As Olimpíadas e o Futebol na sua essência

Despedida emocionante de Londres 2012 e um campeonato Brasileiro morno

Por Vladimir da Costa

No final de semana onde o mundo se emocionou e já começou a sentir falta de Londres 2012, o campeonato brasileiro segue sem muita emoção para os times paulistas e deixou a desejar na última rodada. Apesar do Corinthians ser o atual campão da Libertadores o Santos ter o melhor jogador da América, o Palmeiras o melhor treinador do país e o São Paulo a melhor estrutura, as equipes do Estado São Paulo seguem devendo.

Replica dos principais pontos turísticos de Londres dentro do Estádio Olímpico (REUTERS)

A 15º rodada foi um bom exemplo de que as equipes do estado devem se preocupar com o próximo ano, assim como o COB deve e precisa  investir pesado em certas categorias. Parece exagero, mas se pensarmos pelo atual desempenho, muito provável que teremos as quatro principais forças do estado disputando cabeça a cabeça, vaga pela Sulamericana, com exceção do Corinthians, que já está garantido na Libertadores 2013. No caso das Olimpíadas é mais preocupante, pois estaremos em todas as modalidades e fazer um bom papel, mesmo que não valha medalha é essencial.

E o prognostico começa do sábado. De manhã nossa Seleção sucumbiu a Peralta e acabou, pela terceira vez com a Prata nas Olimpíadas, mais a noite, o Santos e Atlético-GO se enfrentaram no Pacaembu e o peixe saiu perdendo por 2×0. Somente na base da luta, sem muita força tática ou organizacional, conseguiu chegar ao empate na partida. O resultado, mesmo que desagradando os torcedores que foram prestigiar a equipe no estádio, foi bom, muito em função do placar adverso e não pela força do adversário.

No domingo, mais uma decepção em Londres. A forte e favorita seleção de vôlei masculina, depois de estar vencendo por 2×0, acabou levando uma virada espetacular da Rússia e também acabou com a Prata. Já na cidade que nunca para, dos times que entraram em campo, apenas o Corinthians mostrou competência e vibração para vencer. A equipe do Parque São Jorge bateu de virada o Coritiba fora de casa e chegou aos 21 pontos na competição, afastando qualquer chance de ameaça do rebaixamento ou relaxamento da equipe que segue consistente para a disputa do mundial no final do ano.

O São Paulo, que jogou em casa, fez melhor partida que o Corinthians e acabou perdendo devido a falta de sorte ou competência para definir o jogo, pesou. Nas duas únicas jogadas de perigo do Grêmio no segundo tempo o time gaúcho fez seus gols e virou a partida. Com o resultado, a equipe do Morumbi se afasta mais ainda do líder, Atlético-MG, que venceu o Vasco em casa, e complica suas chances de se aproximar do Z-4.

The Who foi responsável por fechar a cerimonia de encerramento dos jogos (REPRODUÇÃO/RECORD)

E pior que Santos e São Paulo, que perderam na rodada, está o Palmeiras e as desculpas do COB para justificar o fraco desempenho dos esportes que ele, por obrigação, deve apoiar, dos quais podemos destacar, os esportes individuais, como; ginástica, Boxe, Atletismo e Natação e não o Futebol, Vôlei e Basquete, que tem confederações e competições regulares. O atual campeão da Copa do Brasil não se encontra no nacional. A equipe de Felipão perdeu mais uma, agora para o Fluminense e segue na zona da degola, cada vez mais complicada de fugir.
Apesar da boa partida que a equipe Alviverde fez no Engenhão, com duas bolas na trave, não impediram a derrota e a equipe segue na zona de rebaixamento, com 13 pontos, na 17ª.

De bom mesmo para os jogadores das equipes foi acompanhar o encerramento dos jogos olímpicos em Londres. Música boa, belas imagens de superação e o sonho de que no Rio em 2016 estejamos prontos para mostrar ao mundo nossas 27 federações e 200 milhões de corações abertos para compartilhar o esporte em sua essência. De perder, torcer e vibrar pela alegria alheia.