ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Enfim, vencemos!

Após sequência negativa, Palmeiras vence o Coritiba e deixa a zona de rebaixamento, momentaneamente.

Por Vladimir da Costa

E depois de mais de um mês sem saber o que era vencer no brasileiro, o torcedor palmeirense finalmente pode dormir mais tranquilo. Foram 10 jogos sem saber o que era vencer no nacional. Porém, depois de mais uma partida aquém do que espera seus torcedores, o Verdão venceu um rival direto pelo rebaixamento, o Coritiba, pelo placar mínimo, neste sábado à noite, no Pacaembu, pela 17ª rodada e chegou aos 17 pontos, está em 15º lugar. Já o Coxa, com 15, ocupa antepenúltima colocação.

Palmeirenses comemoram o gol da vitória da equipe diante do Coritiba. (Foto: Ale Cabra / AG O Dia)

Palmeirenses comemoram o gol da vitória da equipe diante do Coritiba. (Foto: Ale Cabra / AG O Dia)

O Verdão agora precisará secar seus concorrentes que jogam neste domingo para não passar o centenário, que será celebrado na próxima terça-feira, na zona de rebaixamento. Figueirense ou Vitória, que se enfrentam, Bahia (que pega o Atlético-PR, em Curitiba) e Criciúma (que recebe o Flamengo) podem ultrapassar a equipe paulista. O Coritiba também passará o domingo ligado na rodada. Caso Bahia e Vitória pontuem, o Coxa pode voltar à lanterna.

O Palmeiras volta a campo na próxima quarta-feira, às 22h, no Pacaembu, para começar a decidir com o Atlético-MG uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. No mesmo dia, também às 22h, pelo mata-mata nacional, o Coritiba recebe o Flamengo, no Couto Pereira

A partida

O Palmeiras iniciou o jogo de forma lenta. O Coritiba se aproveitou da aparente falta de interesse do adversário e partiu para cima. No entanto, não soube concluir as jogadas, e o goleiro Fábio, apesar de ver a bola passando perto de sua área, acabou não levando sustos.. Aos poucos, o alviverde foi se soltando, trocando passes, envolvendo o Coxa e criando chances de gol. Allione e Marcelo Oliveira eram os jogadores mais lúcidos da equipe paulista.

Wesley disputada a bola em partida válida pela 17ª rodada do brasileiro. (Foto:Friedemann Vogel/Getty Images)

Wesley disputada a bola em partida válida pela 17ª rodada do brasileiro. (Foto: Friedemann Vogel/Getty Images)

E não demorou para o Palmeiras chegar ao seu gol. O volante, após bela arrancada pelo meio, aos 13 minutos de jogo, deixou Juninho livre para abrir o placar. O gol desestabilizou de vez a equipe curitibana, que, nervosa, passou a abusar das faltas. Leandro Almeida foi o símbolo do descontrole paranaense. Fez pênalti em Lúcio (o juiz chegou a assinalar a penalidade, mas voltou atrás porque o zagueiro do Verdão estava impedido) e depois foi expulso por falta dura em Mouche. Na saída para o intervalo, Henrique e Zé Love discutiram e houve início de confusão, que logo foi controlada.

Com a vantagem no placar e numérica dentro de campo, o Palmeiras tinha tudo para ampliar e ter uma etapa complementar mais tranquila, mas não foi o que aconteceu. O time se enrolou. Não conseguiu tirar proveito do homem a mais em campo e foi presa fácil para a marcação do Coritiba.

Celso Roth sacou atacante Keirrison para a entrada do zagueiro Lucas Claro, recompondo a defesa. Apesar de ficar mais com a bola, o Palmeiras parecia sentir o peso de ficar tanto tempo sem vencer. Com muitos erros de passe do meio-campo palmeirense, principalmente de Wesley – foram 26 erros da equipe, nove apenas do volante fizeram com que o Coritiba criasse mais que os donos da casa.  Dessa forma, o Coxa acabou se desdobrando em campo e dominou o segundo tempo. Faltou, porém, maior capricho no toque final por parte dos paranaenses. Assim, prevaleceu o placar do primeiro tempo. Melhor para o time paulista.