ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Chile supera Brasil nas eliminatórias da Copa.

Atuais campeões da América saem na frente rumo a Rússia.

Por Paulo Edson Delazari
Rodrigues e Willian na disputa de bola.(Foto: Gazeta Press)

Rodrigues e Willian na disputa de bola.(Foto: Gazeta Press)

Brasil e Chile abriram a busca para a Copa de 2018 na Rússia em Santiago no no Estádio Nacional de Santiago e o time da casa se deu melhor vencendo a seleção brasileira por 2 a 0. Os gols foram marcados por Vargas e Alexis Sanches.

A última vez que os chilenos haviam derrotado os brasileiros havia sido em 2000, também na capital do país – na ocasião, o técnico do time da CBF ainda era Vanderlei Luxemburgo.

Com o triunfo, a seleção andina passará o Brasil no ranking da Fifa pela primeira vez na história, assim que sair a próxima atualização da lista.

Essa também foi a primeira vez em todos os tempos que a seleção brasileira começou as eliminatórias com derrota, desde que a competição começou a ser disputada, em 1954.

Com a vitória, os comandados de Jorge Sampaoli assumem a liderança do torneio, ao lado de Uruguai, Colômbia e Paraguai, que também venceram. Já o Brasil fica no fundo da tabela, com 0 ponto.

Na próxima rodada das eliminatórias, o Chile volta a campo na terça-feira, às 23h15 (horário de Brasília), contra o Peru, fora de casa. No mesmo dia, mas às 22h, o Brasil tenta se recuperar contra a Venezuela, em Fortaleza.

O Jogo

Vargas se antecipou e fez o primeiro do Chile.(Foto: Gazeta Press)

Vargas se antecipou e fez o primeiro do Chile.(Foto: Gazeta Press)

Após ser campeão das Américas, o torcedor chileno foi ao estádio cheio de confiança, ainda mais porque o Brasil não pode contar com sua maior estrela, o atacante Neymar. Mas quando a bola rolou no primeiro tempo a tradição da amarelinha impôs respeito e a primeira etapa se mostrou muito equilibrada.

O primeiro lance de perigo aconteceu aos oito minutos e foi brasileiro. Após arrancada de Willian pelo meio Jara fez falta por trás na intermediária. Na cobrança, Hulk bateu rasteira e forte e a bola passou raspando a trave esquerda de Bravo.

Outra boa chance só aconteceu aos 24 quando Daniel Alves Cruzou da direita na área, a zaga chilena furou, a bola sobrou para Oscar bater de canhota e ver a bola e raspar o travessãopelo lado esquerdo.

A melhor chance de gol surgiu só aos 41 minutos, o time brasileiro tentou atacar e a bola sobrou para Vidal, o meia do Bayern deu de letra para chances, o atacante colocou velocidade e roçou para Mark Gonçalez, o meia que entrou no lugar de Silva disputou com três defensores brasileiros e rolou para Alexis Sanches, o atacante dominou e chutou, a bola bateu na trave de Jeferson e saiu pela linha de fundo.

A resposta do Brasil surgiu dois minutos depois, Dani Alves inverteu da direita para esquerda a Marcelo, o lateral recebeu e tocou para Hulk na entrada da área, já sem ângulo chutou no gol de Bravo que teve dificuldade para defender em dois tempo. Zero a zero na primeira etapa.

Segunda etapa

O segundo tempo começou mais movimentado e o jogo se abriu e o Chile quase chegou ao gol aos dez, quando Isla arriscou de fora da párea e a bola novamente bateu na trave esquerda de Jeferson, saindo para linha de fundo.

Três minutos depois o Brasil tentou arrancar em contrataque com Willian, o meia driblou e ao arrancar recebeu falta violenta por trás de Dias que merecia ser expulso, mas o arbitro equatoriano resolveu só amarelar, para a revolta dos jogadores brasileiros.

Melhor na partida o Chile chegou ao gol aos 27 minutos com Vargas. Rodrigues cruzou a falta pelo lado direito de ataque, Vargas se antecipou a Marquinhos e deu um leve toque na bola, Jeferson ainda espalmou, mas a bola entrou. Chile 1 a 0.

Atrás no placar Dunga tirou Hulk e colocou Ricardo Oliveira, já no seu primeiro lance o artilheiro do brasileiro por pouco não empata. Willian partiu para cima do lateral, cruzou na área e Ricardo se antecipou a bola passou raspando em sua perna e saiu pela esquerda.

Em vantagem no placar, a equipe chilena recuou toda e contou com a contribuição dos gandulas para atrasar a partida.  Contudo o contrataque era Chileno e aos 44 minutos o golpe de misericórdia, Sanches tabelou com Vidal, o atacante recebeu na tabela já sem goleiro e chutou na perna de Miranda, na sobra, ele mesmo complementou. Chile 2 a 0. Placar Final.

Outros resultados das eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2018 na Rússia

Colômbia 2 x 0 Peru

Bolívia 0 x 2 Uruguai

Venezuela 0 x 1 Paraguai

Equador 2 x 0 Argentina