ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Conmebol mantém punição a Luis Fabiano.

Confederação sul-americana não aceita recurso do São Paulo em defesa de seu atacante.

Por Paulo Edson Delazari 

Luis Fabiano se lamenta após chance perdida.(Foto ESPN)

A entidade máxima do futebol sul-americano já analisou o recurso apresentado pelo clube paulista e anuciou, nesta terça-feira, que não irá voltar atrás da decisão. O São Paulo até tentou, mas não conseguiu reaver a punição de quatro jogos imposta pela Conmebol ao atacante Luis Fabiano, pelos ‘insultos graves’ proferidos ao árbitro Wilmar Roldan, após o término do jogo contra o Arsenal-ARG no dia 7 de março no Pacaembu.

  
Desta forma, o São Paulo não poderá contar com seu principal atacante nos dois jogos restantes da fase de grupos – contra o The Strongest na quinta-feira e contra o Atlético-MG no Morumbi – e ainda terá que se virar sem ele no primeiro duelo das oitavas de final, caso consiga avançar na competição. O jogador, que já cumpriu um dos quatro jogos de suspensão no último confronto contra o Arsenal na Argentina, só poderá voltar em um eventual segundo jogo da próxima fase.
 
A punição imposta a Luis Fabiano é a mínima para a infração cometida pelo atacante, classificada como conduta antidesportiva contra um oficial de jogo (insultar ou fazer gestos ofensivos graves ao árbitro). Por isso, o São Paulo entrou com recurso tentando desqualificar a acusação, alegando que a atitude do jogador se enquadraria em outro artigo do código disciplinar, que seria “protestar reiteradamente ou descumprir ordens do árbitro” – nesse caso, a pena mínima prevista era de apenas um jogo de suspensão.
 
A Conmebol, no entanto, não concordou com as provas enviadas pelo São Paulo e decidiu manter a punição a Luis Fabiano, baseada nas informações descritas na súmula do árbitro Wilmar Roldan.