ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Em noite de Pato, tricolor goleia Danubio no Morumbi

São Paulo faz 4 a 0 e segue firme no grupo da morte da Copa Libertadores.

Por Vladimir da Costa

Diante de equipe mais frágil do grupo mais difícil, o São Paulo fez o dever de casa e goleou o Danubio. Com ótima atuação de Pato e Michel Bastos, principalmente no primeiro tempo, o tricolor não deu chance para a equipe uruguaia. No famoso vira dois, acaba quatro, o tricolor saiu da lanterna do grupo para a liderança.

O que poderia ser complicado, deu lugar a tranquilidade e gols. Depois da estreia ruim na semana passada, Muricy mudou a maneira de jogar e com duas jogadas laterais, o São Paulo dominou o primeiro tempo e fez dois gols, com Alexandre Pato. O primeiro foi uma pintura, principalmente pela jogada que foi toda pela esquerda, que terminou com uma pancada de Pato. O segundo, pela direita, terminou com uma cabeçada do camisa 11 que  ampliou o placar.

Reinaldo e Michel Bastos comemoram mais um gol tricolor na partida (Foto: Ernresto Rodrigues/Folhapress)

Reinaldo e Michel Bastos comemoram mais um gol tricolor na partida. (Foto: Ernresto Rodrigues/Folhapress)

O segundo tempo foi morno. Apesar disso, sem muito esforço, o São Paulo fez mais dois gols. Os destaques do primeiro tempo caíram de produção e novos personagens apareceram. Reinaldo e Jonathan Cafu, fizeram seus gols e o São Paulo goleou a fraca equipe que não conseguiu parar o poderoso ataque tricolor, que fez oito gols, nas duas últimas partidas.

O São Paulo volta a jogar na Libertadores no dia 18 de março. Novamente em casa, contra o San Lourenço.

A partida

E a tensão inicial logo foi embora. Aos quatro minutos, o São Paulo fez um belíssimo gol abrindo o placar no Morumbi. O Danubio começou marcando em cima, dificultando a saída de bola do São Paulo e quando o tricolor colocou a bola no chão, na primeira jogada abriu o placar. Michel Bastos tocou de calcanhar para Reinaldo na ponta esquerda, o lateral avançou, deu uma caneta no marcador e cruzou na medida para a área. A bola chegou “limpa” para Pato que estava livre. O atacante ajeitou o corpo e emendou um sem pulo, estufando as redes e marcando um golaço para alegria da torcida.

Pato emenda um sem pulo para abrir o placar no Morumbi (Foto: NELSON ALMEIDA / AFP PHOTO)

Pato emenda um sem pulo para abrir o placar no Morumbi (Foto: NELSON ALMEIDA / AFP PHOTO)

O gol cedo fez com que o São Paulo continuasse a pressionar o adversário no campo de defesa. Diferentemente das últimas partidas, o São Paulo conseguia criar jogadas pelas laterais, principalmente a esquerda, com Reinaldo e Michel Bastos.

Pouco a pouco o Danubio foi acertando a marcação e o São Paulo não conseguia chegar próximo do gol. O jogo ficou truncado no meio campo. Depois do gol cedo, apenas aos 29 minutos, o tricolor chegou novamente. Ganso deu lançamento para Pato, que tenta encobrir o goleiro Torgnascioli, mas pegou forte na bola que foi sobre o goleiro e sobre o gol.

E depois de encontrar muitas dificuldades para atacar, o São Paulo achou espaço e chegou ao segundo gol, novamente com Pato. Souza viu bem Bruno avançar pela direita. O lateral cruzou na medida para Pato. O atacante cabeceou e ampliou a vantagem.

Diferentemente do primeiro, a etapa complementar começou mais morna. Com a vantagem, o São Paulo valorizava a posse de bola e não tinha pressa em atacar. Buscando espaços, o jogo ficou os primeiros 15  minutos com ganha e perde, o Danubio tentando lançamentos longos e  melhor chance veio com Sosa, cobrando falta do meio da rua, defendida  por Rogério.

O nome do jogo. Pato fez dois e ajudou na vitória tricolor diante do Danubio. (Foto: Ricardo Nogueira/Folhapress)

O nome do jogo. Pato fez dois e ajudou na vitória tricolor diante do Danubio. (Foto: Ricardo Nogueira/Folhapress)

A partida seguia bem abaixo da etapa inicial. Os goleiros pouco participavam do jogo, assim como Michel Bastos, de muito participativo, para sumido no segundo tempo. O ímpeto inicial deu lugar para toques de lado e morosidade na transição defesa ataque.

Apenas aos 25 minutos, o São Paulo conseguiu finalizar e com um desvio, chegou ao terceiro gol. Michel Bastos ficou com a bola na entrada da área e rolou para Reinaldo. O lateral dominou fora da área e chutou. A bola desviou em Joaquín Pereira e engana o goleiro Torgnascioli.

Dois minutos depois, um bate boca numa jogada parada acabou com a expulsão de Hamilton Pereira. O que não estava difícil, ficou facilitado, com o homem a mais.

O jogo seguia sem muita emoção, com amplo domínio tricolor, mas a medida que o jogo ia passando, o São Paulo ia valorizando a posse de bola. Com um a menos, a equipe uruguaia também não aspirava mais nada na partida e apenas aguardava o final do jogo.