ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corinthians vence a Ponte Preta no Pacaembu

Emerson Sheik sai do banco para dar a primeira vitória do Timão no brasileiro

Por Vladimir da Costa

Na partida deste sábado a noite, logo de cara pode-se afirmar duas coisas sobre o Corinthians. O técnico Tite tem elenco e tem ele na mão, e a fiel gosta mesmo de futebol. Num horário atípico, e nada convencional para assistir a uma partida de futebol, o timão entrou em campo as 21h para enfrentar a macaca e com um público superior a 24 mil pessoas, bateu a Ponte Preta com gol de Emerson, que saiu do banco de reservas, meio a contra gosto e ajudou sua equipe a vencer a primeira no brasileiro.

O resultado leva o Corinthians aos cinco pontos na tabela. A Ponte permanece com três pontos, que mesmo com a derrota, tem um time forte e vai dar muito trabalho neste brasileiro.

O jogo

Emerson sai do banco de reservas para dar a vitória para o Corinthians sobre a Ponte

Emerson sai do banco de reservas para dar a vitória para o Corinthians sobre a Ponte (Foto: Fernando Donasci/UOL)

A Ponte Preta conseguiu controlar o ímpeto do Corinthians e, de forma organizada, conseguiu as melhores chances, com Fernando e Chiquinho. Pato que fazia dupla com Guerreiro estava mais inspirado, com boas arrancadas pelo lado direito. Guerrero parece mais incomodado com o jejum de sete jogos sem marcar e pouco produzia dentro de campo.

Os donos da casa procuravam jogar pelas laterais para fugir da forte marcação do time campineiro, mas os cruzamentos não levaram perigo para a Macaca.. O mais perto que o Corinthians chegou de marcar foi em um chutaço de Ralf que exigiu ótima defesa de Edson Bastos.

Pouco a pouco, os corintianos foram esbarrando na ansiedade pelo gol e no bom posicionamento tático da Ponte, que teve até mais chances de abrir o placar graças a contra-ataques que buscavam Fernando, Chiquinho e Rildo, que surpreendiam a zaga corinthiana com velocidade e bom toque de bola. A Ponte merecia melhor sorte no primeiro tempo, mas Cássio quando foi exigido, defendeu os chutes dos atacantes da Ponte.

Na etapa complementar, a Ponte Preta abandonou a cautela e partiu para cima do Corinthians. Logo de cara, quase Chiquinho marca. O atacante recebeu dentro da área e bateu no canto de Cássio, acertando a trave. No rebote, Baraka chutou fraco e o goleiro corintiano fez a defesa. Depois, o goleiro corinthiano teve que trabalhar de novo em cobrança de falta de Artur.

Bem marcado, Guerrero pouco produziu na partida desta sábado

Bem marcado, Guerrero pouco produziu na partida desta sábado (Foto: Fernando Donasci/UOL)

Na tentativa de aumentar a criatividade do Corinthians, Tite colocou o meia Douglas no lugar de Romarinho, mas o meia não foi o mesmo do jogo contra o Goiás e pouco acrescentou na equipe que seguia inferior a Ponte Preta tinha maior controle da partida.

Aos 22minutos, Roger Gaúcho avançou sozinho em velocidade, invadiu a área e tocou para Cicinho, que chegou no lance, mas errou a finalização.

Sem tantas alternativas, Tite chamou Emerson Sheik, para entrar no lugar do zagueiro Chicão. O volante Ralf recuou para compor a zaga com Gil. Deu certo logo de cara. Aos 29 minutos, em linda jogada individual, o camisa 11 colocou o Corinthians na frente. O atacante deu um drible seco em Rodrigo Biro e chutou cruzado sem chances para Edson Bastos.

A partir dai a Ponte parece ter “murchado” e ofereceu pouco perigo ao Corinthians, que com a vantagem no placar, soube administrar e venceu a Ponte Preta depois de cinco vitórias seguidas da equipe campinense contra o timão no Pacaembu.

As duas equipes voltam a campo na próxima quarta-feira. A Ponte recebe o Atlético-PR às 21h, no Moisés Lucarelli, e o Timão enfrenta o Cruzeiro às 22h, em Sete Lagoas.