ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Desespero toma conta do Verdão

Romarinho marca, timão vence o Derby e complica de vez a situação do Palmeiras

Por Anderson Marinho

Artur se desespera após perder gol. Foto: Marcos Ríbolli / Globoesporte.com

O Palmeiras recebeu o Corinthians no estádio do Pacaembu, em São Paulo, em partida válida pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro 2012 e perdeu mais uma batalha na luta contra o rebaixamento.

Comandado pelo treinador interino Narciso, após a demissão de Luiz Felipe Scolari na última quinta-feira, o verdão contava com o retorno do capitão Marcos Assunção, recuperado de contusão, mas não suportou a pressão pelo resultado e caiu diante do seu próprio desequilíbrio.

Do outro lado do clássico o Timão, sem pretensões no campeonato nacional, tinha como principal objetivo dificultar a reação do rival na competição e o técnico Tite mandou à campo o que tinha de melhor, com as ausências de Chicão, submetido a uma cirurgia de hérnia inguinal, Alessandro e Emerson Sheik suspensos. Roamarinho, que começou entre os titulares, comandou a vitória da equipe.

O jogo.

O Derby começou truncado, com muita disputa no meio de campo e sucessivas faltas de ambas as equipes, com promessa de muito trabalho para o trio comandado pelo árbitro Marcelo Aparecido de Souza.

O Palmeiras tomou a iniciativa e partiu pra cima do adversário em busca do resultado, mas não conseguia acertar o ultimo passe para finalizar.

Aos 17 minutos, em disputa com o zagueiro Wallace, Luan caiu dentro da grande área e recebeu o cartão amarelo por simulação.

O alviverde seguia no campo de ataque, mas sem levar perigo, quando, aos 19 minutos, Douglas avançou pela esquerda, driblou Artur e cruzou para Paulinho, livre, o volante cabeceou pra fora.

Aos 20 minutos, Romarinho, que há oito jogos não marcava, aproveitou um rebote após disputa entre Juninho e Juan Martínez e chutou cruzado no canto direito de Bruno, abrindo o marcador para o timão no Pacaembu. Palmeiras 0 x 1 Corinthians.

Na comemoração o corintiano provocou a torcida mandante e esquentou de vez os ânimos no estádio Paulo Machado de Carvalho. Na confusão generalizada Luan foi pra cima do atacante alvinegro, que recebeu cartão amarelo.

Seis minutos depois Luan, visivelmente descontrolado, se envolveu em confusão com o lateral direito Guilherme Andrade, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, deixando o verdão com um homem a menos.

A tensão tomou conta do clássico e o árbitro distribuiu muitos cartões amarelos na tentativa de manter o controle da partida, Hernán Barcos, Artur, Martínez e Cássio foram advertidos ainda na primeira etapa.

Mesmo com a inferioridade numérica em campo o Palmeiras manteve o ímpeto e equilibrou o jogo. Aos 32 minutos, Barcos avançou pela direita, driblou Wallace e bateu com força, por cima do gol de Cássio.

Dois minutos depois o argentino fez nova jogada pela direita e serviu Artur que chutou cruzado para boa defesa do goleiro alvinegro.

A melhor oportunidade do Palmeiras veio aos 42 minutos, após cruzamento de Marcos Assunção, Henrique desviou de cabeça a bola bateu na trave direita da meta defendida por Cássio e saiu pela linha de fundo, quase o empate do verdão.

Romarinho e Luan foram os personagens do primeiro tempo no Pacaembu. O primeiro se firmando como carrasco do verdão, após marcar o seu quarto gol contra o rival em três jogos disputados, foi o grande destaque da equipe alvinegra.

Já o camisa 11 alviverde foi expulso, em lance polêmico, após demonstrar um claro desequilíbrio emocional que reflete o momento de pressão que o time atravessa no campeonato.

Apesar do nervosismo o Palmeiras fez uma boa exibição na primeira etapa e poderia ter obtido um resultado melhor, se não tivesse caído na provocação do adversário.

 

Etapa complementar

Romarinho Comemora primeiro gol do timão. Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

O Corinthians voltou para o segundo tempo com Jorge Henrique na vaga de Jun Martínez. O Palmeiras manteve o mesmo time que foi para o intervalo.

Logo com um minuto de jogo, Ralf fez falta dura e recebeu o cartão amarelo.

O Corinthians começou melhor e aos 3 minutos, Romarinho, de novo ele, recebeu passe de calcanhar de Jorge Henrique e bateu com perigo, por cima do gol de Bruno, quase o segundo gol corintiano.

Um minuto depois, Juninho errou passe dentro da grande área e deu de presente para Jorge Henrique que chutou para boa defesa de Bruno.

