ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corinthians goleia Bahia em casa e encaminha classificação

Com ótima atuação no primeiro tempo, Corinthians faz 3 a 0 e praticamente garante a passagem para as oitavas de final.

Por Vladimir da Costa

Na abertura da terceira fase da Copa do Brasil, o Corinthians não deu chances para o Bahia. Com um trio de volantes muito ofensivos e participativos, a equipe alvinegra comandou os 90 minutos e não teve trabalho para vencer em casa.

Diferentemente do que se viu no último domingo, o futebol e a disposição melhoraram muito. Com chutes de longa distância, passes em profundidade e dribles, o timão  mostrou personalidade e deixou sua torcida satisfeita.

Romero comemora seu primeiro gol com a camisa do Corinthians. (Foto: Ricardo Matsukawa / Terra)

aNGEL Romero comemora seu primeiro gol com a camisa do Corinthians. (Foto: Ricardo Matsukawa / Terra)

No primeiro gol, Petrus cruzou para o gol de Elias. Ainda no primeiro tempo a equipe voltou a marcar com nova assistência de um volante. Ralf cruzou na área para o paraguaio, Angel Romero fazer seu primeiro gol com a camisa do Corinthians. No segundo tempo o jogo caiu em qualidade e junto com ele, as jogadas de ataque do Corinthians. Mesmo assim, aos 44 minutos do segundo tempo, Renato Augusto, de pênalti, definiu o placar na Arena Corinthians. Do lado baiano, resta treinar e pensar em mudanças. A equipe não chutou uma bola sequer no gol de Cássio e terá uma difícil missão na partida de volta, na Fonte Nova: Marcar mais de dois gols na ótima defesa corinthiana.

A Partida

Com bom toque de bola no inicio da partida o Bahia conseguiu segurar a equipe alvinegra que começaram apertando. Com um ataque Gringo, o Corinthians começou arriscando mais pelo meio. Logo aos cinco minutos, a primeira finalização do timão. Romero driblou pela esquerda, cruzou na área para Guerrero, que subiu e cabeceia nas mãos de Lomba. Dois minutos depois foi a vez de Romero chutar de fora da área para nova defesa do goleiro baiano.

Aos poucos o Corinthians foi conseguindo colocar seu ritmo, ganhou o meio campo e passou a pressionar o adversário em busca do seu gol, que saiu. Aos 18 minutos, Petrus fez ótimo lançamento para dentro da área. A bola foi na medida para o outro volante, Elias, livre só estiar o pé direito para vencer Lomba e abrir o marcador na Arena Corinthians.

Elias comemora com seus companheiros depois de abrir o marcador contra o Bahia. (Foto: Ricardo Matsukawa / Terra)

Elias comemora com seus companheiros depois de abrir o marcador contra o Bahia. (Foto: Ricardo Matsukawa / Terra)

O Bahia, que tinha bom toque de bola no meio campo, não conseguia produzir jogadas de ataque e na zaga, comedia muitas faltas, principalmente perto da área. Aos 25 minutos, Jadson teve boa chance em cobrança na meia lua, mas acertou a barreira. Aos 27 minutos, quase o segundo. Ralf partiu em velocidade, passando entre os marcadores e da entrada da área chutou, mas a bola passou do lado da trave com perigo.

 Como o Bahia não conseguia chegar nem perto do gol de Cássio, o Corinthians continuava no campo de ataque e aos 32 minutos fez o segundo. Em novo passe preciso de um volante para dentro da área, o timão ampliou. Ralf cruzou e Angel Romero fez seu primeiro gol com a camisa alvinegra.

Nos últimos 10 minutos do primeiro tempo o Corinthians tirou o pé e viu o Bahia avançar a marcação e jogar mais no campo adversário. Porém, nada que assustasse a boa defesa corinthiana que quase não teve trabalho nos primeiros 45 minutos. Diferente da defesa baiana. Que via os donos da casa chegarem com velocidade e arriscar mais chutes de fora da área.

Assim como no primeiro tempo, o alvinegro atuou de forma muito segura no segundo tempo. Com toques rápidos e curtos, o Bahia teve enorme dificuldade para sair do campo de defesa. Com Romarinho no lugar de Gerrero, o time ganhou em velocidade e movimentação, fato que complicou ainda mais o acuado Bahia.

 Aos 14 minutos, a primeira boa chegada do timão. Jadson recebeu no meio, avançou e lançou para Romero, em velocidade o paraguaio bateu cruzado e por pouco não fez o terceiro gol da partida.

Confortável com a vantagem, o Corinthians visivelmente tirou o pé. Jogando mais no meio campo e saindo na boa, a equipe dava espaço para o time de Salvador, que não conseguia aproveitar. Apenas nas bolas longas o time conseguia chegar perto do goleiro corinthiano, que era praticamente um expectador dentro de campo. Quando a bola chegou, a bola foi pra fora, quando, pela primeira vez o Bahia chutou a gol, apenas aos 26 minutos do segundo tempo.

Firme na marcação, a defesa corinthaina não sofreu para parar o ataque baiano. (Foto: Ricardo Matsukawa / Terra)

Firme na marcação, a defesa corinthaina não sofreu para parar o ataque baiano. (Foto: Ricardo Matsukawa / Terra)

Aos 31 minutos, aplaudido pela torcida, Romero deu lugar para Luciano, muito mais para prestigiar o atacante e para dar motivação dentro de campo. O Corinthians praticamente parou de jogar no segundo tempo, apensar da movimentação, com frequência o time recuava bolas que não precisava e com isso, até mesmo a empolgada fiel aos poucos foi diminuindo a cantoria junto com o ânimo dos jogadores dentro de campo. Mesmo assim, sem fazer esforço o timão chegou ao terceiro gol. Rafinha tocou com a mão na área e o juiz marcou pênalti. Renato Augusto, que havia entrado a pouco, bateu, deslocou o goleiro e deu números finais a partida.

No fim um resultado justo, que poderia ter sido maior, não fosse pela ambição do timão no segundo tempo. Com o resultado de 2 gols a 0, o Corinthians pode perder por um gol de diferença que passará para as oitavas de final.