ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Cheio de jovens, Santos consegue empate contra o Grêmio

Jogando em casa, peixe empata e segue sem vencer no brasileiro

Por Vladimir da Costa

Em ritmo de mudanças, o Santos jogou pela primeira vez na Vila sem sua maior estrela em anos e sem seu técnico que saiu repentinamente, Muricy Ramalho, mas o resultado, apesar da desconfiança da torcida não foi dos piores. Com novas estreias e jogadores novos, o Santos surpreendeu ao empatar com o poderoso Grêmio.

Em jogo válido pela terceira rodada do campeonato brasileiro, os donos da casa, comandados por Claudinei Oliveira, técnico do sub-20, conseguiu um empate por 1 a 1 com o Grêmio

Apesar de não ser um mau empate apesar das circunstâncias da partida, para o torneio já deixa o Santos em sinal de alerta. O time segue sem vencer, com dois empates e uma derrota. Já o Grêmio chegou a quatro pontos em duas partidas – havia vencido o Náutico na primeira rodada (o Tricolor tem um jogo a menos contra o Fluminense por causa da Taça Libertadores).

O jogo

Willian José comemora seu primeiro gol com a camisa do santos, marcado contra o Grêmio

Willian José comemora seu primeiro gol com a camisa do santos, marcado contra o Grêmio (Foto: Zanone Fraissat)

O técnico Claudinei Oliveira começou o jogo com uma mudança, colocou o garoto Neilton, de 19 anos, com a camisa 11, que era de Neymar para fazer ataque com o recém chegado, Willian José, ex-Grêmio.

Mesmo jogando fora de casa, o Grêmio logo tomou conta do jogo e não demorou para abrir o placar na Vila Belmiro. Aos 11 minutos, Vargas recebeu ótimo passe em profundidade de Zé Roberto, entrou livre na área, em posição legal, e bateu Rafael com um chute certeiro, abrindo o placar.

O gol não despertou o peixe que seguiu errando passes em demasia. Sem jogadas pelas laterais, o Santos forçava jogadas pelo meio, que facilitava a vida do adversário, que continuava melhor na partida, que mesmo sem atacar, tinha o controle do jogo. Sem se esforçar muito, o Grêmio se segurava bem atrás, mas não se lançou o ataque e o primeiro tempo foi uma partida sem grandes momentos, com muito toque de bola, mas sem muita criatividade.

No segundo tempo o peixe voltou mais ligado, afim de jogar. Logo no começo, criou oportunidades com seus atacantes, mas nem Neilton nem Willian José conseguiram colocar a bola pra dentro. O Grêmio passou a jogar mais recuado. Querendo o empate, Claudinei Oliveira resolveu arriscar e colocou Gabriel, de 16 anos, no lugar do volante Renê Júnior. Pouco depois, o sempre apagado Montillo saiu vaiado para a entrada de Felipe Anderson.

Neilton é a nova esperança de gol Santista

Neilton é a nova esperança de gol Santista (Foto: Zanone Fraissat)

E as alterações deram resultado.. O time santista passou a atacar pelas pontas e tinha velocidade na transição do meio para o ataque.

E depois de tanto arriscar, o peixe chegou ao empate. Aos 33 minutos depois do bate-rebate na área, Souza colocou a mão na bola: pênalti. Willian José pegou a bola e soltou a bomba no meio do gol de Dida e marcou. O gol inflou o Santos que partiu pra cima em busca da vitória. A dupla de ataque passou a fazer boas tabelas e jogadas de perigo e em uma delas, quase chegou a virada. Após tabela com Willian José, Neilton pegou mal na bola e não conseguiu fazer o segundo.

No final, o Grêmio criou uma última chance. Kleber cabeceou firme, mas Rafael fez ótima defesa e salvou o Santos.

O empate deixou o Santos com 2 pontos na competição. Enquanto o Grêmio tem 4 com um jogo a menos. O peixe volta a campo na próxima quarta-feira, quando enfrenta o Criciúma, às 19h30m no estádio Heriberto Hulse, em Cricíuma. O tricolor gaúcho, também na quarta, mas às 21h, recebe o Vitória, em sua Arena.