ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corinthians vence Coritiba e fica mais perto do topo

Timão demonstra dificuldade, mas mantém a garra de sempre para vencer mais uma no brasileiro

Por Vladimir da Costa

O Corinthians recebeu o Coritiba em casa e teve muito trabalho para passar da forte marcação dos paraenses que teve sua partida definida apenas numa cobrança de pênalti.

Apático, o Corinthians sofreu para vencer a forte marcação do Coxa, apesar de atuar com dois meias habilidosos, o Timão pouco criou na partida e só chegou à vitória com um lance que gerou insatisfação total do Coritiba. O árbitro, Péricles Bassols marcou um pênalti aos 41 minutos, no minimo duvidoso e Guerrero demonstrou a calma de sempre para botar o Timão de volta ao G4, para felicidade dos mais de 31 mil torcedores que foram ao gelado Pacaembu acompanhar a partida.

O jogo

Corinthians e Coritiba fizeram uma partida aguerrida no Pacaembu neste domingo Reinaldo Canato UOL

Corinthians e Coritiba fizeram uma partida aguerrida no Pacaembu neste domingo. (Foto: Reinaldo Canato / UOL)

Com Danilo e Renato Augusto juntos, sobrou para Romarinho o banco de reservas, mas a nova formação pouco ajudou o Corinthians que tinha pela frente uma equipe muito disciplinada taticamente que dava pouco espaços para os armadores corinthianos, o que deixava a partida lenta. O Corinthians teve mais posse de bola, mas não conseguia chegar até a área adversária.

A primeira oportunidade de gol só veio aos 17 minutos, em jogada aérea. Alexandre Pato aproveitou cobrança de falta de Renato Augusto e cabeceou com firmeza, mas Vanderlei fez ótima defesa.

O time visitante, esperava o Corinthians ultrapassar a linha do meio campo para marcar e tentar surpreender num contra-ataque, mas o Corinthians pouco acelerava a partida e com isso o jogo seguia com a bola girando de um lado para o outro, até o o outro time recuperasse a bola para fazer o mesmo. Os dois times tiveram receio em finalizar, o Corinthians tentava mais, mas sem perigo. A melhor chance do Coxa no primeiro tempo foi com Junior Urso. Aos 21 minutos, o atacante arriscou um chute de fora da área e quase acertou o ângulo.

O Corinthians devolveu o susto com Renato Augusto, que quase marcou de longe aos 37 minutos, mas o bom goleiro do coxa pegou mais uma e a partida seguiu pegada, mas sem grande empolgação até o final do primeiro tempo.

Para os últimos 45 minutos, pouca coisa mudou. Principalmente no lado corintiano. Já o Coritiba pelo menos passou a acertar contra-ataques. Só faltava mais capricho para finalizar. Aos 11 minutos a grande chance da partida foi para o Coxa. Arthur recebeu ótimo passe de Robinho e chutou cruzado, mas Cássio defendeu com os pés, salvado o timão de levar o gol.

Guerrero e comprimentado por seus companheiros depois de marcar o único gol da partida Reinaldo Canato UOL

Guerrero e comprimentado por seus companheiros depois de marcar o único gol da partida (Foto: Reinaldo Canato / UOL)

O jogo seguia travado e depois de mais um gol perdido, a torcida alvinegra perdeu a paciência nos primeiros minutos do segundo tempo e passou a questionar o time em campo, enquanto o Coritiba manteve um posicionamento perfeito na defesa, mas não assustava o adversário, aparentemente, parecia jogar apenas para empatar fora de casa.

Tite não estava satisfeito com sua equipe e resolveu mexer. Sacou Emerson, que pouco fez no jogo e colocou Romarinho, que deu gás e motivação para sua equipe. No primeiro lance, ele logo começou uma jogada pela esquerda, tocou para Fábio Santos, que deixou Pato na frente do gol, mas novamente o atacante não conseguiu empurrar para dentro das redes uma chance clara de gol. A fiel pediu e Tite resolveu fazer duas alterações de uma vez. Sacou Alexandre Pato e colocou Paolo Guerrero para delírio da torcida que gritava seu nome das arquibancadas e também colocou Douglas na vaga de Renato Augusto.

O árbitro Péricles Bassols teve de sair escoltado de campo. (Foto: Reinaldo Canato/UOL)

O árbitro Péricles Bassols teve de sair escoltado de campo. (Foto: Reinaldo Canato/UOL)

As alterações e também a postura defensiva alviverde fizeram o Corinthians crescer no final. Com mais movimentação do meio para o ataque, o time pressionou o Coritiba até que depois de um lance polêmico, o árbitro, Péricles Bassols, do Rio de Janeiro, marcou um pênalti. Em disputa de bola quase na linha da área, sem grande perigo, um choque de Luccas Claro com Danilo foi interpretado como pênalti pelo árbitro Péricles Bassols no mínimo duvidoso a favor do Timão. Guerrero que não tinha nada com isso, cobrou com categoria e marcou o gol que deixa novamente o Corinthians entre os quatro primeiros da tabela.

O Corinthians chegou aos 25 pontos, um acima do próprio Coritiba, que agora deixa o G-4, o Corinhians volta ao G4. O Timão volta a campo pelo Brasileiro no próximo domingo, às 16h, contra o Vasco, no Mané Garrincha. E o Coritiba pega o Criciúma, sábado, às 21h, em Santa Catarina.