ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Corinthians vence terceiro clássico seguido em sua nova casa

A vitória deixou o alvinegro paulista em quinto no brasileiro. Ja o Santos resta cumprir tabela.

Por Vladimir da Costa

No último clássico para regional de Corinthians, prevaleceu o coletivo e o brilho do atacante que vem fazendo a diferença. Como Robinho não pode jogar, devido uma lesão, coube a Guerrero o papel de protagonista na partida. O atacante voltou de suspensão ao alvinegro e não decepcionou. No primeiro clássico das duas equipes na Arena em Itaquera o gol marcado no primeiro tempo colocou o timão novamente na briga por uma vaga na libertadores 2015.

A vitória deixa a equipe de São Paulo com 57 pontos, em quinto lugar, fora do G-4 por critérios de desempate. Já o time da Baixada Santista,  segue em o oitavo, com 46 pontos.

Jogadores alvinegros comemoram o gol de Guerrero. (Foto: Alexandre Schneider / Getty Images)

Jogadores alvinegros comemoram o gol de Guerrero. (Foto: Alexandre Schneider / Getty Images)

Agora, os dois times terão uma semana para se preparar para o próximo jogo pelo Brasileiro. No próximo domingo, o Corinthians visita o Bahia na Fonte Nova, às 17h (de Brasília) do domingo. Já o Santos, por sua vez, pega o líder Cruzeiro no mesmo dia e horário para tentar se vingar da eliminação na Copa do Brasil.

A partida

Jogando em território “inimigo” o Santos teve mais posse de bola no primeiro tempo. Mesmo assim, o Corinthians não demorou para sair na frente. Aos 8 minutos, o zagueiro santista Bruno Uvini tentou sair jogando, perdeu a bola para Renato Augusto que passou pelo zagueiro e cruzou rasteiro na medida para Guerrero só empurrar para abrir o placar e fazer a alegria dos mais de 30 mil corinthianos presentes no estádio.

Com a vantagem no placar o timão continuou a jogar no contra-ataque, explorando bolas longas. Apesar de conseguir chegar a frente com frequência, não conseguia fazer o gol. Malcom era quem teve as melhores chances, mas desperdiçava. O time da Baixada Santista, por sua vez, só teve chances com o meio-campista Lucas Lima, único destaque positivo da equipe. Aos 28 minutos o jogador cobrou falta fechada para assustar Cássio e minutos mais tarde driblou dois zagueiros e bateu colocado para boa defesa de Cássio.

O Santos teve dificuldades para criar neste domingo na Arena Corinthians. (Foto: Getty Images)

O Santos teve dificuldades para criar neste domingo na Arena Corinthians. (Foto: Getty Images)

Na volta para a etapa final, o time mandante mostrou mais ímpeto ofensivo e acumulou boas chances. O Santos mexeu, mas não teve resultado. Pelo contrário. foi ainda pior. O time da vila praticamente se defendeu durante toda a segunda etapa e só teve uma boa chance com Gabriel, que desperdiçou.

A equipe pediu pênalti quando Bruno Uvini chutou e a bola explodiu no cotovelo de Guerrero, que recolheu o braço para próximo do corpo. O árbitro Vinícius Furlan deixou o jogo seguir.

Ao contrário do Corinthians que ajeitou o meio campo e dominou a partida, só não contava com a pontaria ruim de seus atacantes e com noite inspirada de Aranha. Malcom fez boa jogada aos dois minutos, mas finalizou mal. Cinco minutos depois foi a vez de Renato Augusto receber na área e finalizar para ótima defesa de Aranha, que viu a zaga santista impedir a conclusão de Guerrero no rebote.

O goleiro santista fez outra bola defesa minutos depois. Guerrero serviu para Renato Augusto chutar para o goleiro espalmar. Na sequência, o atacante pegou a sobra e viu o arqueiro fazer milagre.

O Santos chegou perto do gol de Cássio apenas aos 23 minutos.Bom cruzamento de Caju, Gabriel desviou e viu a bola tirar tinta da trave de Cássio. Mano colocou Luciano na vaga de Malcom e, em seu primeiro lance, o jogador acertou, com desvio, o travessão de Aranha.

A partida ganhou em emoção nos minutos finais e enquanto Gabriel deu trabalho para Cássio de um lado, Fágner por pouco não aumentou para o Corinthians do outro.

Guerrero só empurra para fazer o gol da vitória corinthians sobre o peixe. (Foto: Alexandre Schneider / Getty Images)

Guerrero só empurra para fazer o gol da vitória corinthians sobre o peixe. (Foto: Alexandre Schneider / Getty Images)

Danilo foi outro que entrou no segundo tempo e teve sua chance, mas que também parou em Aranha. Com bom controle do meio campo, os gols perdidos não fizeram falta e a equipe ganhou o terceiro clássico seguido em seu novo estádio. Anteriormente o timão havia batido o São Paulo e Palmeiras, no mesmo segundo turno do brasileiro.