ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Empate com gosto de Série B

Palmeiras sai na frente, perde chances incríveis e cede empate para o Fla

Por Vladimir da Costa

A rodada quase que por completa estava focada em apenas um jogo. É bem verdade que haviam outras partidas com certa relevância, como a estreia de Ganso no São Paulo, a festa do  Fluminense no Rio, mais nenhum jogo foi o mais comentado que o do Palmeiras, em Volta Redonda contra o Flamengo.

Um misto de desespero, esperança e entrega estava presente na expressão dos atletas que estavam em campo e o resultado que todos temiam, aconteceu.

Imagem do torcedor que não acredita na situação da equipe (foto: Fernando Donasci/UOL)

Se em 30 rodadas a equipe não saiu pelas próprias forças seria difícil imaginar que conseguiria se reerguer por “ajuda externa”, de outros clubes.

O Verdão sucumbiu nos seus próprios erros, e muito mais no azar, que acompanha o Palmeiras nas últimas rodadas. Apesar de jogar melhor e demonstrar muita vontade, os 90 minutos, a equipe demonstrava o nervosismo dos atletas. E o que foi apresentado longo das últimas rodadas se confirmou neste domingo. Triste, mas real e que sirva de exemplo para outros grandes clubes.

Agora, só um milagre salva o Palmeiras. Só se a Lusa perder os três jogos que tem, e o Palmeiras vencer os dois que restam, tiram o Verdão da segundona.

A partida

Num campo muito irregular, o Palmeiras começou a partida em cima do Flamengo, buscando o ataque, principalmente pelo lado direto, com Maikon Leite sempre em velocidade nas costas de Marcos González

O Verdão dominava o meio campo. Com Tiago real e Correa, o Palmeiras jogava no campo do Flamengo, mas com os jogadores distantes uns dos outros, muito em função da falta de entrosamento, dificultava a finalização à gol.

A primeira boa oportunidade foi do Palmeiras. Aos 18 minutos, numa boa troca de passes na intermediária, a bola chegou para Tiago Real, o meia deu uma finta no marcador e, da meia lua, bateu colocado. A bola passou muito perto do gol de Paulo Victor.

Valorizando a posse e sem muita pressa, o Flamengo não chegava perto do gol de Bruno.

Vinicius comemora seu gol. A vitória se viesse daria sobrevida para a equipe (Foto: Wagner Meier/AGIF)

Mesmo com mais posse de bola, o Palmeiras não chegava perto do gol, o que obrigava Barcos a sair de dentro da área para pegar a bola, o que dificultava ainda mais as chances de gol.

Aos 30 minutos quase o Verdão abre o placar. Numa jogada individual de Barcos que passou por três adversários, mas acabou sendo bloqueado quando ia finalizar a gol. O Palmeiras seguia melhor, dominava o meio campo e a zaga não sofria para recuperar a bola quando o Flamengo avançava.

O jogo caiu de ritmo e ficou disputado apenas no meio campo. Até os 45 minutos, quando o Flamengo chegou pela esquerda e cruzou, no meio da área, sozinho, Wagner Love isolou a bola. E ficou nisso, apesar de melhor o primeiro tempo inteiro, o Palmeiras pouco criou em chances efetivas de gol.

Segundo tempo

Mais equilibrado, a etapa complementar começou com o Flamengo no ataque, coisa que não aconteceu no primeiro tempo.

Com isso, o Palmeiras tinha mais espaço quanto tinha a bola nos pés, mas faltava velocidade na ligação da zaga pro ataque para pegar a defesa Rubro-negra desarrumada.

Aos oito minutos, uma mudança que não estava prevista. Machucado, Tiago Real deu lugar ao atacante Vinicius.

E num lance polêmico, o Palmeiras reclamou de um pênalti sofrido por Barcos. Na jogada, Vinicius rolou para o argentino na entrada da área, o camisa 9 tocou na frente e foi tocado por baixo por Wellington Silva. O árbitro nada deu no lance, o que gerou revolta dos jogadores do Verdão.

O Palmeiras era guerreiro e chegou ao gol. Vinicius, que tinha acabado de entrar, partiu pela esquerda, levou a bola para o meio e bateu seco, Paulo Victor tentou tirar para escanteio, mas a bola entrou, para alegria Alviverde no Rio. Palmeiras 1 a 0 em Volta Redonda.

Jogadores do Flamengo comemoram gol de Wagner Love contra o Palmeiras (Foto: Alexandre Vidal – Fla Imagem)

Com o gol, a partida ganhou em emoção. O Flamengo acordou de vez e dava o contra-ataque para o Palmeiras tentar marcar o segundo gol.

E quase fez! Sozinho, Maikon Leite partiu em velocidade, sem ninguém do lado, o atacante entrou na área, escolheu e canto e bateu, mas tirou muito de Paulo Victor e também do gol. Perdendo uma chance incrível de matar o jogo.

Os minutos que se seguiram foram de boas chances de ataque, Bruno mnuito firme, pegava tudo. Já o Palmeiras, quanto tinha a chance de marcar o segundo, não tinha a calma necessária para ampliar. Maikon Leite, novamente, perdeu ótima chance.

E o improvável aconteceu. Numa jogada rápida pela esquerda, a bola chegou nos pés de Wagner Love, o camisa 9 bateu de primeira para o gol, a bola desviou em Ramon, mantando o goleiro Bruno. Empate do Flamengo e desespero verde.

E não tinha tempo para mais nada. Um empate desastroso para o Palmeiras que depende de três milagres em jogos da Portuguesa para não cair.

 Agora, faltando duas rodadas, pouco importa o resultado contra o Atlético-GO e Santos, próximos adversários, o foco são os jogos da Lusa. Qualquer ponto marcado pela Portuguesa rebaixa o Palmeiras para a Serie B do Brasileiro de 2013.