ÚLTIMAS NOTÍCIAS
São Paulo e Corinthians não saem do zero no Morumbi

Tricolor e Timão fazem partida equilibrada, com mais um pênalti perdido por Rogério.

Por Vladimir da Costa

Em dois tempos muito distintos, onde o primeiro foi de pressão e grandes chances criadas e perdidas pelo tricolor, que dominou os 45 minutos iniciais, mas faltou qualidade e calma para empurrar a bola para o dentro.

Muito diferente da segunda etapa. Os donos da casa viram um Corinthians mais ligado. Emerson Sheik teve ao menos duas grandes chances de marcar, uma Rogério pegou, a outra o atacante conseguiu perder sozinho.

Aloisio disputa a bola com o zagueiro Gil em partida que terminou empatada no Morumbi Simon Plestenjak

Aloisio disputa a bola com o zagueiro Gil em partida que terminou empatada no Morumbi. (Foto: Simon Plestenjak/UOL)

Mas, o torcedor são-paulino deixou o estádio mais uma vez com o gosto amargo de que poderia ter tido melhor chance. Pênalti aos 42 minutos do segundo tempo. Rogério foi pra bola e perdeu mais um, o quarto seguido. Para felicidade alvinegra. Com o empate sem gols, o São Paulo chegou aos 34 pontos e segue fora da zona de rebaixamento. Três pontos acima, não muito tranquilo está o Corinthians, com 37.

O Jogo

Numa bela tarde de sol em São Paulo, a partida começou com o tricolor melhor. Marcando no campo de ataque, os donos da casa forçavam o alvinegro a fazerem lançamentos longos, o que facilitava para a zaga são-paulina.

Com Maicon e Ganso participando ativamente do jogo, o São Paulo criou a primeira boa chance aos oito minutos. O camisa 18 fez boa jogada e rolou para Jadson, que livre de marcação teve tempo para ajeitar e bater, mas a bola saiu a esquerda do gol de Cássio.

Maicon fez bom primeiro tempo, mas bem marcado, sumiu no segundo (Foto: Simon Plestenjak/UOL)

Maicon fez bom primeiro tempo, mas bem marcado, sumiu no segundo (Foto: Simon Plestenjak/UOL)

Do lado de fora, Tite observava que sua equipe tinha dificuldade na marcação, principalmente pelo lado direito da defesa. Ademilson que jogava bem aberto quando recebia a bola era bem perigoso. Sem atacante de área o São Paulo arriscava mais pelo meio e com bolas longas e rasteiras. Já o Corinthians buscava surpreender no contra-ataque, na velocidade de Emerson e Romarinho.

Aos 22 minutos foi a vez de Maicon arriscar de fora da área. A bola passou perto do gol, animando a torcida que lotava as dependências do estádio. O jogo seguia brigado, que apesar de muita disposição das duas equipes e algumas jogadas mais ríspidas, a partida era de poucas faltas.

O Corinthians criou sua melhor chance de gol aos 28 minutos. Romarinho recebeu na ponta direita, passou pelo marcador e arrancou em velocidade, invadiu a área e bateu para o gol a meia altura para defesa de Rogério. Sheik foi a loucura no meio da área.

O São Paulo respondeu no minuto seguinte. Douglas foi na linha de fundo e cruzou na cabeça de Maicon, o vontade estava sozinho, mas furou a cabeçada, desperdiçando uma ótima chance.

Os donos da casa continuam marcando em cima e em busca do primeiro gol do jogo. Aos 30 minutos foi a vez de Edemilson ter sua oportunidade. Jadson lançou o atacante no meio da área, mas pressionado por dois, acabou batendo em cima do goleiro corinthiano.

O São Paulo seguia melhor, com maior volume de jogo, mas com o passar do tempo, passou a tocar mais e procurar espaços para encontrar alguém livre de marcação, o que não acontecia, já que a defesa do Corinthians se mantinha firme e bem postada.

No segundo tempo o Corinthians mudou a tática. Passou a valorizar mais a posse de bola. Com quatro homens no meio campo, o alvinegro tinha suas investidas mais meio.

Cara a cara com Rogério, Emerson mandou a bola para fora na melhor chance do Corinthians Simon Plestenjak

Cara a cara com Rogério, Emerson mandou a bola para fora na melhor chance do Corinthians. (Foto: Simon Plestenjak/UOL)

Diferente do primeiro tempo, o São Paulo tinha dificuldades para criar. Jadson já não aparecia com a mesma força da primeira etapa, assim como Maicon, que foi obrigado a marcar dado a maior postura ofensiva do adversário.

Aos 16 minutos, o Corinthians perdeu uma boa chance de marcar. Rodrigo Caio escorregou e a bola caiu nos pés de Emerson que dominou e bateu em cima do Rogério.

O Corinthians seguia melhor e tinha na bola parada as melhores chances. Aos 25 minutos, Diego Macedo que havia entrado no lugar de Danilo levantou, a zaga cortou parcialmente e Paulo André pegou de primeira, da entrada da área, levando muito perigo.

Dois minutos mais tarde, a melhor chance do Timão. O São Paulo errou na saída de bola no meio, novamente Diego Macedo deu belo passe para Emerson que disparou em direção do gol, invadiu a área e bateu, mas a bola pegou no lado do pé do atacante e saiu por muito. Grande chance desperdiçada pelo ataque corinthiano.

O Corinthians mandava no segundo tempo. Aos 36 minutos em nova cobrança de falta erguida na área, a bola chegou em Paulo André que se esticou todo para cabecear para ótima interversão do camisa 1 tricolor.

Cara de poucos amigos de Rogério apos perder mais um pênalti. Simon Plestenjak

Cara de poucos amigos de Rogério apos perder mais um pênalti. (Foto: Simon Plestenjak/UOL)

Nós últimos minutos a partida caiu de rendimento. Ambas equipes pareciam satisfeitas com o resultado. Com muito toque de lado e poucas jogadas de ataque, o São Paulo não conseguia chegar na área do Corinthians e o alvinegro parecia cansado, as jogadas de velocidade perderam a força e o time passou a tocar de lado, segurando a bola na intermediária.

Lance Capital

Aos 43 minutos, o lance que definiu o empate. EM lance muito discutido, Reinaldo invadiu a área e foi derrubado por Diego Macedo dentro da área. O que gerou revolta dos corinthianos que não aceitavam a marcação.

Pra bola, foi o capitão tricolor. Rogério Ceni, que havia perdido as últimas três cobranças, ajeitou a bola e bateu, no canto direito de Cassio, que pulou e com a ponta dos dedos alcançou a bola que ainda acertou a trave antes de sair. Mais um pênalti perdido, em mais um empate do Corinthians, o oitavo pelo placar de 0 s 0.

Na próxima rodada o São Paulo pega o lanterna Náutico, no Morumbi, às 21h. O Corinthains terá mais uma parada dura. Vai até Porto Alegre para encarar o vice-lider, Grêmio, a Arena, às 21h50min.