ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corinthians perde a primeira no Paulistão para o São Bernardo

Com gol relâmpago, timão perde em noite que Pato é mais uma vez vaiado pela torcida

Por Vladimir da Costa

Depois de ter perdido na manhã deste sábado para o Santos na final da copinha, o Corinthians voltou ao Pacaembu à noite, e o panorama não foi muito diferente.

Erik Flores comemora o gol da vitória do São Bernardo diante do Corinthians (Foto:Reinaldo Canato/UOL)

Erik Flores comemora o gol da vitória do São Bernardo diante do Corinthians. (Foto: Reinaldo Canato/UOL)

No volta do Corinthians ao Pacaembu, uma surpresa desagradável para Mano Menezes e seus comandados. A surpresa da competição não se intimidou e manteve os 100% de aproveitamento na competição. Jogando com Ibson, Emerson Sheik e Alexandre Pato, que foi muito vaiado ao ser substituido no segundo tempo, a equipe  não esteve bem e o timão perdeu por 1 a 0 para o São Bernardo na noite deste sábado.

A partida

O Corinthians não teve tempo sequer de se organizar em campo. Logo aos 2 minutos, o São Bernardo abriu o placar. Erick Flores, tabelou com Bady invadiu a área e bateu no canto esquerdo de Walter, sem chances para o goleiro.

Após o gol relâmpago, o Corinthians partiu para cima do adversário, mas pecava nas finalizações e na criação. Ibson até que era esforçado, mas isso não era suficiente para passar pela forte marcação adversária. Sheik pouco aparecia na frente no meio dos zagueiros. Tanto que a melhor chance da equipe na primeira etapa foi uma falta de longa distância cobrada por Jocinei. Organizado na zaga e no meio campo, o São Bernardo esperava o timão subir para surpreender nos contra-ataques. Enquanto isso, o rival era perigoso nos rápidos contra-ataques.

O Corinthians, apesar de ficar mais tempo com a bola nos pés, tinha dificuldade para finalizar. Tocava muito a bola, mas não chutava a gol.

Mano Menezes tentou organizar o Corinthians no segundo tempo com as entradas de Guerrero, Romarinho e Danilo. Nem assim, a equipe foi capaz de furar a marcação organizada do São Bernardo, que faz por merecer a boa campanha que tem no Campeonato Paulista. Bem montado, o time do ABC travou as ações no meio-campo e impediu que a bola chegasse em sua área.

Bem marcados, os atacantes corinthianos pouco puderam fazer na partida (Foto: Reinaldo Canato/UOL)

Bem marcados, os atacantes corinthianos pouco puderam fazer na partida. (Foto: Reinaldo Canato/UOL)

Mesmo assim, o Corinthians assustou duas vezes já nos primeiros quinze minutos. A primeira veio depois do cruzamento fechado e depois, a melhor delas, com um chute rasteiro de Alexandre Pato, que bateu na trave. No meio da etapa final, o atacante foi substituído por Romarinho e saiu de campo sob fortes vaias.

Apesar da pressão, o Corinthians não conseguiu furar o bloqueio defensivo do São Bernardo. Nos últimos minutos a equipe abusou dos lançamentos direitos, o que não resultou em nada. Com isso, o time amargou a primeira derrota desde o retorno do técnico Mano Menezes ao comando da equipe do Parque São Jorge. Já a equipe do ABC manteve seus 100% de aproveitamento no estadual. O Corinthians segue em segundo lugar, com seis pontos no grupo B.

O Corinthians volta a jogar na próxima quarta-feira e faz seu primeiro clássico na temporada, na Vila Belmiro encara o Santos, às 22h. Um dia antes, na terça-feira, o São Bernardo recebe o Grêmio Osasco Audax, às 19h30, no Primeiro de Maio.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 0 X 1 SÃO BERNARDO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 25 de janeiro de 2014, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: José Cláudio Rocha Filho (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse (ambos de SP)
Cartões Amarelos: Gil, Ibson, Ralf (Corinthians), Erick Flores, Rafael Cruz e Edson (São Bernardo)
Gols: Erick Flores, aos dois minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Walter; Diego Macedo, Gil, Paulo André e Jocinei; Ralf, Guilherme, Ibson (Danilo) e Rodriguinho (Guerrero); Emerson Sheik e Alexandre Pato (Romarinho)
Técnico: Mano Menezes
SÃO BERNARDO: Wilson Júnior; Rafael Cruz, Fernando Lombardi, Luciano Castan e Eduardo; Daniel Pereira, Edson Felipe, Marino (Willian Favoni) e Bady; Márcio Diogo (Diogo Acosta) e Erick Flores (Dudu Lima)
Técnico: Edson Boaro