ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Em ritmo de férias, Santos empata com Atlético-PR fora

Robinho marcou no primeiro tempo, mas o furacão buscou o empate na Arena Atleticana.

Por Vladimir da Costa

Jogando fora de casa e sem grandes aspirações no campeonato brasileiro, o Santos foi até Curitiba enfrentar o Atlético e mostrou novamente que está aguardando as férias. Assim como os donos da casa.

Jogadores do Santos comemoram o gol marcado por Robinho. (oto: Heuler Andrey / Getty Images)

Jogadores do Santos comemoram o gol marcado por Robinho. (Foto: Heuler Andrey / Getty Images)

Apesar de mostrarem velocidade, principalmente no primeiro tempo, válida pela 35ª rodada, a partida no segundo tempo deu sono. Com muito toque de bola no meio campo e sem jogadas de profundidade, emoção somente nos lances de gols, marcados por Robinho para os visitantes e Cleberson para os anfitriões.

O resultado devolve provisoriamente a oitava colocação ao Santos, que foi aos 47 pontos e leva a melhor nos critérios de desempate sobre o Flamengo, que joga às 22h contra o Atlético-MG. O clube paranaense, por sua vez, segue na décima colocação com o mesmo número de pontos que paulistas e cariocas.

Na 36ª rodada, o Santos “recebe” o São Paulo na Arena Pantanal em confronto agendado para o próximo domingo às 17h (de Brasília). O Atlético-PR vai até Salvador no sábado, onde enfrenta às 21h o Bahia.

A partida

Embora ficasse menos com a bola, o time visitante foi mais agudo na etapa inicial e demonstravam mais vontade. Os dois times dividiram o domínio da partida, porém o Santos, comandado por Robinho desequilibrou e o peixe era mais perigoso. O Atlético-PR tinha velocidade, mas faltou surpreender. As duas equipes tiveram chances.

Apesar do Santos ter mais posse de bola e um ataque rápido, foi com Marcelo Cirino que a partida teve o primeiro lance de perigo. O atacante arriscou de fora da área um belo chute que passou rente à trave de Aranha. Logo depois, Bady também arriscou de longe, mas a bola subiu demais. Os donos da casa abriram mais pelas laterais. Seja no lado esquerdo, com Lucas Olaza, ou no direito, com Sueliton, que foi ao fundo e centrou na medida para Cléo, de cabeça, quase marcar.

Edu Dracena domina a bola em confronto contra o Atlético-PR. (Foto: Heuler Andrey / Getty Images)

Edu Dracena domina a bola em confronto contra o Atlético-PR. (Foto: Heuler Andrey / Getty Images)

O furação seguia em cima do peixe, mas faltava capricho na hora da finalização. Pouco depois, Marcelo repetiu a dose no mesmo lado. Cruzou para Dellatorre entrar batendo, mas a zaga cortou.

Quando o gol dos donos da casa parecia chegar, o Santos marcou. Aos 27 minutos, Aranha cobrou o tiro de meta, Leandro Damião ganhou pelo alto e escorou para Robinho. O camisa 7 ajeitou para chutar e mandou rasteiro à esquerda de Weverton para abrir o placar.

No segundo tempo, O ritmo caiu, mas a partida seguia equilibrada. O Atlético-PR não perdeu tempo e empatou o duelo logo aos 5 minutos. Em uma cobrança de escanteio de Bady, Cleberson ganhou no alto de Souza e mandou no contrapé de Aranha, que sequer tentou buscar a bola.

,