ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CBF acaba com os clássicos na última rodada

Em votação, presidentes dos clubes decidem acabar clássicos na última rodada do campeonato Brasileiro

Por Vladimir da Costa

Presidente da CBF acatou pedido dos presidentes dos clubes (Foto: Rafael Ribeiro / Divulgação CBF)

A polêmica medida, instituída à dois anos e que começava a cair no gosto popular, foi desfeita. Não haverá mais clássico na última rodada do nacional. Em reunião fechada nesta segunda-feira, feita na sede da CFB foi anulada. Numa votação entre o presidente da entidade, José Maria Marin, com os presidentes dos clubes da primeira divisão do torneio. A maioria venceu (11 a 8) e a partir deste ano os derbis deixaram se ser na última rodada. Apenas a Portuguesa não compareceu.

Segundo o presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, a mudança foi definida em votação. “A maioria escolheu e houve a alteração”, disse o dirigente atleticano.

A reta final do Brasileiro cheia de clássicos foi instituída pela CBF para tentar fazer com que mesmo os times que não disputassem nada na última rodada jogassem com os titulares.

Um dos motivos para a decisão foi o maior policiamento necessário para cobrir dois jogos simultâneos na mesma cidade. O modelo com clássicos na reta final foi instituído pela CBF em 2011 para evitar que os jogos das últimas duas rodadas percam emoção quando um clube se tornar campeão antecipadamente. Equipes de cidades com mais de dois clubes se viam prejudicadas, pois a polícias de São Paulo e do Rio de Janeiro não permitem dois jogos no mesmo horário. Com isso, alguns clássicos acabavam sendo disputados em outros locais.

Em 2011, na última rodada do Brasileiro, Santos e São Paulo jogaram em Mogi Mirim, já que o Palmeiras e Corinthians mandaram a partida em São Paulo.

A tabela deste ano ainda não foi divulgada, e deve voltar nos moldes anteriores, com jogos “aleatórios”, entre os 20 clubes que disputam a primeira divisão do Brasileiro.