ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corinthians vence San José e garante liderança na Libertadores.

Na provisória segunda colocação geral, Timão aguarda término da fase para conhecer rival das oitavas.

Por Eduardo do Carmo

Romarinho (14) foi o destaque do Corinthians contra o San José (Foto: Getty Images)

Já classificado desde o jogo anterior, o Corinthians recebeu o San José (BOL), no Pacaembu, nesta quarta-feira, pela 6ª rodada do grupo 5 da Libertadores da América. Em busca da melhor colocação possível no geral, o Timão bateu os bolivianos por 3 a 0, terminou na primeira posição de sua chave e aguarda o complemento da fase para saber a situação final e o adversário nas oitavas.

Com a vitória, o Corinthians chegou aos 13 pontos e oito gols de saldo. No momento, a equipe alvinegra está na segunda colocação geral, atrás apenas do Atlético-MG. Até a finalização de todos os grupos, Nacional, Libertad, Santa Fé, Real Garcilaso e Olimpia podem passar o Timão. O San José, por sua vez, se despediu da competição com 5 pontos. Na outra partida, o Tijuana venceu o Millonarios, no estádio Caliente, no México, por 1 a 0, e passou na segunda posição. Os mexicanos também fizeram 13 pontos, mas perderam para o Corinthians no saldo de gols. A pontuação credencia o time de Tijuana como um dos melhores segundos colocados.

Na atual situação, as duas equipes classificadas enfrentariam times brasileiros. O Corinthians faria o clássico paulista com o Palmeiras e o Tijuana duelaria com o Fluminense. Essa combinação, no entanto, é pouco provável, pois muita coisa ainda pode mudar. Além do grupo 5, só o 4 está definido.

O Corinthians mostra a sua força e tem campanha digna de atual campeão da Libertadores. A equipe do técnico Tite tem o terceiro melhor ataque e a melhor defesa. São 10 gols marcados e dois contra.

Para o duelo desta noite, Cássio (lesão no punho esquerdo), Renato Augusto (lesão na coxa direita), Igor (tratamento de recuperação), Douglas (recuperação física) e Guilherme Andrade (rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito e ficará fora por seis meses) foram os desfalques.

Em casa e contra o frágil time boliviano, o Timão dominou a partida do início ao fim e não teve dificuldade para criar a vitória. O atacante Romarinho, colocado na função de armador, deu conta do recado e foi o destaque na etapa inicial. O jovem foi responsável pelas bolas paradas e autor do primeiro gol. No segundo tempo, Guerrero ampliou e Edenílson saiu do banco para fechar o placar.

Romarinho comanda o primeiro tempo e abre o placar para o Timão

Romarinho comemora o gol de abertura da vitória corinthiana. (Foto: Marcos Riboli)

O San José deu a saída, mas bastou perder a bola para ser dominado no Pacaembu. Aos 3 minutos, Alessandro recebeu pela direita e avançou pelo meio. O lateral foi parado pela zaga, mas a bola sobrou para Danilo, que bateu por cima do travessão. Aos 9 minutos, Emerson invadiu a área e foi derrubado por Torrico. O árbitro, porém, pediu para o atacante se levantar e deu sequência ao lance.

Aos 23, em cobrança de falta, Romarinho colocou na área e Paulinho cabeceou firme. A bola quicou no chão e o goleiro Lampe colocou para escanteio. No minuto seguinte, Danilo sofreu falta na lateral da área. Romarinho, que era o responsável pelas cobranças, deixou para Emerson Sheik, que cruzou com perfeição para cabeceio certeiro do próprio Romarinho.

O gol não mudou nada. O Corinthians seguiu na pressão e o San José continuou preocupado apenas em se defender. Aos 31, Guerrero dominou e finalizou forte para defesa de Lampe. Um minuto depois, Romarinho  recebeu de Emerson e cruzou rasteiro. Guerrero pegou de primeira e quase fez o seu. Aos 42, o San José chegou ao ataque, mas Reyes finalizou torto. Aos 45, o zagueiro Tordoya fez falta em Alessandro, levou o segundo amarelo e foi expulso.

Matador, Guerrero deixa a sua marca e amplia

Na volta do intervalo, o Corinthians valorizou ainda mais a posse de bola. Aos 14, Romarinho cobrou escanteio, Lampe saiu, mas ficou no meio do caminho, e Gil cabeceou no travessão. Na jogada seguinte, Emerson Sheik deixou Guerrero em ótima situação. Na área, o peruano dominou no peito e fuzilou o goleiro adversário, que ainda tocou na bola, mas não evitou o segundo gol alvinegro.

O técnico Tite não estava satisfeito com o resultado. Logo em seguida, aos 16, colocou Alexandre Pato no lugar de Danilo. Aos 22, Romarinho tabelou com Alessandro e chutou rasteiro. A bola passou perto da trave direita de Lampe e saiu pela linha de fundo. Paolo Guerrero deu um susto na torcida. O peruano, sozinho, sentiu uma entorse no tornozelo direito e saiu mancando. No entanto, foi apenas um susto e o atacante seguiu em ação. Por precaução, após alguns minutos, Jorge Henrique entrou no lugar do número 9 do Timão. Aos 28, Emerson encontrou Pato, que foi desarmado. A bola sobrou para Paulinho, mas Lampe tirou. Na sobra, Jorge Henrique soltou uma bomba e a zaga afastou novamente.

Edenílson entra e define o resultado para o Corinthians

Aos 34, Paulinho saiu para entrada de Edenílson. Aos 42, Alexandre Pato fez bela jogada, invadiu a área e tocou na saída de Lampe. A bola caprichosamente tocou no pé da trave. Três minutos mais tarde, Edenílson apareceu para os dois lances finais do Timão. No primeiro, o volante tentou lançamento para Pato, mas mandou pela linha de fundo. No segundo, aos 47, recebeu de Romarinho e completou para o fundo da rede.

Ao final da partida, muita festa entre os 32.403 torcedores presentes no Pacaembu, que receberá a partida de volta das oitavas de final do Corinthians. Com a liderança do grupo, o Timão enfrentará, na ida, algum dos segundos colocados na condição de visitante.