ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Conmebol define as datas para as finais da Libertadores

Nas próximas duas semanas será conhecido o Campeão da América

Por Vladimir da Costa

A Conmebol confirmou nesta sexta-feira a realização da primeira partida entre Boca Juniors x Corinthians no dia 27 (quarta-feira), jogo de ida da final da Libertadores.

O segundo jogo acontece no dia 4 de julho, no Pacaembu. Ambas partidas marcadas para às 21h50.

Apesar da Conmebol confirmar a partida já para a próxima semana, o Boca não sabe se poderá atuar em seu estádio. A Comissão de Segurança local, ligada à AFA (Associação de Futebol Argentino) quer impedir a realização da partida em La Bambonera devido ao uso de sinalizadores no jogo entre Boca x Universidad de Chile, na partida de ida das semifinais da competição. Para evitar jogar em outro estádio, a diretoria do Boca corre contra o tempo para confirmar a partida em seu estádio, mesmo que alguns setores sejam vetados, para garantir a segurança do público e dos jogadores.

O Pacaembu vai ficar pequeno

Para o Corinthians, é bom que a decisão fosse marcada logo após os jogos de semifinal. Assim a equipe não perde o foco na competição, dando tempo para que o time, depois das finais, consiga se reerguer no brasileiro. O time do Parque São Jorge segue em último no brasileiro com apenas um ponto. Os ingressos para o jogo de volta começam a ser vendidos na próxima semana e não deve durar mais de uma hora para que se esgotem, já que o esquema de venda será o mesmo de jogos anteriores. Venda para sócios iniciadas pela internet.

Não só por ser uma final de Libertadores, tão desejada pela massa corintiana, mas por conta de um dos maiores vencedores do torneio, o maior da década passada, com quatro títulos. O Boca não tem apenas tradição em finais de Libertadores, tem experiência, principalmente contra equipes Brasileiras. Até agora das nove finais que disputou, foram cinco contra equipes Brasileiras e quatro títulos. Foi campeão contra o Cruzeiro em 1977; o Palmeiras 2000; o Santos em 2003 e o Grêmio em 2007. Perdeu em 1963, também para o Santos. No total foram 37 confrontos, a equipe Argentina venceu 17 vezes, perdeu 10 e empatou 10 (foram 59 gols marcados e 44 sofridos).

Tamanha experiência em enfrentar equipes brasileiras fez com que, após a partida de ontem que garantiu o Boca Junior em sua décima final, o Tetracampeão Riquelme desdenhasse do adversário.

– Não tenho ideia. Não sei se ganhou, se perdeu ou se empatou, disse Riquelme ao periódico Ole. “Temos que desfrutar nossa vaga e pensar no All Boys, que vai ser difícil, mas espero que o time vença e esperar que o Tigre e Arsenal percam pontos”, complementou.

O Corinthians é o único invicto na Libertadores, com 3 gols sofridos em 12 jogos, campanha que coincide com a do Boca Junior na Libertadores em 1977.

A boa notícia para o Timão é que a CBF adiou o jogo de domingo contra o Botafogo, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, anunciou nesta sexta-feira que aceitou o pedido do Corinthians para adiar as partidas contra Botafogo e Sport, pelo Campeonato Brasileiro, em virtude da presença do clube na final da Taça Libertadores.

– Não é só o meu pensamento, é de todos. A partir dessa decisão contra o Santos, o Corinthians representa o Brasil. O presidente dá todo apoio à agremiação que está nos defendendo. Se já houve um precedente, não vamos mudar. Temos de atender. Não é só ao Corinthians. Temos de atender os legítimos interesses do futebol brasileiro – afirmou.

A partida adiada de domingo já tem data marcada será no dia 11 de julho e agora só falta definir a data para a partida contra o Sport.