ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corinthians vence mais uma e encosta no G4

Alvinegro derrotou a Macaca em casa e entrou novamente na briga pela liderança do Brasileiro.

Por Vladimir da Costa

O torcedor corintiano teve viu um time como a muito não se via em campo nesta quinta feira, pena que durou somente 45 minutos. Com Elias de volta para se somar a Jadson e Renato Augusto, a equipe de Tite de novo postada no 4-1-4-1 e envolveu a Ponte Preta. Vagner Love, Felipe, Renato e Malcom desperdiçaram boas oportunidades criadas, quase sempre com bola no chão. E foi assim, já no fim da primeira etapa, que o Corinthians abriu o placar com Jadson.

No segundo tempo, tudo voltou ao normal, ao menos, o placar foi favorável. O Corinthians passou aperto, mas conseguiu segurar a pressão da Ponte Preta. A Macaca foi bem superior na etapa final, acertou a trave, obrigou Cássio a fazer grandes defesas, mas não conseguiu mandar a bola para a rede. Quando a vitória era certa, Love marcou mais um, já nos acréscimos e contribuiu para um saldo na tabela.

Jadson comemora o primeiro gol da partida contra a Ponte Preta. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

Jadson comemora o primeiro gol da partida contra a Ponte Preta. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

Com o triunfo, o Timão subiu da sétima para a quinta posição e colou no G-4, com 19 pontos, mesmo número do Atlético-PR, que fica em quarto porque tem melhor saldo de gols (5 a 2). A Ponte, segue com 16, em oitavo. Na próxima rodada o alvinegro encara o Goiás, no domingo, às 14h, fora de casa. Já a Macaca, recebe o Palmeiras, no mesmo dia, mas às 18h30.

O jogo

O início do jogo foi travado no meio-campo. Com os dois times cheio de vontade, o futebol deu lugar para faltas, empurrões e algumas reclamações, que deixaram a partida chata de inicio, mas logo os donos da casa resolveram mudar essa história. O Corinthians foi colocando a bola no chão para trocar passes e envolver a Ponte Preta. Melhor posicionado, o time de Tite passou a chegar com perigo, principalmente pelo lado esquerdo, com Malcom, mais entrosado Vagner Love, levavam perigo ao gol adversário.

A Ponte tentava responder, mas não conseguia uma sequência de passes para se aproximar da área corintiana. Tanto que o goleiro Cássio praticamente assistiu à partida. O melhor momento do Timão resultou em gol, aos 40 minutos. Renato Augusto achou espaço pelo meio, arrancou e passou a Elias, na direita, que cruzou para Jadson completar.

Feliz da vida. Love marcou mais um e ajudou o timão a encontar no G4. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

Feliz da vida. Love marcou mais um e ajudou o timão a encontar no G4. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

Com o perdão do trocadilho infame, a Ponte voltou com a Macaca para o segundo tempo. Com marcação mais adiantada, o time de Campinas passou a trocar passes no campo de ataque. Biro Biro e Renato Cajá eram os jogadores mais criativos do time e dos pés da dupla, saíram as melhores chances. Cajá chegou a acertar o travessão numa cobrança de escanteio cheia de efeito.

Os papéis se inverteram. Com a melhora da Ponte, o Timão ficou encurralado, sem conseguir sair da defesa. Enquanto Lomba assistia à partida, Cássio trabalhava. Malcom sumiu e foi substituído por Mendoza, que não entrou bem.

Apesar de toda a pressão, a bola da Ponte não entrava e a bola puniu, ou melhor, o Corinthians.

Justamente no momento de maior pressão dos visitantes, o Timão conseguiu marcar o segundo, com Vagner Love, que aproveitou falha de Fernando Bob e tirou a equipe da casa do sufoco.