ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Em jogo tenso, Atlético-PR e Palmeiras ficam no empate

Em duelo marcado por duas viradas, lances polêmicos e muita confusão o resultado não foi bom para ninguém

Por Anderson Marinho
Gabriel Jesus tenta escapar da marcação. Foto: Lancenet

Gabriel Jesus tenta escapar da marcação. Foto: Lancenet

O Palmeiras foi à Curitiba encarar o Atlético-PR, na Arena da Baixada, em partida válida pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro 2015 e arrancou um empate por 3 a 3 em jogo tumultuado. Os gols do alviverde foram marcados por Robinho, Jackson e Alecsandro. Pelo Furacão, Marcos Guilherme e Ewandro, duas vezes, balançaram as redes.

Com o resultado o verdão chegou aos 49 pontos e ocupa a décima colocação, ficando cada vez mais longe do G-4. Já o Atlético-PR foi á 47 pontos e segue estacionado em décimo segundo lugar.

O jogo

O Palmeiras teve dez dias para se preparar para o duelo, durante este período o time ficou seis dias treinando em Atibaia, e o técnico Marcelo Oliveira esperava corrigir os erros de marcação do alviverde e acertar a criação do meio de campo, principais deficiências da equipe, mas com a bola rolando o verdão não redeu o esperado.

Marcos Guilherme abriu o placar para o Furacão. Foto: Lancenet

Marcos Guilherme abriu o placar para o Furacão. Foto: Lancenet

Com menos de dois minutos, após boa jogada de Walter junto à lateral, Sidiclei recebeu com liberdade na ponta direita, nas costas de Lucas, e cruzou na medida para Marcos Guilherme, livre, tocar com categoria no canto oposto de Fernando Prass para abrir o placar para o Atlético-PR.

O Palmeiras tentou dar a resposta imediatamente, se mandando ao ataque, mas não conseguiu articular as jogadas ofensivas, abusando mais uma vez da bola longa e apostando nos cruzamentos sem êxito.

Em vantagem e bem postado no meio de campo o furacão passou a explorar os contra-ataques e quase ampliou aos 24 minutos em chute de Marcos Guilherme, da entrada da área, que passou com perigo à esquerda da meta de Prass.

Inoperante o alviverde não finalizou nenhuma vez no primeiro tempo e os donos da casa tiveram controle absoluto da partida.

Etapa complementar

Na volta do intervalo Marcelo Oliveira promoveu a entrada de Gabriel Jesus, que iniciou a partida no banco após servir a seleção olímpica durante o período de preparação da equipe, na vaga do apagado Rafael Marques.

A partida recomeçou mais intensa, com os donos da casa levando perigo e o Palmeiras mais vibrante nas disputas de bola.

Robinho comemora o primeiro gol do Verdão. Foto: Lancenet

Robinho comemora o primeiro gol do Verdão. Foto: Lancenet

Aos nove minutos Gabriel Jesus recebeu lançamento na meia direita, se livrou da marcação e tentou invadir a área, a  bola sobrou para Robinho que chegou batendo rasteiro para deixar tudo igual.

Aos 15 minutos, após uma bola rebatida, Dudu saiu cara a cara com Weverton e tocou na saída do arqueiro paranaense, mas a bola saiu à esquerda do gol. Um minuto depois foi a vez de Cristaldo ganhar a disputa com os zagueiros e isolar a finalização.

Acreditando na possibilidade da vitória o treinador palmeirense tirou Amaral e Cristaldo para as entradas de Arouca e Alecsandro. Pelo lado atleticano Cristovão Borges sacou o incontestável zagueiro Kadu para a entrada de Ricardo Silva.

Melhor em campo o Palmeiras seguiu pressionando os donos da casa e aos 30 minutos, após cobrança de escanteio de Zé Roberto pela esquerda, Jackson subiu no segundo pau, nas costas de Ricardo Silva, e desviou de cabeça, rente à trave esquerda da Weverton, para colocar o verdão em vantagem.

Aos 38 minutos o treinador atleticano  promoveu a entrada do atacante Ewandro na vaga de Barrientos. E se tinha errado anteriormente, Cristovão teve estrela na segunda substituição. Logo em sua primeira participação Ewandro recebeu com espaço na meia esquerda e chutou cruzado da entrada da área para deixar tudo igual.

Três minutos depois, após falta no meio de campo, os jogadores do Atlético-PR cobraram rapidamente a falta, Ewandro recebeu com liberdade e chutou na saída de  Prass para marcar o seu segundo no jogo e recolocar o furacão à frente no placar.

O lance gerou muitas reclamações dos palmeirenses e acirrou os ânimos nos últimos minutos de jogo, com muitas faltas e agressões. Aos 48 minutos, durante cobrança de escanteio para o verdão, Jackson deu uma cotovelada em Ricardo Silva e foi expulso.

O Palmeiras seguiu pressionando e um minuto depois Dudu fez o cruzamento da direita, Lucas tentou o giro e na sobra Alecsandro desviou para empatar a partida novamente. Na comemoração os jogadores do alviverde hostilizaram o árbitro Dewson Fernando Freitas e Robinho acabou sendo expulso.

O Palmeiras volta à campo agora no próximo sábado, às 19h30, contra o Cruzeiro no Allianz Parque. Já o Atlético-PR visita o Sport no domingo, às 19h30, na Ilha do Retiro no Recife.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR  3 X 3 PALMEIRAS 

 

Data: 18/11/2015

Horário: 21h (de Brasília)

Competição: Campeonato Brasileiro (35ª rodada)

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)

Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias e Helcio Araujo Neves (ambos do PA)

Cartões amarelos: Cleberson e Daniel Hernández (Atlético-PR); Jackson, Amaral, Dudu e Alecsandro (Palmeiras)

Cartões vermelhos: Jackson e Robinho (Palmeiras).

Gols: Marcos Guilherme, a 1 minuto do primeiro tempo e Robinho, aos oito, Jackson, aos 28, Ewandro, aos 38, aos 41, e Alecsandro, aos 49 minutos do segundo tempo.

 

ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Kadu (Ricardo Silva), Cleberson e Roberto (Daniel Hernández); Otávio, Barrientos (Ewandro), Sidcley, Marcos Guillherme, Nikão; Walter. Técnico: Cristóvão Borges.

 

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Jackson, Vitor Hugo e Zé Roberto; Amaral (Arouca), Matheus Sales, Dudu, Robinho e Rafael Marques (Gabriel Jesus); Cristaldo (Alecsandro). Técnico: Marcelo Oliveira