ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Bayern de Munique vence Arsenal na Champions League.

Dois penais perdidos, expulsão de goleiro e vitória bávara fora de casa.

Por Paulo Edson Delazari
525_0f5f4567-e55d-38a7-bf03-ccc989d493df

Toni Kroos comemora gol com companheiros de Bayerm. (Foto: Getty)

Bayern de Munique surpreende o Arsenal  nesta quarta-feira, em pleno Emirates Stadium por 2 a 0 com gols de Kroos e Thomas Müller, dando importante passo rumo as quartas de final da Champions League.

O Arsenal até que teve ótima chance de abrir o placar aos oito minutos, mas Ozil bateu o penalti para linda defesa de Neuer. Os mandantes ainda tiveram Szczesny expulso no fim do primeiro tempo, quando o goleiro polonês cometeu pênalti em Robben, mas  Alaba perdeu a cobrança .

Com a vantagem numérica, os comandados de Guardiola chegaram ao triunfo na etapa final. Assim, os bávaros ficam perto de repetir o feito da temporada passada, quando foram às quartas da Champions após vencerem por 3 a 1 na Inglaterra e perderem por 2 a 0 na Alemanha, o mesmo Arsenal.
A partida contou com uma mudança surpreendente na escalação de cada equipe. Do lado dos mandantes, Sanogo foi o centroavante titular na vaga de Giroud – o que já havia ocorrido no duelo de fim de semana contra o Liverpool pela Copa da Inglaterra. Coincidência ou não, essa decisão se deu após Giroud ter admitido um caso extraconjugal.

Pelo lado dos visitantes, Josep Guardiola sacou o brasileiro Rafinha dos 11 titulares e usou o capitão – e agora volante – Lahm no setor apenas pela sétima vez na temporada. Javi Martínez herdou o espaço deixado no meio de campo.

O destaque da partida foi o meia Kroos que além do gol, participou ativamente das jogadas de ataque da equipe alemã, botou bola na trave e fechou os espaços do meio campo, sem dar chances aos adversários.

Ao Arsenal, resta a esperança de repetir uma excelente atuação na Allianz Arena, mas que dessa vez seja suficiente para evitar a eliminação. O duelo de volta ocorrerá no dia 11 de março, às 16h45 (de Brasília), e os alemães podem até perder por um gol de diferença.