ÚLTIMAS NOTÍCIAS
BOA quebra a invencibilidade do verdão

Palmeiras sai perdendo novamente, mas não consegue a virada dessa vez e reencontra a derrota após 12 jogos

Por Anderson Marinho
Fernando Karanga comemora o gol que deu a vitória ao BOA. Foto: Célio Messias / AE

Fernando Karanga comemora o gol que deu a vitória ao BOA. Foto: Célio Messias / AE

Defendo uma série de 12 partidas invictas, com sete vitórias consecutivas, o Palmeiras visitou o BOA Esporte Clube, no Estádio Prefeito Dilzon Luiz de Melo (Melão), Varginha (MG), em partida válida pela décima sétima rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2013, e foi surpreendido pelos donos da casa, com um gol de Fernando Karanga aos dois minutos de jogo, encerrando a sequência positiva com uma derrota por 1 a 0.

Com o resultado o BOA chegou aos 29 pontos, na quinta colocação, ficando há apenas um ponto do G4. O Palestra segue na liderança, com 40 pontos ganhos.

O jogo

Com grande vantagem na tabela de classificação e pensando no duelo de decisivo contra o Atlético-PR, na próxima quarta-feira, pela Copa do Brasil, o técnico Gilson Kleina mandou o Palmeiras à campo com um time misto, poupando vários titulares e promovendo algumas experiências na equipe.

Em campo o esquadrão alviverde não correspondeu às expectativas do comandante, encontrando muitas dificuldades na criação de jogadas, com excesso de lentidão na saída de bola e pouca criatividade no meio de campo.

Mais ligado na partida, o BOA Esporte soube se aproveitar da má atuação adversária, principalmente na primeira etapa, para impor a sua proposta de jogo.

 Logo aos dois minutos, Marcelinho Paraíba cobrou escanteio pela esquerda, o centroavante Fernando Karanga se antecipou a marcação e desviou de cabeça para abrir o placar.

Veterano Marcelinho Paraíba comandou o time mineiro. Foto: Célio Messias / AE

Marcelinho Paraíba comandou o time mineiro. Foto: Célio Messias / AE

O time mineiro posicionou a sua marcação, passou a investir nos contra-ataques e chegou com perigo novamente aos 10 minutos, mais uma vez com Karanga, o atacante aproveitou uma bobeada de Henrique na saída de bola, avançou com liberdade e chutou rasteiro para boa defesa de Bruno.

Aos 27 minutos, Marcelinho Paraíba recebeu com liberdade e chutou de fora da área para grande defesa do arqueiro alviverde.

Com o verdão atuando com três volantes, Márcio Araújo, Eguren e Charles, Felipe Menezes era o responsável pela articulação de jogadas, mas pouco criou nos primeiros 45 minutos.

O Palmeiras só chegou pelos lados, sempre com Ananias, mas os cruzamentos não resultaram em chances de gols.

Etapa complementar

Na volta do intervalo o treinador palmeirense promoveu a entrada do paraguaio Mendieta no lugar do volante Eguren, que já tinha o cartão amarelo, passando a atuar com dois meias de criação.

Aos três minutos, Felipe Menezes acionou Ananias na entrada da área, o atacante limpou a marcação e bateu colocado, a bola saiu à esquerda da meta defendida por Douglas.

Dois minutos depois, Mendieta foi derrubado na ponta direita. Na cobrança, o paraguaio cruzou e Charles desviou de cabeça, à direita do gol.

Ananias lamenta chance desperdiçada. Foto: Célio Messias

Ananias lamenta chance desperdiçada. Foto: Célio Messias

Melhor após a substituição, o Palmeiras passou a controlar as ações da partida, pressionando a saída de bola do adversário. A equipe do BOA Esporte se fechou ainda mais, defendendo a vantagem.

Com o rival acuado, o treinador palmeirense mandou a equipe ao ataque, com a entrada do meia atacante Ronny no lugar de Charles.

Aos 21 minutos, Henrique lançou Ananias na ponta direita, o atacante invadiu a área e finalizou com perigo, a bola explodiu na rede pelo lado de fora. Três minutos depois o camisa 27, sentindo uma lesão muscular, saiu para a entrada de Serginho.

O Palmeiras quase chegou ao empate, aos 27 minutos, após cruzamento de Luis Felipe, Alan Kardec apareceu no segundo pau para desviar de cabeça, a bola cruzou a meta mineira e Serginho tentou completar, mas Douglas afastou para a linha de fundo.

Com um volume de jogo superior o verdão partiu para cima dos donos da casa, impondo uma forte pressão em busca da igualdade, apostando nos cruzamentos para Alan Kardec e nos chutes de longa distância.

Aos 33 minutos, após um bate rebate na defesa do BOA, Luis Felipe pegou a sobra na intermediaria e encheu o pé, no canto esquerdo, obrigando Douglas a fazer ótima defesa.

Oito minutos depois, Ronny recebeu na ponta esquerda, fintou a marcação e chutou cruzado, com efeito, ma a bola saiu à esquerda da meta de Douglas.

Bem fechado no setor defensivo o time da casa não dava espaços para a troca de passes do alviverde, e esperava um erro do adversário para tentar matar o jogo.

Zagueiro Tiago Alves disputa bola com Fernando Karanga. Foto: Pakito Varginha / Futura Press

Zagueiro Tiago Alves disputa bola com Fernando Karanga. Foto: Pakito Varginha / Futura Press

Aos 42 minutos, Fernando Karanga foi lançado em velocidade, invadiu a área, ganhou na disputa com o zagueiro e finalizou rasteiro para defesa de Bruno.

A arbitragem assinalou cinco minutos de acréscimos, devido aos atendimentos médicos no gramado e a demora na reposição de bola por parte dos gandulas, dando mais tempo para o abafa alviverde.

Aos 48, Felipe Menezes arrematou com força da intermediaria, Douglas pulou no canto direito para fazer mais uma grande defesa e garantir a vitória dos donos da casa.

O Palmeiras volta à campo agora na próxima quarta-feira, às 21h50, no estádio Durival de Brito, em Curitiba, para enfrentar o Atlético-PR no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Pela Série B, o verdão tem compromisso marcado para sábado, às 21h00, contra o Ceará, no estádio do Castelão, em Fortaleza.

Já o BOA Esporte Clube visita o Sport, no mesmo dia e horário, na Ilha do Retiro em Recife.

FICHA TÉCNICA
BOA 1 X 0 PALMEIRAS

Local: Estádio Prefeito Dilzon Luiz de Melo (Melão), Varginha (MG)
Data/Hora: 24/8/2013 – 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Auxiliares: Lorival Cândido das Flores (RN) e Leonardo Mendonça (ES)
Renda e público: Não disponíveis
Cartões amarelos: Petros, Marcelinho Paraíba (BOA); Eguren, Charles (PAL)
Cartões vermelhos:
Gol: Fernando Karanga, aos 2’/1ºT (1-0)

BOA: Douglas; Petros, Ciro Sena, Tiago Carvalho e Airton; Rodrigo Souza (Marabá – 49’/2ºT), Betinho, Vinícius Hess e Marcelinho Paraíba (Juba – 36’/2ºT); Fernando Karanga e Francismar (Malaquias – 24’/2ºT). Técnico: Nedo Xavier

PALMEIRAS: Bruno; Luis Felipe, Tiago Alves, Henrique e Fernandinho; Eguren (Mendieta – intervalo), Márcio Araújo, Charles (Ronny – 15’/2ºT) e Felipe Menezes; Ananias (Serginho – 22’/2ºT) e Alan Kardec. Técnico: Gilson Kleina