ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Brasil vence amistoso diante da Grã Bretanha

Diante da fraca seleçaõ europeia, seleção brasileira fez sua parte, 2×0.

Por Paulo Edson Delazari

Sandro destaque da equipe brasileira. (Foto divulgação CBF)

Seleção joga pensando nas Olímpiadas e tira o pé diante da Grã Bretanha, demonstrando um futebol sem brilho, vence por 2×0 e ofusca a presença de Giggs que defendia a seleção europeia. mano Menezes opitou por não entrar com Lucas e Ganso, deixando-os no banco. No ataque Hulk, Neymar e Leandrão Damião que não mostrou a que veio na seleção até o momento.

O destaque da partida foi Sandro que cumpriu sua função de marcação à risca e ainda fez o primeiro gol da seleção brasileira após cobrança de falta de Neymar, Hulk também esteve bem e com sua força foi voluntarioso.

– Gosto de ir à frente quando posso. Hoje eu fui feliz no lance e consegui ajudar o Brasil. É muito bom marcar um gol – comemorou Sandro.

O Jogo
A seleção brasileira encontrou uma forte marcação dos britânicos, mas foi inteligente para furar a defesa adversária. Aos 12 minutos, o gol. Sandro aproveitou cruzamento de Neymar, deixou a bola tocar no gramado, subir e ficar na medida para a cabeçada por cima do goleiro Steele.
A Grã-Bretanha também usou a bola parada para assustar. No cruzamento caprichado de Giggs, Richards só não marcou de cabeça em função do corte providencial de Thiago Silva. A partida caiu de produção,  e nos minutos seguintes, em um monótono ritmo de treino. Até que Hulk resolveu apostar em uma jogada individual, invadiu a área pela direita e caiu após toque por trás de Richards. O árbitro marcou pênalti, convertido por Neymar com um chute rasteiro no canto direito de Steele.
Vaiado por desabar no campo em um lance anterior com Richards na ponta esquerda, Neymar comemorou o gol com uma leve provocação para os torcedores e levou uma bronca do árbitro francês Clément Turpin. Na saída para o intervalo, demonstrou irritação com as perguntas sobre a sua atitude em divididas mais fortes.
– “Você está falando besteira, eu não me joguei. Quando dói, aí eu caio”, disparou o santista, em entrevista ao Sportv.
Para o segundo tempo, a seleção brasileira mostrou sinais que queria ampliar o marcador ao perder chances com Neymar e Leandro Damião. A resposta britânica veio em um arremate na pequena área de Sinclair. O goleiro Rafael defendeu espetacularmente.

A Grã-Bretanha realizou diversas alterações e tirou até Giggs, sua principal arma. Enquanto isso, Mano Menezes começou a modificar somente aos 20 minutos, com as entradas de Lucas e Ganso.

No fim, a Grã-Bretanha preferiu se poupar e evitar surpresas na véspera da Olimpíada. Já o Brasil seguiu no ataque e, liderado por Neymar, só não ampliou em função da ótima presença do goleiro Butland, que entrou no intervalo.
FICHA TÉCNICA:
GRÃ-BRETANHA 0 x 2 BRASIL

Local: Estádio Riverside, em Middlesbrough (Inglaterra)
Data: 20 de julho de 2012 (Sexta-feira)
Horário: 15h45(de Brasília)
Árbitro: Clément Turpin (FRA)
Assistentes: Eric Dansault e Fredji Harchay (ambos FRA)
Cartões amarelos: Richards (Grã-Bretanha)
Gols:
BRASIL: Sandro, aos 12, Neymar (pênalti), aos 34 minutos do primeiro tempo.
BRASIL: Rafael Cabral, Rafael, Thiago Silva, Juan e Marcelo (Alex Sandro); Sandro (Danilo), Rômulo e Oscar (Ganso); Hulk (Lucas), Neymar e Leandro Damião (Alexandre Pato)
Técnico: Mano Menezes
GRÃ-BRETANHA: Steele (Butland); Bertrand (Sinclair), Richards (Dawson), Tomtkins (Caulker) e Taylor; Rose, Allen, Giggs (Ramsey) e Cleverly; Bellamy (Sordell) e Sturridge (Cork)
Técnico: Stuart Pearce.

Sharing files other jing notes presentations are limited https://admission-writer.com to 5 min