ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corinthians vence nos pênaltis e vai a final do Paulista

São Paulo e Corinthians fazem partida fraca e timão garante vaga nos pênaltis

Por Vladimir da Costa

Num jogo muito aquém do clássico, onde o Corinthians não atacou e o São Paulo tentou, mas não teve qualidade para finalizar com perigo ao gol, a partida, foi muito abaixo das expectativas e acabou sendo definida nas penalidades máximas.

Jogando em casa o São Paulo tentou mais, buscava acelerar a partida quando tinha a bola, mas os muitos passes errados, dificultavam a sequência da jogada. Já o Corinthians durante quase toda a partida não assustou o gol de Rogério. Apenas Emerson, aos 11 do segundo tempo e com isso, a partida ficou no 0 a 0.

Pouco exigido na partida, Cassio p0egou o pênalti de Luis Fabiano que garantiu a classificação corinthiana (Foto: Leandro Moraes)

A assim como na partida de ontem entre Mogi Mirim e Santos, o clássico deste domingo também foi para os pênaltis.

Rogério iniciou a cobrança com cavadinha e marcou o primeiro. Na sequência, Douglas bateu bem no canto e fez o segundo. Tolói bateu o segundo e converteu. Romarinho foi pra bola bater o segundo do timão e fez. Depois foi a vez de Ganso, que chutou e chutou pra longe. Fabio Santos bateu e fez o seu. Jadson também fez o seu. Alessandro bateu e acertou a trave. Luis Fabiano bateu e Cássio defendeu. Na última cobrança, Pato bateu e Ceni pegou, mas o árbitro mandou voltar. O goleiro tricolor se adiantou na cobrança. Na segunda cobrança, Pato fez e garantiu a classificação do Corinthians.

A partida

A partida começou o Corinthians melhor, dominando o meio campo, com Ralf e Paulinho, o timão buscava as jogadas de ataque pela direita, com Emerson que jogava aberto no inicio do jogo, mas que estava bem marcado por Carleto e por isso não conseguia levar perigo ao gol de Rogério Ceni.

Romarinho pisa em Wellington. O atacante levou amarelo no lance. (Foto: Leandro Moraes)

O jogo esquentou depois da primeira jogada de ataque do tricolor. Na rápida troca de passes do ataque tricolor, Luis Fabiano recebeu na entrada da área, limpou a marcação e bateu forte para boa defesa de Cássio. Na sequência, Romarinho acertou Wellington e recebeu o primeiro cartão do jogo.

Aos 10 minutos, Osvaldo deixou o campo sentindo muitas dores no quadril. Depois de uma queda em disputada de bola com Gil, o atacante tricolor sentiu na queda e teve que deixar o campo na maca. Em seu lugar entrou Douglas.

Ao poucos a partida ia ficando quente, com jogadas mais ríspidas dos dois lados e junto com a tensão, o tricolor melhorou na partida. Luis Fabiano deu ótimo lançamento para Paulo Miranda, impedido, que se atrapalhou na hora do domínio e acabou desperdiçando boa chance. Dois minutos depois, Carleto cruzou da esquerda e a bola passou na frente de Douglas, na pequena área.

O jogo seguia equilibrado entre as intermediárias. O São Paulo quando chegava era mais agudo, mas o Corinthians era mais efetivo, mantinha a bola sobre seu domínio por mais tempo, muito devido ao passes errados do São Paulo na sua saída de bola. Em um desses passes, Toloi tocou errado e bola caiu nos pés de Danilo, que dominou e lançou Guerrero, mas o passe saiu forte e foi para linha de fundo.

Com toque de lado, alguns para trás, a partida ficou morna. As duas equipes, mesmo depois de ter passado dos 30, os dois lados ainda pareciam estudar o adversário para saber por onde atacar. O São Paulo chutava ao gol, mas sem muito perigo. Já o Corinthians não havia chutado nenhuma vez sequer até os 40 minutos, quando Paulinho cobrou falta da intermediária na barreira, na sequência Gil marcou, mas estava impedido e o gol anulado.

Etapa complementar

O segundo tempo começou com o tricolor em cima do Corinthians, mas como na primeira etapa, a partida era muito mais estudada do que disputada o que causava certo desconforto dos técnicos que apesar das alternâncias táticas, pouco mudava o panorama da partida.

Douglas disputa a bola com o zagueiro Gil no clássico do Morumbi. (Foto: Leando Moraes)

Apenas aos 11 minutos o Corinthians chegou com perigo ao gol. Depois de jogada errada do São Paulo no ataque, Danilo puxou contra-ataque e acionou Emerson, que invadiu a área e bateu para defesa de Rogério Ceni. Boa oportunidade desperdiçada pelo ataque corinthiano.

O São Paulo melhora na partida, mas não consegue finalizar à gol. Aos 20 minutos, Jadson levantou a bola de longe para a área, na direção do gol, obrigando Cássio a fazer boa defesa.

A partida ia chegando ao seu fim e as duas equipes, que já não estavam disposta a pressionar tanto e o jogo ficou ainda mais morno. Esquentava apenas nas disputa de bola. Em dois lances seguidos, envolvendo Emerson, a torcida e todo o time, pediram a expulsão do atacante. No primeiro o Sheik levou a mão na cara de Wellington e levou amarelo. No segundo, o atacante entrou de sola em Paulo Miranda, mas o árbitro nada marcou.

A defesa do São Paulo não dava espaço para os atacantes corinthianos que pouco participavam da partida. Por outro lado, o tricolor pecava no último passe quando chegava a frente.

E foi assim até o apito final, um empate que pouco agradou e acabou sendo disputado na cobrança de pênaltis. Vencida pelo Corinthians, que foi mais preciso nas cobranças e irá encarar o Santos na grande final da competição, na próxima semana. Ao São Paulo resta trabalhar. Já na próxima quarta-feira, o tricolor terá mais uma parada dura. Vai encarar o Atlético-MG no Independência.