ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corinthians perde após 16 jogos de invencibilidade na Libertadores.

Time encontra dificuldade com a grama sintética de estádio mexicano.

Por Luiz Soares

Tite durante partida no México. (Foto: Getty)

Com um gol impedido, grama sintética e um adversário bem ofensivo, o Corinthians perdeu sua primeira partida na Libertadores após 16 jogos de invencibilidade, contando os jogos da edição passada na qual se sagrou campeão. Jogando contra um adversário acostumado com o tempo de bola causado pelo tipo de grama do estádio, o Corinthians não conseguiu impor seu estilo de jogo e no primeiro tempo praticamente não consegui tocar na bola. O jogo também se caracterizou pela quantidade de faltas, reflexo da dificuldade dos corintianos em dominar a bola, o que provocava as faltas quando tentavam recuperar a bola. Mesmo assim, o Corinthians conseguiu marcar dois gols no primeiro tempo, anulados pelo impedimentos dos corintianos.

Já no segundo tempo, um pouco mais acostumado com o ambiente do jogo, o time brasileiro jogou melhor e assustou mais o time mexicano. O problema passou a ser também a arbitragem que dificultava o jogo dos dois times, marcando faltas em exagero. Por outro lado, o time mexicano abusava das faltas bem mais perigosas, mas o juiz não dava cartões, começou a fazer isso mais próximo ao fim da partida.

O gol do Tijuana saiu de uma jogada ilegal, aos 19 minutos, Cássio saiu mal do jogo e Gandolfi apareceu impedido e depois de um bate e rebate tocou de calcanhar para o gol. Após o gol mexicano, o Corinthians passou a atacar mais e assustou o time da casa. Com jogadas, principalmente de Paulinho e Guerrero, os corintianos assustavam mais os torcedores.

O técnico avançou mais o time com suas três substituições (Alessandro/Edenilson, Paulo André/Romarinho e Douglas/Renato Augusto), mas mesmo assim não surtiu o efeito esperado. No fim da partida o treinador pediu o apoio da torcida e lamentou a derrota.

“Os primeiros 15, 20 minutos tiveram o domínio do adversário, que é normal. No segundo tempo estávamos muito mais perto do gol e criando situações de perigo.”
 
“Já não queríamos jogar sem a torcida. Vamos ter mais essa adversidade para passar. Gostaria de ter a torcida. A equipe vai ser testada em cima desse resultado negativo também”, disse Tite.

Agora, o time paulista espera uma resposta da Conmebol hoje (07/03), às 15h, quando a chefe do futebol sul-americano julgará o recurso do Corinthians contra a decisão da entidade de não liberar ingressos para os jogos do time. Enquanto isso, o Corinthians voltará para o Brasil, quando chega na sexta-feira e, já no sábado, enfrenta o Ituano, no Pacaembu, pelo campeonato Paulista 2013. O Corinthians tentará a reação na Libertadores em novo confronto com o Tijuana, na quarta-feira que vem, no Pacaembu