ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corinthians goleia a Ponte e alivia a crise

Com boa atuação, alvinegro faz 3 a 0 e vence a primeira no brasileiro, após 3 rodadas.

Por Vladimir da Costa

Depois de um inicio não tão satisfatório, o atual campeão brasileiro mostrou que as últimas atuações não condiziam com o elenco e a força da equipe, principalmente em casa Diante da boa equipe da Ponte Preta, o Corinthians teve uma boa atuação na manhã desta quinta-feira, em Itaquera, e contou com uma grande atuação de Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto, para mais de 30 mil torcedores.

Os caras da partida! Corinthians vence a Ponte em casa. (Foto: Alan Morici/FRAMEPHOTO)

Os caras da partida! Corinthians vence a Ponte em casa. (Foto: Alan Morici/FRAMEPHOTO)

Marquinhos Gabriel, comandou o meio e elevou a qualidade da equipe que ajudou no placar. Os gols foram contra de Kadu, Bruno Henrique e Guilherme, cada um com um golaço para chamar de seu em belos chutes de fora da área.

A boa atuação garantiu, ao time do Parque São Jorge, sua primeira vitória desde o 6 a 0 sobre o Cobresal, no dia 20 de abril, pela última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Os alvinegros chegaram a quatro pontos conquistados, ultrapassando a própria Ponte por causa do melhor saldo de gols (2 a -2).

Na próxima rodada, o Corinthians vai até Recife pegar o Sport, contra a vontade de Tite que já declarou não gostar de jogos às 11h, mas jogará novamente, dessa vez, no calor do Recife, no domingo, na Ilha do Retiro. Ao mesmo tempo, a Ponte Preta tenta se aproveitar da crise do Flamengo, em duelo no Moisés Lucarelli.

A partida

Com bom público, o Corinthians começou a partida indo para cima da Ponte Preta. Com dois volantes com funções defensivas (Cristian e Bruno Henrique), Tite permitiu que os outros atletas ganhassem mais espaço para atacar.

Com a Ponte recuada, o Corinthians criou chances e chegou ao gol aos 14 minutos. Após escanteio curto, aos 15 minutos de bola rolando, Uendel recebeu na intermediária e achou Marquinhos Gabriel, já dentro da área rival, pela esquerda. Sem deixar a redonda sair, o armador chutou forte para o meio, a bola desviou no zagueiro Kadu para fazer o primeiro gol da partida, contra.

O fraco rendimento do ataque da Ponte fez com que Bruno Henrique e até os zagueiros Vilson e Felipe subissem ao ataque na 1ª etapa. Em um dos avanços ao ataque, Bruno Henrique ampliou o marcador. Ele aproveitou bola mal rebatida pela defesa e chutou de primeira, forte, sem chances para João Carlos

Marquinhos Gabriel se prepara para cruzar a bola para a área. (Foto: Futura Press)

Marquinhos Gabriel se prepara para cruzar a bola para a área. (Foto: Futura Press)

Contando com o bom toque de bola de Cristian e a atuação segura de Vilson, o Timão então apostou em reter a bola no seu campo de defesa para chamar a Macaca à frente. Do outro lado, os campineiros apresentavam um futebol muito distante da última partida, quando venceram o Palmeiras. Com muitos erros de passe e pouca criatividade na frente, o goleiro Wilson quase não teve trabalho.

Na volta para a etapa final, a Ponte Preta resolveu apostar tudo em um gol logo de cara para tentar uma reação. Com Thiago Galhardo no lugar de Clayson, o time visitante só não abriu o placar porque Walter fechou bem o ângulo do meia, ex-Red Bull, e depois acompanhou de perto uma cabeçada perigosa de Felipe Azevedo.

Não demorou muito e o ímpeto da Macaca acabou, inteiro, o Corinthians controlou o meio campo. Marquinhos Gabriel chamou a responsabilidade para si pelo lado direito e deu um desafogo maior para a equipe local. Aos 15 minutos, o aproveitou a bola dentro da área e, com muita classe, bateu de chapa no canto esquerdo de João Carlos. Bem posicionado, o arqueiro ponte-pretano conseguiu fazer a defesa.

O encerramento da manhã de alívio para a torcida, no entanto, veio com classe. Novamente, Marquinhos Gabriel fez grande jogada pelo lado direito, passou por dois marcadores e entregou a bola para Guilherme, na entrada da área. O meia, que havia tocado quase todas as bolas nessa situação, arriscou um chute de chapa e acertou o ângulo esquerdo da Ponte, dando números finais a partida.