ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Bélgica faz no final contra Rússia e garante classificação.

Em jogo de nível técnico baixo, belgas vencem russos na bacia das almas.

Por Paulo Edson Delazari
Origi comemora seu gol aos 43 minutos do segundo tempo com Mirallas. (Foto: Getty)

Origi comemora seu gol aos 43 minutos do segundo tempo com Mirallas. (Foto: Getty)

Diferente do nível técnico apresentado na Copa do Mundo 2014, Bélgica e Rússia fizeram um jogo sofrível nesta tarde no Maracanã no Rio de Janeiro e Origi marcou para os belgas o gol que deu a classificação as oitavas de final da competição, após ótima jogada de Hazard.

Com a vitória os diabos vermelhos fizeram seis pontos e alcançaram o topo do grupo, não podendo mais ser ultrapassado por dois times da sua chave e se garantiu nas oitavas de final da Copa do Mundo e agora definem a primeira colocação contra a Coréia do Sul na última rodada. O diferencial da partida foi a técnica e a velocidade do jogador do Chelsea o atacante Hazard, que mal apareceu no jogo, mas quando apareceu decidiu com boa assistência.

A Rússia continua com remotas chances de classificação, mas ainda está viva na competição já que se encontra com um ponto e pode chegar a quatro, podendo ultrapassar a Argélia que será sua concorrente direta pela segunda vaga.

O primeiro tempo teve poucas chances e a melhor surgiu bem perto do intervalo, quando um cabeceio de Kokorin saiu muito perto do gol belga. O cenário não foi muito diferente no segundo tempo, mas depois de mais uma ameaça russa, os últimos 10 minutos da Bélgica foram arrasadores.

Tudo começou numa cobrança de falta de Hazard que bateu na trave de Igor Akinfeev e, a partir daí, o astro do Chelsea não mais parou. Voltou a ameaçar com um chute ao lado e, aos 88 minutos, cumpriu. Brilhante jogada do lado esquerdo e assistência perfeita para Divock Origi encostar. Aos 19 anos, o atacante se tornou no sétimo mais jovem a marcar em Mundiais e mostrou que Marc Wilmots está com feeling.

É que a Bélgica fez a festa da classificação graças ao terceiro gol marcado por jogadores saídos do banco por ordem do técnico. Hazard foi escolhido o Craque do Jogo.