ÚLTIMAS NOTÍCIAS
São Paulo empata e vê G-4 cada vez mais longe

Um resultado que não foi bom pra ninguém.

Por Vladimir da Costa

São Paulo foi até Curitiba de olho no G4 com uma formação ousada. Sem Luis Fabiano que segue no REFFIS, o Tricolor entrou em campo com Lucas, Osvaldo e Ademilson, para sufocar o Coxa e sair com os três pontos do Couto Pereira.

Mas não deu. Sem muitas chances de gols a partida acabou 1 a 1 no Paraná.

A partida

Brigando para se afastar da zona do rebaixamento, o Coritiba começou a partida em cima do São Paulo. Com bom toque de bola no meio campo, os donos da casa, empurrado por sua torcida, marcava a saída de bola do Tricolor, sem dar espaço.

Sem opções para sair jogando, o São Paulo de “desfazia” da bola com chutões para o ataque o que sempre favorecia a defesa adversária.

Toloi disputa a bola no Couto Pereira (Heuler Andrey/AGIF)

Os 15 primeiros minutos foram só de um time em campo. O goleiro Vanderlei era mero espectador, enquanto Rogério Ceni tinha trabalho para orientar sua defesa.

E na primeira vez que foi ao ataque o São Paulo por muito pouco não abre o placar. Numa arrancada do campo de defesa, Lucas, partiu em velocidade sendo marcado de longe e na entrada da área, o camisa 7 bateu cruzado e a bola passou raspando a trave direita do gol.

O lance assustou o Coxa que diminuiu o ritmo, dando espaço para o São Paulo criar mais, muito com Lucas, que voltava no meio campo para pegar a bola e partir do jeito que ele gosta, em velocidade.

Em nova jogada de ataque do Tricolor, Jadson achou Lucas bem colocado na intermediária. Ele entrou na área, cercado por dois, conseguiu sair da marcação e chutou rasteiro. Vanderlei bem colocado desviou a bola para escanteio, salvando o gol do São Paulo.

Mesmo atuando com três atacantes o São Paulo não produzia jogada de ataque pela esquerda. Osvaldo e Ademilson pouco participaram do jogo no primeiro tempo.

As melhores chances do Coritba eram de bola parada. Em uma delas, Lincoln teve uma ótima oportunidade a dois passos da linha da grande área, mas acabou chutando por cima do gol.

Diferentemente do primeiro tempo, o segundo começo com o São Paulo no campo de ataque. Agora com Osvaldo mais participativo na partida o tricolor ganhou mais força em seu ataque.

Não contente com o que via dentro de campo, Ney Franco mexeu no time antes dos 10 minutos da segunda etapa. Com duas mudanças de uma vez, o São Paulo mexeu no seu meio campo. Entrou Casemiro no lugar de Paulo Assunção e o lateral direito Douglas na vaga do atacante Ademilson que quase não tocou na bola durante o tempo que esteve e campo.

O Coritiba quase chegou ao gol depois de uma falha incrível de Paulo Miranda que matou a bola no peito dentro da área e deixou escapar nos pés de Rafinha, que dominou e chutou na trave com Rogério já batido no lance.

Na jogada seguinte o gol do Coxa. Depois que Rafinha foi derrubado dentro da área por Rhodolfo em um lance duvidoso, Everton Ribeiro bateu bem, fraco, no meio do gol e abriu o placar para o Coritiba em casa para alegria do seu torcedor.

Mesmo com o gol tomado o São Paulo não conseguia sair do campo de defesa. Muito apagado na partida, Jadson perdia quase todas as bolas que passava por ele.

E em novo lance de bola parada quase o Coritiba amplia o placar. Aos 26 minutos, Everton Ribeiro cobrou falta na área, e Rhodolfo desviou de cabeça, para trás. A bola carimbou o travessão de Rogério Ceni, saindo em escanteio.

E Rhodolfo tratou de complicar ainda mais as coisas para o São Paulo. O zagueiro deu um carrinho, de frente em Gil e recebeu o segundo amarelo e, consequentemente, o vermelho, aos 33 minutos da segunda etapa.

Mesmo sem desistir, Ney Franco fez a última mudança na equipe. Sacou o apagado Jadson e colocou Cicero em seu lugar.

E o empate veio. O persistente Lucas passou por dois adversários, foi derrubado, mas a bola achou Osvaldo. O atacante entrou, dentro da área, chutou firme, no canto, sem chance de defesa para Vanderlei.

O jogo ganhou em emoção nos minutos finais. Com os dois times querendo e prescindo dos três pontos, Coritiba e São Paulo se lançaram ao ataque, mas não dava mais tempo.

A partida acabou 1 a 1, resultado ruim para os dois times.

Agora, o São Paulo fica a quatro pontos do quarto colocado o Vasco, com 43 pontos. O Coritiba por sua vez, chegou aos 29 pontos, só dois a mais da zona da degola.

 Por conta das eleições no próximo final de semana, no domingo, a rodada terá sua suas partidas antecipadas. O São Paulo terá o clássico contra o Palmeiras no Morumbi, no sábado, às 16h e o Coritiba, recebe a Ponte Preta na quinta-feira, às 21h.