ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Brasil vence Japão na abertura da Copa das Confederações.

Na estreia da competição preparatória para a Copa de 2014, seleção se apresenta bem e vence Japão.

Por Paulo Edson Delazari

Manifestante se posiciona a frente do cordão de isolamento da PM em Brasília. (Foto: EFE).

Manifestante se posiciona a frente do cordão de isolamento da PM em Brasília. (Foto: EFE).

Reconhecida como um dos maiores projetos urbanísticos do mundo, Brasília foi o palco da abertura da Copa das Confederações 2013 neste sábado com o jogo entre Brasil e Japão, no estádio Mané Garrincha, Brasil vence Japão por 3 a 0.

Concebida para ser o centro governamental do país, inaugurada em 21 de abril de 1960, a capital do país mostrou um pouco do seu lado político, em meio à festa do futebol mundial, enquanto alguns cidadãos se dirigiam ao estádio para acompanhar a partida, outras centenas se manifestavam contra o alto investimento do dinheiro público nos estádios da Copa de 2014.

O protesto foi pacífico na frente do palco da partida e os mais de 10 mil militares destacados para o serviço de acompanhamento do evento se portavam de maneira coerente, evitando confrontos como os vistos em São Paulo e Rio de Janeiro nos últimos dias. Mas, a paz durou pouco, por volta das 14h20m o caos se instaurou e o confronto aconteceu, pelo menos 16 manifestantes foram presos.

A informação é do capitão Rafael Maidana, da PM, em balanço divulgado às 15h24. Além dos 16 detidos, outros seis menores de idade foram apreendidos e levados para a Delegacia da Criança e do Adolescente, informou o capitão.

Se do lado de fora a coisa estava feia, internamente a abertura acontecia com a presença da Presidente da República Dilma Rousef e Josefh Blatter presidente da FIFA, o sistema de som falhou e a torcida começou a vaiar, o presidente da FIFA pediu a torcida um fair play, um ato mais respeitoso por parte do torcedor.

Passado o episódio o que se viu foi um belo evento de cores e ginga, festa em campo e o balanço que só o brasileiro tem. A seleção brasileira volta a jogar agora na próxima quarta-feira contra a seleção mexicana no estádio do Castelão às 16h00 em Fortaleza.

A Presidente Dilma ao lado de Blatter ( Foto Reuters)

A Presidente Dilma ao lado de Blatter ( Foto Reuters)

O Jogo

Já no jogo de futebol o Brasil mostrou porque é penta campeão mundial e colocou o peso da camisa pra cima do Japão. Logo aos três minutos Marcelo cruzou da esquerda na entrada da área e Fred ajeitou de peito a bola pingou e Neymar acertou um belo chute, o famoso na veia e guardou no ângulo esquerdo do goleiro Kawashima. Brasil 1×0.

O time japonês sentiu o golpe, mas num contrataque dois minutos depois assustou o goleiro Julio César quando Honda bateu por cima do gol.

O jogo seguiu muito disputado até que aos 18 minutos Honda driblou Paulinho e bateu de fora da área de pé direito, o goleiro brasileiro bateu roupa e defendeu em dois tempos.

Três minutos depois Hulk recebeu do lado direito da área e tentou cruzar a bola bateu em Otake e o goleiro asiático salvou o Japão de tomar o segundo.

O Brasil cadenciava a partida e tirava a velocidade do jogo japonês, com isto outra chance só ocorreu aos 40 minutos quando Hulk avançou pela direita e trouxe para a perna esquerda dando um tiro forte na meta de Kawashima, a bola bateu na rede pelo lado de fora, torcedores que estavam do lado oposto chegaram a gritar gol.

O lance parece ter animado a seleção brasileira, dois minutos depois, em uma tabela entre Neymar e Fred o centroavante dominou da entrada da área e chutou cruzado, Kawashima fez linda defesa na bola rasteira, se recuperando no lance evitou o rebote e chutou pra fora.

Manê Garrincha abertura getty

Abertura da Copa das Confederações no estádio Mané Garrincha. (Foto: Getty)

Etapa Complementar

O segundo tempo começou com tudo, logo aos dois minutos Luis Gustavo cruzou da direita rasteiro, Paulinho dominou no meio da área como se fora um centroavante, girou e bateu forte, o goleiro japonês ainda tentou espalmar, mas a bola entrou. Brasil 2×0.

A resposta japonesa veio no minuto seguinte, Kagawa cruzou e Otake chutou rasteiro, a bola raspou a trave de Julio César.

Aos 15 minutos a torcida começou a demonstrar impaciência e pediu a entrada de Lucas.

Enfim um ataque japonês aos 26 minutos a bola ficou batendo e rebatendo na área brasileira, na sobra a bola se apresentou para Maeda que bateu forte e rasteiro, Julio César bem posicionado encaixou a bola.

Aos 28 minutos o torcedor ficou feliz e ao mesmo tempo frustrado, o técnico Felipão chamou Lucas, mas o colocou no lugar de Neymar.

O time brasileiro feliz com o resultado não se lançou ao ataque e manteve a posse de bola, não correndo riscos, especialmente após a chegada da chuva, os jogadores preferirão não se arriscar, mas mesmo assim o time voltou a marcar com Jô aos 48 minutos após bom passe de Oscar.

Jogadores brasileiros comemoram o segundo gol  marcado por Paulinho. ( Foto: Getty).

Jogadores brasileiros comemoram o segundo gol marcado por Paulinho. ( Foto: Getty).