ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Felipão Ganha Cargo Sem Remuneração para a Copa de 2014

Felipão fará trabalho voluntário para o Comitê Organizador de 2014

Por Vladimir da Costa

Depois da torcida de Goiânia levar diversos cartazes e gritos pedindo a volta de Luiz Felipe Scolari para comandar a seleção Brasileira no lugar de Mano Menezes, o ex-técnico do Palmeiras, firmou um compromisso de colaborar como “voluntário” para a copa de 2014.

Segundo o Ministro do Esporte, Aldo Rebelo, a colaboração será gratuita. “Conversamos sobre a experiência do Felipe na Europa, a vida dele como treinador, que foi uma experiência muito rica, e eu fiz o convite para que o Luiz Felipe Scolari preste ao Ministério do Esporte uma consultoria na área do futebol de caráter informal, dentro do tempo disponível”, explicou Rebelo.

Felipão concede entrevista depois de ser anunciado como novo consultor do Comitê da Copa (Divulgação/Ministério)

– Uma consultoria informal e de forma voluntária, ou seja, gratuita, voltada para a promoção da valorização do futebol brasileiro, que significa muito para o nosso país, e para um programa especial do Ministério do Esporte que é o Segundo Tempo, para que ele posso fazer palestras sobre sua experiência e que ajude a divulgar e valorizar o futebol para as crianças do Segundo Tempo, como parte também de valorização e promoção da Copa do Mundo no Brasil”, completou o ministro.

Apesar de admitir colaborar nesse no atual momento, Felipão ressaltou que a partir do ano que vem, quando pretende voltar a trabalhar, terá menos tempo à disposição da pasta.

– Natural que até o fim do ano tenha mais disponibilidade de tempo, sem ser técnico, mas depois, provavelmente, e irei trabalhar em alguma equipe. Não sei em que país, em que lugar do Brasil ou do mundo – resumiu Felipão, que deverá participar neste período palestras do programa.

Depois da apresentação do “novo cargo”, Felipão aproveitou a entrevista após o anúncio para falar sobre sua saída do Palmeiras e comentou sobre o novo treinador do Verdão.

– Acho que era o momento certo para que eu saísse do Palmeiras e alguém com a capacidade e com a possibilidade de um crescimento profissional assumisse, como foi o caso do Gilson (Kleina). Esse era o caminho certo, tanto para mim, quanto para o Palmeiras. Por isso, acho que aquele acordo que foi feito entre mim e o Palmeiras foi a melhor coisa que poderia acontecer – afirmou Felipão.

O treinador entregou que torceu bastante para a equipe na partida do último sábado contra o Figueirense.

– Assisti, torci e gostei. Acho que esse é o caminho certo. Mais uma vez, a volta do (Marcos) Assunção foi fundamental. O espírito também foi muito legal e acho que isso já é o início de um outro trabalho que alguma pessoa precisava fazer, e, no caso, o Gilson já fez com brilhantismo – analisou Felipão.