ÚLTIMAS NOTÍCIAS
De virada, Suíça vence em sua estreia na copa

Mais uma partida empolgante na copa do mundo com um desfecho inesperado.

Por Vladimir da Costa

Na abertura do grupo E, Suíça e Equador se enfrentaram na Arena em Brasília. Seleções que figuram no mesmo grupo da França, tratavam a partida como um passo importante para a classificação para a segunda fase, em caso de vitória de uma das equipes. No primeiro tempo, o gol de Valencia fez com que a pressão inicial do time Sul-americano se transformasse em retranca. O time suíço foi pra cima, não botaram muita fé no goleiro Dominguez e com muitos chutes de fora da área, tentavam o empate que não veio na primeira etapa.

Mas veio na segunda. O jogador que entrou no intervalo, Mehmedi, conseguiu achar um cabeceio no primeiro lance da segunda etapa para deixar tudo igual. A partida seguia aberta, com boas chances para as duas equipes, mas apesar disso o empate parecia ser o placar mais justo quando o lance mais incrível da partida aconteceu.

Festa suiça no estádio Mané Garrincha. A equipe conseguiu a virada no último lance do jogo (Foto: AFP PHOTO / EVARISTO SA)

Festa suiça no estádio Mané Garrincha. A equipe conseguiu a virada no último lance do jogo (Foto: AFP PHOTO / EVARISTO SA)

Aos 46 minutos, Antonio Valencia partiu livre, em disparada pela direita e tocou, nos pés de Arroyo para marcar, mas o jogador que entrou no segundo tempo, se atrapalhou todo e acabou perdendo a bola para Shaqiri, que começou o contra-ataque na base da velocidade a bola chegou nos pés de Behrami que cruzou rasteiro, a bola chegou dentro da pequena área e Seferovic estufou a rede para virar a partida e decretar a vitória da seleção da Suíça na partida.

A partida

Com maioria torcendo para o time equatoriano no estádio Mané Garrincha, o time de Ayovi foi pra cima dos suíços que não conseguiam trocar passes. Com marcação sobre pressão de ambos os lados os lançamentos longos eram uma máxima nos minutos iniciais.

A partida seguia sem muitas opções de ataque. O toque de bola do lado suíço era contra-atacado pelo correria equatoriana, que não conseguia finalizar a gol. Até que aos 22 minutos, conseguiu tirar o zero do placar.

No cruzamento de falta pela ponta esquerda de Ayovi, Enner Valencia subiu sozinho, cabeceando para o chão, para abrir o placar para felicidade da maioria presente no estádio.

Com o gol, o Equador se retraiu para a defesa e viu a Suíça apertar. Com chutes de longa distância o time que jogada inteiramente de vermelho, buscava o gol de empate. Inler, pela esquerda fez jogada individual e quase empatou a partida. Domínguez se esticou todo para fazer defesa no canto esquerdo.

No seu primeiro toque na bola, Admir Mehmedi comemora gol de empate da Suíça.  (Foto: AP Photo/Michael Sohn)

A Suíça pressionava, tinha chances em cruzamentos, tanto de escanteios, como em jogadas de linha de fundo, mas não conseguia acertar nenhum. O Equador por sua vez, não conseguia acertar um contra-ataque para surpreender, mas se defendia bem e foi assim até o final da primeira etapa.

Com alterações, o técnico suíço teve melhor sorte e o jogador que havia acabado de entrar, tratou de deixar tudo igual. Mehmedi, na pequena área, completou cruzamento na pequena área, venceu o goleiro Dominguez e empatou a partida.

Com a igualdade, o Equador passou a atacar mais. A Suíça por sua vez, com mais homens no meio campo dominava a partida, mas diferentemente do primeiro tempo, onde a equipe chutava de todos os lados, o time valorizava a bola e pouco finalizava a gol. Assim como os equatorianos, que tinham muita dificuldade em atacar apesar da partida mais aberta para os dois lados.

Quando tudo conspirava para o primeiro empate na copa do mundo, o inesperado entrou em campo. Nos acréscimos, o Equador partiu em velocidade, mas não soube aproveitar sua chance. A suíça, teve uma oportunidade parecida, mas teve melhor sorte, ou mais competência. Seferovic finalizou um contra-ataque arrasador e garantiu a vitória suíça em mais uma virada na copa do mundo.

SUÍÇA 2 X 1 EQUADOR

Suíça: Benaglio; Lichtsteiner, Djourou, Von Bergen e Ricardo Rodriguez; Inler, Behrami, Stocker (Mehmedi) e Xhaka; Shaqiri e Drmic (Seferovic). Técnico: Ottmar Hitzfeld

Equador: Domínguez; Paredes, Guagua, Erazo e Walter Ayoví; Gruezo, Noboa, Montero (Rojas) e Antonio Valencia; Enner Valencia e Caicedo (Arroyo). Técnico: Reinaldo Rueda

Data: 15/06/2014 – 13h

Local: Mané Garrincha (Brasília)

Árbitro: Ravshan Irmatov (UZB)

Auxiliares: Abduxamidullo Rasulov (UZB) e Bakhadyr Kochkarov (QRQ)

Cartões Amarelos: Djourou (Suíça) e Paredes (Equador)

Gols: Enner Valencia, aos 21 min do 1º tempo; Mehmedi aos 2 min e Seferovic aos 47 min do 2º tempo