ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Del Bosque inova, mas para na marcação italiana

O técnico espanhol escalou o time sem atacantes

Por Anderson Marinho

Espanha e Itália fizeram um duelo muito equilibrado, em jogo válido pela abertura do grupo C da Eurocopa 2012, o placar final em 1 x 1 reflete o desempenho das equipes em campo, mas certamente satisfez mais aos italianos, que conseguiram cumprir a proposta de jogo do técnico Cesare Prandelli, marcando forte e saindo nos contra-ataques, e saíram de campo com excelente resultado diante dos favoritos ao titulo.

Tática Espanha

A Espanha optou por um esquema de jogo diferente do habitual, sem um atacante de origem, o técnico Vivente Del Bosque armou o time com um 4-3-3, com Cesc Fabregas atuando como um falso centroavante, semelhante formação utilizada pelo Barcelona.

A “Squadra Azzurra” entrou em campo com um 5-3-2, variando para um 3-5-2, com Maggio e Giaccherini atuando como laterais e passando à ala quando a equipe detinha a posse de bola. O ferrolho italiano foi composto ainda por Bonucci, Chiellini e De Rossi, atuando como líbero, na zaga e mais uma linha de três volantes, com Marchisio, Thiago Motta e Pirlo.

Tática Itália

Com o meio de campo congestionado a Espanha não conseguiu impor o seu estilo de jogo, a troca de passes era praticamente impossível. Já os italianos, além fazer uma boa marcação, tiveram mais chances de abrir o placar no primeiro tempo, principalmente nas jogadas de contra-ataque, apostando na velocidade de Cassano.

A etapa complementar começou com a Espanha pressionando, mas sentindo a falta de um finalizador, nos 10 primeiros minutos só deu Fúria, mas nada de gol.

Entretanto, o treinador italiano sacou Balotelli e colocou Antonio Di Natale, aos 15 minutos o atacante da Udinese recebeu um lido passe de Pirlo, em profundidade e invadiu a área na diagonal, para tocar com categoria na saída de Casillas, abrindo o marcador.

Os espanhóis não se deixaram abater e foram em busca do empate, que veio logo em seguida, após uma bela troca de passes, talvez o único momento em que prevaleceu o estilo proposto pelo time, quando Iniesta colocou Fabregas na cara do gol para finalizar de primeira e deixar tudo igual.

Confronto Tático entre Espanha x Itália

A Espanha modificou a forma de jogo aos 29 minutos, com a entrada de Fernando Torres no lugar de Fabregas, e passou a levar mais perigo à defesa adversária, porém não conseguiu converter as oportunidades criadas em gols.

Foi uma partida de futebol, com cara de xadrez, onde a estratégia dos treinadores deu a tônica do jogo, e, apesar do empate, Cesare Prandelli pode se considerar o vencedor nesse primeiro desafio.

Já Vicente Del Bosque, apesar de o resultado não ser nada fora do normal, deve rever a formação para a sequência da competição.

If you don’t want check this your work to appear on a site indefinitely, then you might want to clear that up with your editor