ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corinthians vence São Paulo de virada na sua Arena.

 Mano Menezes não terá como reclamar da arbitragem neste domingo após vitória sobre seu arquirrival.

Por Paulo Edson Delazari
Souza comemora gol que abriu o placar para o São Paulo. (Foto: Marcos Ribolli)

Souza comemora gol que abriu o placar para o São Paulo. (Foto: Marcos Ribolli)

No primeiro Clássico entre Corinthians e São Paulo na Arena Corinthians quem se deu melhor foi o timão. O alvinegro venceu o tricolor por 3 a 2 com gols de Fábio Santos (2) e Guerreiro, para o São Paulo diminuiu Souza e Edson Silva. Além da derrota os tricolores reclamaram muito da arbitragem e ainda viram se zagueiro Rafael Toloi sair de campo contundido e Alvaro Pereira expulso. Pelo lado do Corinthians a perde foi Fábio Santos expulso no fim da partida.

A se destacar a boa atuação de Guerreiro que além de fazer o gol, participou das outras jogadas que ocasionaram os dois pênaltis a favor do Corinthians. A nota negativa foi a arbitragem de Luis Flavio de Oliveira que marcou um pênalti a favor do Corinthians no primeiro tempo quando o jogo estava sendo vencido pelos tricolores. O arbitro marcou pênalti em bola que bateu no braço de Antônio Carlos depois de defesa de Dênis em chute de Malcon.

Ao término da partida os jogadores do São Paulo reclamaram demais da arbitragem, Kaká e Antônio Carlos deram suas declarações.

Fabio Santos comemora seu primeiro gol de penalti na partida. (Foto: Marcos Ribolli)

Fabio Santos comemora seu primeiro gol de penalti na partida. (Foto: Marcos Ribolli)

“A arbitragem decidiu o jogo, não sei se foi certo ou não. Não podemos falar nada. Como princípio não gosto de falar de arbitragem. Não acho que o árbitro entra em campo condicionado a apitar para um time. Um dia erra para um e depois erra para outro. Não gosto de falar de arbitragem. Não acredito que alguém entre em campo mal intencionado’, falou Kaká.

“Não estamos reclamando do árbitro, só achamos que o quarto árbitro nunca trabalhou como hoje. Ele influenciou demais. Ele nunca deu lances assim. Não podemos dar desculpas, temos de ver o próximo jogo, mas é brincadeira o que aconteceu hoje”, lamentou Antônio Carlos.

Com a derrota o Tricolor se mantém com 42 pontos em 2º lugar no campeonato a 7 pontos do Cruzeiro que perdeu no Mineirão por 3 a 2 para o Atlético MG. O São Paulo volta a jogar na próxima quarta-feira pela 24º rodada do Brasileirão no Morumbi às 22h00 contra o Flamengo, enquanto o Corinthians encara o Figueirense no Orlando Scarpelli no mesmo dia e horário.

O jogo

Edson Silva comemora gol que deixou o São Paulo na frente. (Foto: Marcos Ribolli).

Edson Silva comemora gol que deixou o São Paulo na frente. (Foto: Marcos Ribolli).

Para continuar lutando pelo título Muricy optou por Luis Fabiano no lugar de Pato e foi para o ataque, aos cinco minutos Kaká cobrou falta do lado esquerdo de campo para área, a zaga dividiu com a zaga e a bola se apresentou para Souza que de perna esquerda encheu o pé rasteiro para fazer o gol. São Paulo 1 x 0 Corinthians.

O gol são-paulino acordou o Corinthians, quatro minutos depois chegou pelo lado esquerdo com cruzamento rasteiro de Fabio Santos que cruzou toda área pequena de DÊnis sem que nenhum atacante pudesse tocar.

A próxima oportunidade só foi surgir aos 33 minutos, Guerreiro dominou no peito nas costas de Antônio Carlos domina e da lindo passe para Malcon, o garoto bate, Dênis defende e a bola bate na mão de Antônio Carlos e o Juiz inventa um pênalti. Na batida Fabio Santos chuta e empata a partida. Corinthians 1×1 São Paulo.

O Corinthians jogava melhor e aos 43 minutos Denis foi exigido novamente, Guerreiro caiu pela direita, avançou e bateu, o goleiro tricolor defendeu e Kardec afastou. Dois minutos depois Kaká cruza falta na área, a defesa corintiana deu bobeira e Edson Silva aparece na segunda trave e chuta de pé esquerdo para o gol. São Paulo 2 x 1 Corinthians.

Segunda etapa

Alvaro Pereira ironiza decisão do juiz ao expulsá-lo e marcar penalti que gerou o empate ao Corinthians. (Foto: Marcos Ribolli).

Alvaro Pereira ironiza decisão do juiz ao expulsá-lo e marcar penalti que gerou o empate ao Corinthians. (Foto: Marcos Ribolli).

Correndo atrás no placar o Corinthians se lançou ao ataque e por pouco o empate não aconteceu aos sete minutos, Ralf deu um chutão para frente Edson Silva deu bobeira e Malcon ganhou na velocidade e chutou de pé esquerdo para linda defesa de Denis para escanteio.

Jogando com a proposta do contrataque o São Paulo jogava muito atrás, na oportunidade que teve no escanteio, quem saiu no contrataque foi o Corinthians, Danilo lançou para Guerreiro que invadiu a área e ao bater Álvaro Pereira deu o carrinho tocou a bola, mas na sequência pegou o atacante, o juiz Luis Flavio deu o pênalti e expulsou o lateral.

Guerreiro comemora gol da virada. *Foto: Marcos Ribolli).

Guerreiro comemora gol da virada. *Foto: Marcos Ribolli).

Com um homem a mais em campo o Corinthians seguiu contudo para o ataque, num vacilo de Michel Bastos o Corinthians tomou e avançou Guerreiro recebeu na esquerda e tocou bola para Danilo, o meia devolveu de primeira e Guerreiro saiu cara a cara com Denis para ampliar e virar a partida chutando rasteiro no canto esquerdo do goleiro para o gol. Corinthians 3 x 2 São Paulo.

Após o gol, o Corinthians vencendo se preocupou em manter a bola sob o seu domínio e viu sua vitória ficar mais fácil a não ser pela estupidez de Fábio Santos que foi expulso após dar um carrinho por trás de Auro desnecessariamente, deixando os dois times com dez jogadores faltando seis minutos. Em igualdade de jogadores o São Paulo tentou pressionar, mas esbarrou na defesa corintiana que administrou o resultado.