ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Aqui é Brasil!

Brasil sufoca a Colômbia no inicio da partida, administra a vantagem no final e avança para as semifinais da Copa das Copas.

Por Vladimir da Costa

O Brasil venceu a Colômbia em Fortaleza por 2 a 1, com dois gols de zagueiros e avançou para a semifinal da copa do mundo. Com o espanhol, Carlos Velasco como árbitro, a partida mais faltosa da competição (54 faltas no total), deixou muito a desejar na parte disciplinar em muitos lances o árbitro não teve pulso para advertir com cartão quando foi preciso. Por essas e outras a partida não teve um protagonista. É bem verdade que James jogou melhor que Neymar, mas muito pouco para um camisa 10. Já que os homens da frente não estavam “iluminados” a dupla que se conhece bem e nunca perderam jogando juntas. Nas 27 vezes que atuaram juntos pela seleção, Thiago Silva e David Luiz tiveram mais uma atuação segura na defesa e no ataque, uma tarde de glória. O capitão da equipe fez seu segundo primeiro gol no inicio do primeiro tempo. No segundo, com muita classe, David Luiz justificou sua contratação pelo PSG e meteu um golaço de falta.

Todos jogadores em campo observam a bola de David Luiz vencer Ospina no segundo gol do zagueiro na copa. (Foto: Reuters)

Todos jogadores em campo observam a bola de David Luiz vencer Ospina no segundo gol do zagueiro na copa. (Foto: Reuters)

A Colômbia ainda chegou a descontar com James Rodriguez de pênalti, mas a equipe que encantou o mundo na primeira fase, sentiu o cansaço e o poder do elenco e do talento brasileiro e não conseguiu chegar ao empate. A equipe de Pekerman jogou bravamente e deve recebida com festa em seu pais, mas não maior que a que o Brasil fará nos próximos dias, até o confronto contra a poderosa Alemanha na próxima terça-feira, em Belo Horizonte, às 17h, no Mineirão. Um jogo que já entra para a história simplesmente por ter 8 títulos mundiais em campo. Será incrível!

A partida

Com a massa de amarelo apoiando a seleção o Brasil demonstrou desde o primeiro minuto que apresentaria em Fortaleza um futebol diferente do que vinha apresentando até então.

Thiago Silva comemora seu gol contra a Colômbia. (Foto: Reuters)

Thiago Silva comemora seu gol contra a Colômbia. (Foto: Reuters)

Marcando em cima e sem dar nenhum espaço para a equipe colombiana o Brasil logo tomou conta do meio campo. Com Hulk e Fred voltando para buscar a bola o campo ficou reduzido para os adversários e com isso a seleção tinha mais chances para criar.

Não demorou muito e a seleção canarinho abriu o placar. Aos sete minutos, após cobrança de escanteio de Neymar pela direita, a bola passou em frente de todos na pequena área e chegou até Thiago Silva que de joelho não teve trabalho para empurrar a bola para dentro do gol. Explosão de alegria no castelão!

A Colômbia chegou somente aos 10 minutos. Cuadrado recuperou a bola na entrada da área e chutou no canto inferior de Júlio César. A bola ainda desviou antes de sair.

O jogo seguia corrido, com ambas equipes mostrando muita disposição. Com Paulinho e Fernandinho na contenção a bola frequentemente chegava a frente em velocidade, mas a afobação e a boa marcação colombiana não deixavam o Brasil ter melhor sorte.

O bem falado, James Rodriguez não tinha paz nem espaço para jogar. Sempre que tocava na bola, haviam ao menos dois jogadores nele. Tanto é que o número de faltas do Brasil era bem superior ao do adversário, o que começou a gerar insatisfação do adversário, que a cada lance mais ríspido ou disputado pedia cartão para jogadores brasileiros.

Neymar novamente ficou devendo em campo. (Foto: Reuters)

Neymar novamente ficou devendo em campo. (Foto: Reuters)

A Colômbia não tinha era só reclamação. A seleção tinha Ospina. O arqueiro por vezes salvou sua seleção no primeiro tempo. Aos 19 minutos. Hulk fez uma linda tabela com Neymar e chutou cruzado para a defesa do goleiro colombiano. Oscar recuperou na frente da área e bateu para nova interversão de Ospina.

A Colômbia era perigosa no contra-ataque e teve sua melhor chance no primeiro tempo. Na velocidade, eram 4 contra 2, a bola chegou redonda em Cuadrado que podia invadir a área e cruzar ou chutar, mas o camisa 11 preferiu tocar de primeira e acabou perdendo ótima oportunidade. A Colômbia só foi chegar novamente no final do primeiro tempo, em cobrança da falta cobrada por James Rodriguez que acabou na barreira que se adiantou.

No segundo tempo o Brasil caiu de produção e passou a rifar a bola. Com isso, passou a dar oportunidade para o avanço de Cuadrado que trocou de lado e começou a jogar como um ponta.

Bem marcado, James Rodriguez pouco produziu na partida. (Foto: Getty Images)

Bem marcado, James Rodriguez pouco produziu na partida. (Foto: Getty Images)

O Brasil, liderado por Fernandinho abusava das faltas. A cada disputa de bola, uma falta era marcada, o que irritava os colombianos que seguiam pedindo falta.

A partida já passava das 40 faltas e o primeiro cartão do jogo veio da maneira mais infantil possível. Thiago Silva ficou na frente de Ospina que pretendia repor rápido e acabou levando o cartão. Com isso, o capitão da seleção, está fora da semifinal contra a Alemanha.

Aos 22 minutos, novo cartão. James Rodriguez entrou por trás em Hulk e também levou cartão. No replay pode-se ver que o camisa 10 colombiano tocou o brasileiro, como também recolheu o pé para evitar o choque. Não adiantava reclamar. Falta.

Na cobrança, da intermediária, David Luiz cobrou com rara precisão, de chapa, descolou o goleiro que ainda tocou na bola, mas sem a força suficiente para evitar o segundo gol brasileiro. Euforia dentro e fora de campo.

O segundo gol deu um baque no adversário que seguia com mais posse de bola, mas sem forças para chegar perto do gol de Júlio Cesar.

Aos 37 minutos a Colômbia conseguiu diminuir de pênalti. Bacca recebeu de Rodríguez na área e toca por cima de Júlio César que derrubou o atacante. Na cobrança, James Rodriguez foi pra bola, deslocou o goleiro e fez seu sexto gol na competição.

Com o gol, Felipão resolveu mexer de uma vez. Colocou Ramires, Hernanes e Henrique nos lugares de Hulk, Paulinho e Neymar, respectivamente.

A Colômbia adiantou todos seus marcadores e passou a jogar dentro do campo do Brasil, mas sem a qualidade necessária para deixar um jogador em condições de marcar. O craque colombiano, sempre que tinha a bola, haviam dois jogadores em sua marcação, mesmo assim, James mostrou que é bom de bola e conseguia se livrar, quando não, a falta era marcada.

Já no final da partida, sem folego, o Brasil so teve uma preocupação, que foi com Neymar, que levou uma pancada nas costas e saiu direto para o vestiário para exames. No mais, os últimos minutos, a equipe ficou com a bola e na base dos “pulmões novos” que tinham acabado de entrar, segurou bem a pressão e venceu a Colômbia no Castelão para festa de todos os mais de 60 mil presentes.

David Luiz faz sua tradicional oração após o termino da partida onde o Brasil garantiu vaga na semifinal. (Foto: Reutes)

David Luiz faz sua tradicional oração após o termino da partida onde o Brasil garantiu vaga na semifinal. (Foto: Reutes)