ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Arouca comanda goleada Santista contra o Corinthians

Santos não toma conhecimento do Corinthians e faz cinco gols no clássico.

Por Vladimir da Costa

No primeiro clássico do ano do futebol paulista, Santos e Corinthians entraram em campo com posturas diferentes. Mais veloz, o peixe sempre que chegava perto do gol era perigoso. E dessa forma, o Santos, com vários garotos da base, deu uma canseira no alvinegro paulista que não conseguia acompanhar o ritmo santista, deu espaço e acabou perdendo o clássico de maneira surpreendente.

Apesar de não ter sido superior durante a partida, o Santos foi cirúrgico. Quando chegou, marcou. Melhor organizado no meio campo e mais entrosado, o Santos foi mais incisivo no primeiro tempo. Apesar de não dominar, foi veloz e aproveitou as chances que teve. Com Arouca sendo o destaque, com um gol e uma assistência. O Corinthians dependia muito de Guerrero, que criou, mas não conseguiu marcar.

Arouca comanda goleda do Santos contra o Corinthians na Vila Belmiro. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

Arouca comanda goleda do Santos contra o Corinthians na Vila Belmiro. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

No segundo tempo, com melhor preparo físico, o Santos fez mais dois gols antes dos 20 minutos, Thiago Ribeiro fez seu segundo gol na partida e completou a goleada diante do Corinthians que terá muito trabalho para explicar a goleada sofrida na noite de um time que pouco ou nada fez na partida.

O jogo

A partida começou a todo vapor na Vila Belmiro. Com um minuto de jogo, o Santos teve a primeira finalização, Geuvânio bateu, mas a bola foi pra fora. O Santos erra melhor no inicio da partida. Com boa movimentação no meio de campo, o Santos chegou aos cinco minutos novamente ao gol com Cicero. O volante artilheiro, recebeu a bola na intermediária, avançou e bateu firme, mas Walter estava bem colocado para encaixar a bola.

Com o passar do tempo, o Corinthians foi equilibrando as ações e o Santos foi perdendo a velocidade de transição entre o meio e o ataque, passando a tocar mais a bola em busca de um vacilo do Corinthians que não vinha.

O Santos, que era melhor chegou ao gol. Aos 14 minutos, Mena cruzou pela esquerda e Alan Santos perde gol incrível. Walter salvou com a mão direita debaixo do gol. Após bola rebatida na área, Arouca pegou a sobra e abriu o placar para o peixe.

O Santos seguia melhor e conseguiu chegar ao segundo gol. 22 minutos, Aos Em nova jogada pela esquerda, Arouca cruzou para Gabriel, sozinho cabecear para ampliar o marcador.

Gabriel e Arouca foram o destaque da goleda santista desta quarta. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

Gabriel e Arouca foram o destaque da goleada santista desta quarta. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

Não deu nem tempo para comemorar a bola vantagem. No minuto seguinte, Guerrero ajeitou para Guilherme soltar bomba, no canto direito, sem chance para Aranha.

O jogo seguia disputado, principalmente no meio campo. Apesar do placar, os goleiro pouco trabalharam. Aos 38 minutos, o alvinegro da capital, perdeu a chance de empatar a partida. Guerrero recebeu lançamento sozinho dentro da área, mas teve dificuldade para dominar a bola, e nisso, Gustavo Henrique chegou na hora da batida para bloquear o atacante corinthiano.

O camisa 9 teve outra chance parecida. Mas foi travado novamente pelo zagueiro santista. No lance, todo o banco corinthiano pediu pênalti, não marcado por Paulo Cesar de oliveira.

Na volta do intervalo, o Santos voltou com a mesma velocidade, no primeiro minuto, o Santos ampliou. Novamente Arouca deu bela arrancada, cruzou o meio campo, tocou, a bola chegou em Gabriel, que cruzou rasteiro, a bola chegou em Thiago Ribeiro que, com o gol vazio para fazer o terceiro gol santista da partida.

Perdendo, Mano Menezes resolveu mexer. Sacou Rodriguinho e Danilo para os lugares de Douglas e Emerson Sheik, respectivamente. Na primeira jogada, Sheik cruzou na cabeça de Guerrero que cabeceou, livre, mas Aranha salvou o que seria o segundo gol do Corinthians.

E por lesão, o Santos fez a terceira alteração. Saiu Gabriel e entrou a nova revelação santista, Stefano Yuri.

Com o passar do tempo, a partida deu uma bela caída de ritmo. O Santos, naturalmente, estava tranquilo por estar vencendo por três a um, e o Corinthians, ainda longe de sua forma ideal, parecia não ter forças para suportar o forte calor da baixada.

Aos 18 minutos, o Santos acertou outro contra-ataque. Geuvânio deu meia lua em Ralf e disparou em velocidade, entrou na área, em vez de bater, rolou com açúcar para traz, a bola passou por Thiago Ribeiro, mas chegou em Bruno Peres, que tocou com calma para fazer o quarto gol santista na partida.

Com o placar, o jogo esquentou. O Santos tocava a bola e o ânimos não eram amistosos. Sheik e Guerrero tomaram cartão amarelo de bobeira.

A partida ficou do jeito que o peixe queria. O Corinthians tocando a bola na intermediária, buscando espaço para chegar ao gol e o Santos armado, esperando roubar a bola para partir em contra-ataque.

Thiago Ribeiro entrou no segundo tempo e fe dois gols na partida. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

Thiago Ribeiro entrou no segundo tempo e fe dois gols na partida. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

Faltando 15 minutos, a última alteração da partida, Pato no lugar do Guerrero.

Aos 33 minutos, o quinto gol da partida. Arouca tocou para Thiago Ribeiro que passou como quis por Guilherme e bateu na saída de Walter, que nada pode fazer.

Os últimos minutos foram basicamente de olé. O Corinthians torcia para o jogo acabar enquanto o Santos tocava a bola de lado.

A vitória deixa o Santos com dez pontos, na liderança do Grupo C, considerado o mais difícil do Campeonato Paulista. O Corinthians, com a segunda derrota seguida, já está três pontos atrás do Botafogo-SP, líder da chave B