ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corinthians cai diante da Ponte e amplia sua crise

Pressionado, alvinegro sofre a terceira derrota consecutiva no Paulistão

Por Anderson Marinho

 

Alemão e Ferrugem marcaram os gols da vitória da Ponte. Foto: Marcos Ribolli

Alemão e Ferrugem marcaram os gols da vitória da Ponte. Foto: Marcos Ribolli

Um dia após a invasão de torcedores organizados no CT Joaquim Grava, que chegaram a agredir atletas e funcionários, o Corinthians foi à Campinas encarar a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarreli, em partida válida pela quinta rodada do Campeonato Paulista 2014 e em meio a pressão pelo atual momento do clube acabou sofrendo a sua terceira derrota na competição, por 2 a 1, em jogo marcado pelo descontrole emocional dos corintianos.

Com o resultado o timão caiu para a quarta colocação do Grupo B, com apenas seis pontos ganhos em cinco jogos disputados. Já a Ponte Preta chegou aos mesmos seis pontos, com um jogo a menos, e ocupa agora o terceiro lugar do Grupo C.

O jogo

Indiferente ao momento conturbado do adversário a Ponte Preta partiu para cima do timão e se aproveitou da situação do rival para sair na frente, logo aos três minutos, Ademir avançou com liberdade pela esquerda e cruzou para Alemão, livre, chutar sem chances para Walter.

O gol no inicio e o forte calor complicaram a missão do Corinthians, desorganizado em campo o alvinegro encontrava dificuldades para acertar as jogadas e as poucas chances surgiam apenas  em chutes de fora da área.

Aos 32 minutos,Guilherme acertou um cruzamento na medida para o lateral esquerdo Uendel, ex-Ponte, que cabeceou com estilo no ângulo do goleiro Roberto para deixar tudo igual.

O timão quase chegou a virada três minutos depois , em mais uma jogada aérea, após cruzamento de Uendel para cabeçada de Emerson Sheik que obrigou o arqueiro campineiro a fazer um grande defesa.

Etapa complementar

Corintianos comemoram o gol de empate. Foto: Rodrigo Villalba / Gazeta Press

Corintianos comemoram o gol de empate. Foto: Rodrigo Villalba / Gazeta Press

Assim como no primeiro tempo a Macaca surpreendeu o Corinthians no inicio da partida, novamente aos três minutos de bola rolando, Ferrugem  recebeu assistência de Alemão na entrada da área, driblou o zagueiro Gil e finalizou com tranqüilidade para recolocar o time da casa à frente no marcador.

O timão quase deixou tudo igual cinco minutos mais tarde, com Paolo Guerrero que finalizou duas vezes, cara a cara com Roberto, mas o goleiro fez grande defesa e evitou a igualdade.

O segundo gol da Ponte acirrou os ânimos dos atletas corintianos, a partida ficou truncada, com muitas faltas, e o timão pouco criou na etapa complementar.

Alexandre Pato entrou em campo, mas novamente não correspondeu e foi muito vaiado pelos torcedores que compareceram ao Moisés Lucarelli. Aos 39 minutos, Gil chutou um adversário que estava caído no gramado e foi expulso pelo árbitro.

Cinco minutos depois, Paulo André confirmou o desequilíbrio emocional da equipe ao acertar um cotovelada sobre um jogador rival, rente a linha lateral, e deixou o time com dois homens a menos.

O Corinthians volta à campo agora na próxima quarta-feira, às 22h00, contra o Bragantino no estádio do Pacaembu.  Já a Ponte Preta visita o Comercial, no mesmo dia, às 19h30, no estádio Palma Travassos, em Ribeirão Preto.

FICHA TÉCNICA
Data:
02/02/2014
Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Árbitro: Marcelo Rogério
Assistentes: Daniel Luís Marques e Ricardo Pavanelli Lanutto
Cartões: Bruno Silva e Alemão (Ponte Preta); Fagner, Paulo André e Guilherme (Corinthians)
Gols: Alemão, aos 4min, e Uendel, aos 33min do primeiro tempo; Ferrugem, aos 4min do segundo tempo

PONTE PRETA
Roberto, Ferrugem, Cesar, Diego Sacoman e Magal; Bruno Silva, Fernando Bob e Adrianinho;
Silvinho, Ademir (Rossi) e Alemão
Técnico: Vadão

CORINTHIANS
Walter, Fagner, Gil, Paulo André e Uendel; Ralf, Guilherme, Danilo (Douglas) e Emerson; Romarinho e Guerrero (Alexandre Pato)
Técnico: Mano Menezes