ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corinthians não resiste à pressão e empata com o Vasco

Jogo em Brasília é marcado pela vontade do time carioca na busca pelo placar

Por Luiz Soares
Fagner e Emerson em disputa de bola. Foto: Carlos Costa / Futura Press

Fagner e Emerson em disputa de bola. Foto: Carlos Costa / Futura Press

Em jogo pela 16ª rodada do Brasileirão, o Corinthians foi a Brasília enfrentar o Vasco, buscando se manter entre os quatro primeiros colocados do campeonato. O time alvinegro saiu na frente logo no início do jogo, mas acabou cedendo o empate e saiu de campo com um ponto ganho. Com esse placar, o time vai a 26 pontos e se mantem na quarta colocação. Com o resultado, o time pode deixar a G-4 até o fim desta rodada. O Vasco vai a 20 pontos na 11ª colocação.

O jogo foi marcado pela vontade do Corinthians, em mostrar ao torcedor que a derrota de quarta-feira, pela Copa do Brasil, contra o Luverdense, foi apenas um acidente. Por outro lado, o Vasco, por ter tomado o gol logo no início, buscou o placar o tempo todo e, tanto no primeiro, quanto no segundo, teve vários momentos com atuação melhor que a do Corinthians.

De modo geral foi um bom jogo, os ataques do time vascaíno fizeram com que o Corinthians tivesse dificuldade em sair de seu campo, principalmente com o toque de bola padrão do time. Resultado disso, o goleiro Cássio abusou dos tiros de meta sem direção a algum jogador. As únicas oportunidades do time paulista foram os contra ataques marcados pela boa atuação de Douglas que teve uma chanceno time titular de Tite.

O jogo

Logo no início, aos 3 minutos do primeiro tempo, o Corinthians abriu o placar com Paolo Guerrero que aproveitou cruzamento de Edenílson e no meio dos zagueiros cruz-maltinos chutou forte sem chances para o goleiro Diogo Silva. Esse gol de Paolo Guerrero coloca mais uma vez a situação de Pato em xeque. Enquanto o atacante peruano estava defendendo sua seleção, Pato teve algumas oportunidades, até marcou gol, mas não  mostrou o desempenho esperado. Já Guerrero, em sua volta contra o Coritiba, entrou no segundo tempo e marcou e hoje mais uma vez deixou o seu.

Paolo Guerrero comemora o gol do timão. Foto: Carlos Costa / Agência Lance

Paolo Guerrero comemora o gol do timão. Foto: Carlos Costa / Agência Lance

Logo depois do gol, o Corinthians continuou bem e em cabeçada de Douglas teve uma bola no travessão. Esse foi outro destaque do time, o meia Douglas teve uma boa atuação e conseguiu deixar seus colegas em boas condições para fazer gols, bem como no desarme dos vascaínos. Mas, a falha do ataque corintiano, com alguém que pudesse resolver a falta de gols do time que já assombra o alvinegro que tem um dos piores ataques do campeonato.

Mas, ainda no primeiro tempo o time carioca já começou a encontrar seu jogo. Em boas jogadas de Juninho Pernambucano, um dos destaques do time, o Vasco assustava os corintianos. Em uma das jogadas, Juninho bateu a bola de fora da área, espalmada no pé de André por Cássio, mas o atacante chutou para fora e a jogada foi parada pela posição de impedimento do vascaíno. Mesmo com a melhora do Vasco no primeiro tempo, o placar continuou dando vantagem ao Corinthians.

Já o segundo tempo foi diferente. O Corinthians voltou lento, com pouca efetividade. Por sua vez, o Vasco foi para cima do Corinthians e pouco dava chance ao visitante. Com essa força do time, também logo no início do segundo tempo, aos 9 minutos, André recebeu bola de Juninho, após resvalar em Paulo André, e bateu forte no canto sem chance para o goleiro Cássio.

Com o gol o cruz-maltino foi para a cima do Corinthians e dominou todo o jogo. Para resolver essa situação o técnico Tite sacou Danilo e colocou Romarinho. Emerson também saiu e deu lugar a Alexandre Pato. Outro que entrou foi Alessandro, no lugar de Guerrero para que o jogador pudesse colaborar com a criação do time. Todas substituições em vão. O placar se manteve em 1 a 1 até o final. Agora, o Corinthians se prepara para o segundo jogo  das oitavas-de-final da Copa do Brasil, no Pacaembu, contra o Luverdense. Para se classificar, o time tem que vencer por pelo menos dois gols de diferença. Se passar, o Corinthians enfrenta o vencedor entre Santos e Grêmio.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 1 CORINTHIANS

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 25 de agosto de 2013, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Marcelo Bertanha Barison (RS)
Cartões amarelos: Abuda, Fagner e Pedro Ken (Vasco); Danilo, Ibson, Paulo André, Guerrero e Ralf (Corinthians)
Gols:
Vasco: André, aos nove minutos do segundo tempo
Corinthians: Guerrero, aos três minutos do primeiro tempo

VASCO: Diogo Silva; Fagner, Cris, Rafael Vaz e Yotún; Abuda, Wendel (Willie), Pedro Ken e Juninho; Marlone (Edmilson) e André (Tenorio)
Técnico: Dorival Júnior

CORINTHIANS: Cássio, Edenílson, Paulo André, Gil e Fábio Santos; Ralf e Ibson; Danilo (Romarinho), Douglas e Emerson (Alexandre Pato); Guerrero (Alessandro)
Técnico: Tite