ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Brasil fatura mais uma sem sustos

Com bela atuação de Rafael e Oscar, a Seleção vence mais uma

Por Vladimir da Costa

De volta ao local onde Neymar fez seu primeiro jogo pela camisa da Seleção Brasileira, o Brasil encarou os Estados Unidos na primeira partida de uma serie de três amistosos em território americano.

A partida

Com duas mudanças já previstas, Neymar no lugar de Lucas e Rafael no lugar do Jefferson o Brasil iniciou a partida errando muitos passes, boa parte deles devido a forte marcação adversária e a velocidade do jogo. A bola pouco parava no pé dos jogadores brasileiros. Mesmo com maior posse de boa a seleção americana não levava perigo ao gol brasileiro.

Até que o talento individual prevaleceu. Aos 11 minutos, em uma boa jogada pela esquerda, a bola foi rolada para Neymar que fez o corta luz deixando passar para Damião que chutou para o gol, como a bola foi desviada no meio do caminho com a mão, pênalti.

Neymar, novamente contra os americanos, agora de pênalti, abre o placar para o Brasil.

Aos 17 minutos, em uma jogada rápida do Brasil, Oscar enfiou para Damião que cara a cara com Howard perdeu a chance de marcar o segundo. Aos poucos o Brasil começava a dominar a partida, hora com Hulk pela esquerda outra com Neymar pela direita, o ataque brasileiro era mais efetivo.

Tanto que não demorou para sair o segundo. Aos 25 minutos, após cobrança de escanteio pela esquerda de Neymar, a bola encontrou Thiago Silva que nem precisou pular para cabecear e fazer seu primeiro gol com a camisa brasileira.

A primeira boa jogada americana aconteceu apenas aos 28 minutos, com Donavan, após boa jogada pela direita a bola sobrou livre para o atacante que chutou por cima do gol do Rafael.

O jogo permaneceu corrido, com as melhores oportunidades do lado brasileiro, mas as finalizações eram mal feitas. Já no final do primeiro tempo o Brasil preferiu ficar tocando a bola de lado e aos 44 do primeiro tempo, depois de belo lançamento de Bradley para Johnson nas costas de Danilo, cruzou rasteiro para Gomes diminuir a partida.

Sem alterações no intervalo e com o gol tomado no fim do primeiro tempo o Brasil começou a segunda etapa mais aceso, diferente do jogo anterior com a Dinamarca. Manteve a marcação no campo adversário, dificultando a saída de bola dos americanos.

O domínio teve resultado. Aos seis minutos, em boa jogada pela esquerda, Damião partiu em velocidade, tocou para Neymar na linha de fundo que rolou para trás achando Marcelo livre de marcação ampliar o placar.

O fair play deu um tempo para uma jogada dura do time americano. Jones, no meio de campo deu um carrinho forte em Neymar, porém o árbitro deu apenas amarelo.

A partir daí o jogo mudou de figura, ficou mais nervoso e faltoso.

Aos 17 minutos, novamente com Johnson cruzou na segunda trave que foi desviada para o meio, mas Romulo tirou em cima da linha. Mano, aproveitando o jogo mais truncado fez sua primeira alteração aos 20 minutos, Pato entrou no lugar de Leandro Damião, que pouco fez no tempo que esteve em campo. E no primeiro toque na bola, após boa jogada de Oscar, Neymar cruzou para Pato acertar a trave.

Depois disso, o jogo perdeu em intensidade, muito disputado no meio de campo, com jogadas esporádicas de ataque, em uma delas, Rafael fez belíssima defesa. Em dois chutes fortes, o primeiro defendido com as mãos e o segundo, a queima-roupa tirou com o joelho após chute de Boyd.

Marcelo comemora seu gol com Neymar e Hulk (Foto: Agência Reuters)

Aos 36 minutos Mano fez a segunda alteração na Seleção, sacou Hulk, que estava sumido no jogo e colocou Casemiro em seu lugar, em seguida trocou Neymar por Lucas.

Pressão americana no final do jogo. Após cobrança de falta na lateral, Bradley cabeceou firme para bela defesa de Rafael, no escanteio, acerta o travessão e parou por aí. Aos 42 minutos, novamente pela esquerda, Marcelo achou Alexandre Pato que impedido e livre, chutou cruzado para o fundo do gol.

Ainda houve tempo para Giuliano entrar no lugar de Oscar, que novamente jogou bem.

E ficou nisso, apesar do placar de 4×1, que não refletiu o que foi a partida, a vitória foi justa.

Fato é que esta foi a nova vitória seguida de Mano Menezes. Agora, a seleção ficará até sexta-feira treinando em Washington, depois viaja para Dallas, onde enfrentará o México no dia 03 de junho.