ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Dortmund passeia pra cima do Zenit na Champions League.

Time alemão abre excelente vantagem no jogo de ida das oitavas de final da competição europeia.

Por Paulo Edson Delazari
Lewandowisk comemora seu gol sobre os russos. (Foto: Getty)

Lewandowisk comemora seu gol sobre os russos. (Foto: Getty)

Marco Reus e Robert Lewandowski brilham em vitória sobre o Zenit. A dupla do Borussia Dortmund ajudou foram fundamentais no resultado de  4 a 2 em pleno Estádio Petrovsky, nesta terça-feira, pelas oitavas de final da Champions League, abrindo grande vantagem no duelo.

Reus, o meia alemão, marcou um gol e deu assistência para outros dois. Já Lewandowski marcou duas vezes. Henrikh Mkhitaryan, com uma bola na rede, também teve boa atuação. Shatov e Hulk,  descontaram para os russos.

Nem mesmo o revés para o Hamburgo no fim de semana e a ausência de cinco titulares lesionados (Hummels, Subotic, Bender, Gundogan e Blaszczykowski) pesaram para uma atuação dominante do atual vice-campeão europeu. Já a equipe de São Petrsburgo, que não jogava uma partida oficial desde 11 de dezembro (76 dias) por conta da pausa de inverno do Campeonato Russo, sentiu a falta de ritmo.

O resultado ainda mantém o ótimo desempenho dos visitantes nas oitavas de final desta edição da Champions. Isso porque todos os times que fizeram o primeiro confronto fora de casa venceram. Além do Dortmund, Barcelona, Bayern de Munique, Paris Saint-Germain e Atlético de Madri triunfaram.

A novidade dos mandantes ficou por conta de José Salomón Rondón, que foi contratado junto ao Rubin Kazan em janeiro por 18 milhões de euros. O venezuelano foi titular e fez sua estreia pela nova equipe.

O duelo de volta ocorrerá no dia 19 de março (quarta-feira), no Signal Iduna Park, em Dortmund, às 16h45 (de Brasília). Os mandantes poderão perder por um gol de diferença ou pelos placares de 2 a 0 e 3 a 1 que avançarão às quartas de final da competição europeia.

O jogo

Marco Reus e Robert Lewandowski brilham em vitória sobre o Zenit. A dupla do Borussia Dortmund ajudou foram fundamentais no resultado de  4 a 2 em pleno Estádio Petrovsky, nesta terça-feira, pelas oitavas de final da Champions League, abrindo grande vantagem no duelo. (Foto: Getty)

Marco Reus e Robert Lewandowski brilham em vitória sobre o Zenit. (Foto: Getty)

Derrotado por 3 a 0 pelo Hamburgo, o Borussia Dortmund confirmou as declarações de seus jogadores de que isso era passado e mostrou uma postura segura desde o início. Com o adversário neutralizado, o time alemão soube aproveitar suas primeiras chances para construir uma boa vantagem.

Aos quatro minutos, Reus fez bela jogada inidividual, invadiu a área fugindo de todos os marcadores e caiu no momento da finalização. Porém, Mkhitaryan ficou com a sobra e concluiu no canto direito do goleiro Lodygin para abrir o placar.

Mal sentiu o golpe de um gol logo no início, o Zenit viu sua situação se complicar ainda mais 70 segundos depois. Mkhitaryan desceu pela direita, cruzou, e Grosskreutz deu bela assistência para Reus concluir ao fundo da rede.

Após abrir 2 a 0, o Dortmund teve uma postura tranquila e focou em neutralizar o adversário – Hulk, por exemplo, foi anulado por Schmelzer durante toda a primeira etapa. Para piorar, Arshavin sentiu uma lesão e precisou deixar o campo logo com 15 minutos. Spalletti fechou mais o time e colocou o volante Tymoshchuk em seu lugar.

O Zenit sequer conseguiu assustar Weidenfeller durante os primeiros 45 minutos. Já o Dortmund, mesmo se preocupando mais em administrar a vantagem, seguiu no controle do jogo e ainda criou duas boas chances com Reus.

Na volta do intervalo, a equipe da casa até mudou a postura e passou a sair mais para o jogo, incomodando o adversário. Assim, conseguiu descontar aos 12 minutos. Rondón foi lançado na área, em impedimento, e chutou para defesa de Weidenfeller. No rebote, o próprio venezuelano mandou na trave. Na terceira tentativa, Shatov arrematou forte e mandou ao fundo do alvo.

Porém, o time russo mal pôde comemorar e viu o Dortmund, que aproveitou os espaços deixados por um Zenit mais aberto, marcar mais um gol. Aos 16 minutos, Piszczek cruzou rasteiro, e Lewandowski desviou para o fundo da rede.

A partida ainda guardaria mais momentos de emoção. Aos 23, o árbitro marcou pênalti duvidoso quando Piszczek trombou com Fayzulin na área. Alheiro à polêmica, Hulk soltou a pancada no ângulo e marcou mais um para os mandantes.

No entanto, os russos voltariam a adotar postura ousada e pagariam novamente por isso. Com a defesa adversária aberta, Reus acionou Lewandowski na área, e o polonês apenas bateu cruzado na saída de Logydin aos 26 minutos para dar números finais à partida.

FICHA TÉCNICA
ZENIT ST. PETESBURGO 2 X 4 BORUSSIA DORTMUND

Local: Petrovsky Stadium, em St. Petesburgo (Rússia)
Data: 25 de fevereiro de 2014, terça-feira
Horário: 14 horas (de Brasília)
Árbitro: William Collum (Escócia)
Assistentes: Martin Cryans (Escócia) e William Conquer (Escócia)
Cartões amarelos: Fayzulin e Anyukov (Zenit); Piszczek (Borussia Dortmund)
GOLS: Shatov, aos 12, e Hulk, aos 24 minutos da segunda etapa (Zenit)
Mkhitaryan, aos quatro, Marco Reus, aos cinco minutos do primeiro tempo; Lewandowski aos 16 e 26 minutos da segunda etapa (Borussia Dortmund)

ZENIT: Lodygin; Anyukov (Smolnikov), Luis Neto, Lombaerts e Criscito; Fayzulin (Kerzhakov) e Witsel, Hulk, Shatov e Arshavin (Tymoshchuk); Rondón
Técnico: Luciano Spalletti

BORUSSIA DORTMUND: Weidenfeller; Piszczek, Sokratis, Friedrich e Schmelzer; Kehl e Sahin; Grosskreutz (Durm), Mkhitaryan (Aubameyang) e Reus (Jonas Hofmann); Lewandowski
Técnico: Jurgen Klopp