ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Colômbia "invade" BH e seleção baila sobre a Grécia

Na abertura do grupo C, a Colômbia não deu chances para a Grécia e venceu de goleada.

Por Vladimir da Costa

 

Num Mineirão, totalmente tomado por colombianos, com ao menos 50 mil deles, os “donos da casa” sentiram a força da torcida, impôs seu ritmo e sem muita dificuldade, venceu a partida por 3 a 0 e acabou com as desconfianças em cima do time que não poderá contar com seu maior talento, o atacante Falcão Garcia.

Ao melhor estilo, latino, cheio de danças, sorrisos e muita festa, o primeiro gol, não poderia ter nome melhor. Armero, ex-palmeiras abriu o placar que terminou com goleada.

Agora, a classificação pode ser encaminhada na próxima quinta-feira, quando a Colômbia enfrenta a Costa do Marfim em Brasília pelo grupo C. No mesmo dia, a Grécia encara o Japão em Natal.

Pablo Armero comemora o primeiro gol da Colômbia na Copa do Mundo, em Belo Horizonte

Pablo Armero comemora o primeiro gol da Colômbia na Copa do Mundo, em Belo Horizonte (Foto: AFP PHOTO / ADRIAN DENNIS)

A partida

Empurrados pela massa, a Colômbia começou com tudo, pressionando a saída de bola e logo aos seis minutos, Armero abriu o placar para delírio de todos torcedores presentes.  Atrás, a Grécia passou a se arriscar mais e conseguiu equilibrar o jogo. Passou a ter mais posse de bola e arriscava mais a gol.  Ospina fez uma linda defesa no chute do meia Kone que ia no ângulo, mas o bom goleiro colombiano pegou uma das quatro tentativas gregas da primeira etapa.

Aos poucos, a partida foi ficando equilibrada. Os colombianos na base do bom toque de bola, tinham vantagem sobre os gregos, que aproveitavam, os buracos, principalmente no lado de Armero, a Grécia equilibrou e depois passou a dominar a partida. Após algumas tentativas de fora da área, uma cabeçada de Torosidis assustou a torcida da Colômbia. O atacante Samaras, com liberdade para se movimentar por todo setor do ataque, era quem mais tentava jogadas individuais e dava trabalho ao veterano Yeppes e a Zapata.

Do lado colombiano, o grandalhão veloz Ibarbo tentava arrancadas, mas foi parado por duas vezes no último homem grego, o zagueiro Manolas. As tentativas de tabelas, , terminaram não dando certo e os colombianos puderam até respirar aliviado quando saíram vencendo por 1 a 0 no fim do primeiro tempo.

Comemoração e alegria na estreia da Colômbia em Minas. (foto: Ian Walton/Getty Images)

Comemoração e alegria na estreia da Colômbia em Minas. (Foto: Ian Walton/Getty Images)

James Rodriguez tomou conta do meio de campo no segundo tempo. Com habilidade e muita criatividade, ele conduziu a bola com elegância e bateu o escanteio que terminou em outra canhota: a de Teó Gutiérrez. O polêmico atacante escorou para o gol depois do desvio de Agullar na primeira trave e com o gol livre, só teve o trabalho de por o pé na bola para fazer o segundo. A partir dai a Grécia parou. Com muitos erros de passes, o time perdeu totalmente o rumo. A torcida percebeu e passou a gritar “olé”.

A equipe de Pekerman mostrou uma defesa muito sólida. As iniciativas gregas partiram quase sempre dos pés de Samaras. Foi ele quem mais ameaçou os colombianos. Por pouco não diminuiu num chute rasteiro, que foi para fora.

No embalo da canhota de James Rodriguez, a seleção colombiana chegou ao placar elástico em mais uma linda jogada dos números 10 e 11. Já nos acréscimos, a Colômbia fechou o placar com uma jogada bem trabalhada. Cuadrado ajeitou de costas e James bateu colocado no canto. Estava pronta a festa colombiana no Mineirão.

COLÔMBIA 3 X 0 GRÉCIA

Colômbia: Ospina; Zuniga, Zapata, Yepes e Armero (Santiago Arias); Carlos Sánchez, Aguilar (Mejía), Cuadrado, James Rodríguez e Ibarbo; Gutiérrez (Jackson Martínez). Técnico: José Pekerman

Grécia: Karnezis; Torosidis, Manolas, Sokratise Holebas; Maniatis, Katsouranis e Kone (Karagounis);  Samaras, Salpingidis (Fetfatzidis) e Gekas (Mitroglou).  Técnico: Fernando Santos

Data: 14/06/2014 – 13h
Local: Mineirão (Belo Horizonte)
Árbitro: Mark Geiger (EUA)
Auxiliares: Mark Hurd (EUA) e Joe Fletcher (CAN)
Cartões amarelos: Carlos Sánchez (Colômbia); Sokratis e Salpingidis (Grécia)
Gols: Armero, aos 6 min do 1º tempo, Gutiérrez aos 13 min e James Rodríguez aos 47 min do 2º tempo