daniel Paulo Ziolli
Público: 25.714 pessoas
Cartões amarelos: Bruno César, Marcelo Oliveira e Valdivia (PAL); Francesco e Geandro (BRA)
Gols: Alan Kardec, aos 21 minutos do 1º T, e Wesley, aos 17 minutos do 2º T

PALMEIRAS:  Fernando Prass; Wendel (Vinícius), Tiago Alves, Lúcio e Juninho; Marcelo Oliveira, Wesley, Bruno César (Eguren) e Valdivia; Leandro (Patrik Vieira) e Alan Kardec.
Técnico: Gilson Kleina

BRAGANTINO: Rafael Defendi; Yago, Guilherme Mattis e Alexandre; Robertinho, Francesco, Gustavo, Matheus e Léo Jaime; Magno Cruz (Duiginho) e Tássio
Técnico: Marcelo Veiga