ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corinthians vence Chapecoense e chega à liderança.

Apesar do jogo horripilante de ambas equipes, timão volta com a vitória e liderança de Santa Catarina.

Por Paulo Edson Delazari
Guerreiro balançou a rede mais uma vez e deu a vitória ao Corinthians. (Foto: Gazeta Press)

Guerreiro balançou a rede mais uma vez e deu a vitória ao Corinthians. (Foto: Gazeta Press)

Corinthians foi a Santa Catarina na Arena Condá enfrentar o Chapecoense neste domingo e voltou de lá com mais uma vitória fora de casa, desta vez por 1 a 0, com gol de Guerreiro, ocupando a primeira posição do Campeonato Brasileiro.

O mais importante para o time de Mano Menezes foram os três pontos, mas a partida foi algo para se esquecer, Tanto Corithians, quando Chapecoense, fizeram um jogo de sessão de horrores, muitos passes errados, muita força, muita marcação e pouco futebol. Para se ter uma ideia a Chapecoense só deu um chute aos 29 minutos do primeiro tempo, enquanto o Corinthians, somente aos 15 do segundo, contudo, ambos sem perigo.

Com a vitória o Corinthians chegou a sete pontos e ocupa a primeira colocação, sua defesa ainda não sofreu nenhum gol e seu ataque balançou as redes três vezes em três jogos. O líder da competição voltará a jogar no domingo às 16h na Arena Barueri contra o São Paulo. A Chapecoense somou apenas um ponto até aqui e só está à frente do conterrâneo Figueirense, até aqui zerado e volta a jogar no mesmo dia e horário de seu adversário de hoje, contra o Grêmio.

O Jogo

Primeiro tempo

Muita vontade, muita força, dedicação na marcação, mas nenhum lampejo de talento, de boa jogada ou algo parecido. O que se viu na primeira etapa de jogo foi uma troca de safanões entre Guerreiro e Edson Bastos e um árbitro, banana que em meio a confusão, sequer deu cartão amarelo aos brigões.

Romarinho pouco fez na partida, barrado pela forte marcação da Chapecoense. (Foto: ag. Corinthians)

Romarinho pouco fez na partida, barrado pela forte marcação da Chapecoense. (Foto: ag. Corinthians)

O único chute a gol da primeira etapa ocorreu aos 29 minutos quando Vanderson da Chapecoense chutou de fora da área e a bola passou perto do gol de Cássio. Um lance capital talvez tenha sido uma falta de Guilherme aos 35 minutos que poderia lhe render um vermelho, mas o juiz novamente fez vistas grossas. Foram 31 passes errados em 46 minutos de partida, 13 da Chapecoense e 18 do Corinthians e só 49% de tempo de bola rolando, ou seja: 24 minutos de bola parada e 22 minutos de bola rolando, daquele jeito.

Tirando a “barbárie” do primeiro tempo o que pode se ver foi uma Chapecoense mais presente ao ataque e pressionando com muitos escanteios que não se transformaram em gol no fim do primeiro tempo. A justificativa de Jadson para a omissão de chutes a gol foram as dimensões do campo.

Jadson: “Jogo aqui é assim, campo pequeno, bola aérea… Temos de ter tranquilidade para não faz as faltas laterais pois é isso que eles querem”.

Segundo tempo

De tão ruim que foi a primeira etapa, algo tinha que mudar e logo aos dois minutos Fabinho Alves da Chapecoense arriscou chute de fora e a bola passou com perigo próximo a trave direita de Cássio.

Como no primeiro tempo as equipes pouco fizeram, somente alguns chutes de meia distância sem perigo, contudo na primeira grande oportunidade de gol que teve, o Corinthians não desperdiçou, após bate e rebate  e chute errado de Jadson, a bola sobrou para o peruano que quase dentro da pequena área fuzilou. Corinthians 1 a 0.

A Chapecoense ainda tentou achar forças de onde não tinha e Ricardo Conceição por pouco, não empatou. Cássio fez defesa sensacional e impediu o empate.