Nervoso, sem conseguir sair do campo de defesa, o Palmeiras sentiu a pressão e aos 8 minutos, João Vitor errou o passe na saída de bola e a entregou para Romarinho, o atacante tocou para Douglas que cruzou para Paulinho, de cabeça, ampliar a vantagem do timão. Palmeiras 0 x 2 Corinthians.

Aos 13 minutos, Narciso sacou Correa para a entrada de Tiago Real.

Após o segundo gol o Corinthians passou a controlar as ações sem dar espaços para o rival que, desorganizado em campo, demonstrava muita vontade, mas não levava perigo.

O treinador alviverde modificou o time novamente aos 21 minutos com a entrada de Obina na vaga de Marcos Assunção, voltando de contusão, que saiu sentindo o desgaste da partida.

O Palmeiras voltou a finalizar aos 25 minutos, sem Assunção, Henrique cobrou falta por cima do gol alvinegro.

Um minuto depois, Valdivia, em uma boa jornada, arriscou de fora da área e obrigou Cássio a fazer uma grande defesa evitando o gol palmeirense.

O Palmeiras melhorou com as substituições, principalmente pela boa movimentação do meia Tiago Real. Aos 30 minutos João Vitor, muito vaiado, saiu para a entrada de Márcio Araújo.

O Verdão foi ao ataque com Tiago Real, ele cruzou para Artur que ajeitou para Valdivia, livre, cabecear, com perigo, sobre a meta de Cássio.

Aos 34 minutos, Márcio Araújo fez boa jogada pela direita e tentou cruzar, mas Guilherme Andrade fez o corte, com a mão, gerando muitas reclamações no Pacaembu.

Em seguida o técnico Tite tirou Romarinho, carrasco do verdão, para a entrada de Giovanni e Douglas deu lugar á Edenílson.

Aos 40 minutos, Valdivia acionou Obina, dentro da grande área, sem ângulo o atacante finalizou para fora.

Aos 43 minutos, Obina ganhou disputa com Paulo André e cruzou para Valdivia que dominou e diminuiu para o verdão. Marcelo Aparecido de Souza confirmou o gol, mas voltou atrás, mancando falta de Obina no lance, após ser avisado por um dos seus assistentes. 

O lance gerou muita revolta por parte dos palmeirenses, mas ficou nisso. Palmeiras 0 x 2 Corinthians.

O resultado do jogo foi construído pelo oportunismo do Corinthians, que não fez uma grande partida, mas soube aproveitar o nervosismo do adversário e as oportunidades criadas no momento certo para garantir o triunfo e afundar ainda mais o rival.

Já o Palmeiras, que chegou a sua 15ª derrota no Brasileirão e segue na zona de rebaixamento à frente apenas do Atlético-GO, perdeu para o seu próprio descontrole, como no lance da expulsão do atacante Luan, e para muitos pelas marcações equivocadas da arbitragem.

O verdão, que demonstrou muita vontade e disposição em campo, mesmo com uma a menos desde o primeiro tempo, sairia de campo ovacionado pela sua exibição, não fosse do drama do rebaixamento.

O Timão ocupa provisoriamente a 9ª posição na tabela de classificação com 35 pontos. No próximo domingo a equipe vai ao Engenhão, no Rio de Janeiro, às 16h00 para enfrentar o Botafogo pela 26ª rodada.

O Palmeiras, 19º com 20 pontos, visita o Figueirense, 18º colocado, sábado às 18h30, no estádio Orlando Scarpeli, em Florianópolis, em um confronto direto na briga pela permanecia na elite do futebol brasileiro.

Ficha técnica

PALMEIRAS 0 x 2 CORINTHIANS

Gols

CORINTHIANS:
Romarinho, aos 21min do 1º tempo; e Paulinho, aos 8min do 2º tempo

PALMEIRAS: Bruno; Artur, Maurício Ramos, Henrique e Juninho; João Vitor (Márcio Araújo), Corrêa (Tiago Real), Marcos Assunção (Obina) e Valdivia; Luan e Barcos
Treinador: Narciso (interino)

CORINTHIANS: Cássio; Guilherme Andrade, Paulo André, Wallace e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Douglas (Edenílson) e Danilo; Martinez (Jorge Henrique) e Romarinho (Giovanni)
Treinador: Tite

Cartões amarelos
PALMEIRAS: Artur, Luan, Obina e Barcos
CORINTHIANS: Cássio, Guilherme Andrade, Fábioo Santos, Danilo, Ralf, Romarinho e Martinez

Cartão vermelho
PALMEIRAS: Luan

Árbitro
Marcelo Aparecido de Souza

Local
Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)