ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corinthians vence Al Ahly com o velho 1x0 e vai a final

Longe da invasão corinthiana vendida pela Globo, Corinthians vence por 1×0 e esta na final do mundial.

Por Paulo Edson Delazari

Jogadores comemoram gol contra Al ahly(Foto: Flavio Florido/ Uol)

Após a derrota para o time reserva do São Paulo na despedida do Brasileirão o treinador Tite do Corinthians afirmou: “Nós ganhamos o primeiro jogo no Japão com essa derrota de hoje”. Pois é, o técnico tinha razão na sua profecia, o time egípcio do Al-Ahly surpreendeu pressionou o Corinthians o segundo tempo inteiro, mas não obtendo sucesso na busca pelo empate, no fim o velho e conhecido 1×0, o resultado que foi a tônica do time na campanha da Libertadores e paulista no primeiro semestre.

Mesmo com o apoio de aproximadamente 10 mil corinthianos no estádio Toyota, que saíram do Brasil conforme vistos liberados pela embaixada japonesa, muitas faixas corinthianas e muitos espaços vazios na arquibancada, o time corinthiano esteve muito aquém daquele que conquistou a Libertadores deste ano, num jogo atípico o Timão se perdeu taticamente e foi dominado pelo time do All Ahly durante todo segundo tempo, mas a vantagem adquirida no primeiro tempo foi suficiente para chegar a final.

O volante Paulinho sempre sereno analisou o jogo no final e reconheceu a apatia do time.

“Não fizemos um grande espetáculo, a meta era o objetivo de chegarmos a final e chegamos.” – Afirmou Paulinho ao fim da partida.

O Jogo

Um jogo tenso, assim foi o primeiro tempo da partida entre Corinthians e Al-Ahly nos 10 primeiros minutos o que se viu foi muito toque de bola na região defensiva das equipes e muitos passes errados.

Para se ter uma ideia de como os times estavam travados o primeiro ataque só ocorreu aos nove minutos num lance inusitado. O lateral direito Alessandro bateu o arremesso dentro da área a zaga se atrapalhou e espanou para entrada da grande área, a bola sobrou para Douglas que arrematou de direita sem força, a bola passou fraca e distante da trave direita, sem perigo.

Guerrero comemora o gol com Paulinho. (Foto: Reprodução Globo)

A resposta do time egípcio veio logo, numa falta pelo lado direito de ataque Kenawi bateu na área a zaga corinthiana fez a linha burra e Fathi entrou sozinho, mas cabeceou mal para fora.

A ansiedade continuava e o jogo ficava parado no meio campo, da forma que estava o gol só poderia sair num lance de bola parada, aos 29 Douglas cobrou escanteio, à zaga do Al-Ahly tirou mal novamente, a bola sobrou para Fabio Santos que abriu de volta para Douglas, o meia cruzou de primeira para área e encontro Guerrero que cabeceou para o gol.  Corinthians 1×0.

2º tempo

 A segunda etapa não poderia ser diferente os primeiros minutos foram de domínio total do time egípcio, contudo, o time só conseguiu uma finalização aos 17 minutos, quando Rabia pegou rebote da zaga corinthiana e arrematou forte a bola passou forte ao lado da trave esquerda de Cássio.

Três minutos depois Aboutrika que entrou no segundo tempo deu linda enfiada por trás da zaga do Corinthians e encontrou Fathi, o atacante frente a frente com Cassio chutou na rede pelo lado de fora.

O Corinthians só reapareceu aos 28 minutos do segundo tempo, Guerrero fez a parede e tocou para Paulinho, o volante puxou para perna direita dentro da área e chutou, Kenawi se jogou e cortou a bola para lateral.

O time egípcio não desistia e a zaga corinthiana fechava a frente da área, então não sobrava alternativa a não ser chutar de fora e foi o que Soliman fez aos 37 minutos arriscou forte e a bola passou sobre o gol de Cássio.

Quatro minutos depois a mesma jogada a zaga abriu e Rabia arriscou forte de fora da área e a bola passou por cima da trave de Cássio.

Ficha técnica

Al-Ahly 0 x 0 Corinthians 

Local: Estádio Toyota

Horário: 08h30m

Árbitro:  Marco Rodriguez

Gols: Guerreo (Corinthians) aos 30 min. 1º tempo

Al- Ahly: Ekramy; Fathy, Nagib, Gomaa e Kenawi; Rabia, Hossam Ashour, Soliman e Said; Gedo e Al Sayed Hamdi.

COrinthians: Cássio; Alessandro, Chicão, Paulo Andre e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Douglas, Guerrero e Emerson. Treinador: Tite