ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Elenco forte garante trunfo do Corinthians

Corinthians faz dois, perde pênalti, mas vence São Bernardo com tranquilidade

Por Vladimir da Costa

De olho na primeira colocação do grupo da Libertadores o Corinthians entrou em campo neste domingo pelo campeonato Paulista querendo confirmar a vaga para a próxima fase.

Com Paulinho Ralf e Pato que defenderam a seleção brasileira ontem contra a Bolívia, Tite resolveu manter a base e colocou no comando do ataque, Paolo Guerrero e Romarinho, que ganhava mais uma chance no time titular para pegar o São Bernardo, que precisava da vitória para seguir na elite do futebol paulista.

Os gols de Jorge Henrique, no primeiro tempo, e Guerrero, nos minutos finais, deram a justa vitória à equipe alvinegra e a classificação antecipada para a próxima fase. O resultado leva a equipe de Tite aos 32 pontos, oito a mais do que o Linense, primeiro time fora da zona de classificação. O São Bernardo permanece com 17, ainda sob risco de rebaixamento.

A partida

Jogadores corinthianos se abraçam depois do gol de Jorge Henrique (Foto: Fernando Donasci/UOL)

Sem o meio campo titular o Corinthians começou a partida valorizando o toque de bola, buscando uma brecha na zaga adversária que só pressionava quando o timão chegava no ataque. O São Bernardo quando tinha a bola buscava lançamentos longos, para seus bons atacantes, Fernando Baiano e Gil.

Sem movimentação dos homens de frente o timão seguia com a bola sem criar chances efetivas de gol. Do outro lado, o time do ABC paulista jogava para encaixar um contra-ataque.

Em uma dessas chances, quase abriu o placar. Aos 17 minutos, Bady cruzou da esquerda, Ricardinho subiu e cabeceou para o chão. A bola bateu na trave esquerda de Julio Cesar. Quase o primeiro gol da partida.

Com Romarinho jogando mais recuado, o Corinthians passou a criar mais e a partida mudou de figura. Com o jogador atuando pelo setor, o timão criou espaços e deixou os atacantes mais livres. Numa dessas oportunidades, Foi o Jorge Henrique teve caminho aberto para arriscar de fora da área e fazer 1 a 0 Corinthians, aos 37 minutos.

Novamente com Romarinho o Corinthians poderia ter ampliado o jogo antes do intervalo. O atacante sofreu pênalti de Dudu aos 42 minutos, mas Paolo Guerrero bateu muito mal e chutou nas mãos do goleiro.

No segundo tempo, Fernando Baiano teve a chance de empatar logo aos três minutos, mas Julio Cesar e apela trave salvaram o Corinthians.

Romarinho fez boa partida e ajudou o Corinthians a vencer no Pacaembu (Foto: Fernando Donasci/UOL)

Logo depois, Tite usou a experiência que tinha no banco de reservas e ganhou o jogo ali. Danilo substituiu Giovanni e deu a posse de bola que o Timão e seu técnico tanto queriam.

Mesmo sem aparecer tanto para a torcida, ele foi decisivo: manteve a posse de bola para sua equipe, acionou Romarinho em várias oportunidades. Apesar do bom desempenho, o magro 1 a 0 incomodava a equipe que empatou boa parte dos seus jogos.

Guerrero ia acumulando chances perdidas. O pênalti perdido o deixou engasgado, nervoso a cada chance perdida, mas ele insistiu, fazendo jus ao nome, e acabou recompensado aos 42. Romarinho recebeu de Danilo, mas adiantou demais a bola. O peruano vinha atrás e só empurrou para o gol.

O Corinthians volta a campo na quarta-feira, para enfrentar o San José, às 22h no Pacaembu. Pelo estadual, tem jogo no próximo domingo: contra o Linense, no interior paulista. O São Bernardo recebe o Mogi Mirim também no domingo, às 18h30m, no ABC.